Revisitando conceitos sobre políticas públicas e gestão do turismo em cidades

  • Saulo Ribeiro dos Santos Universidade Federal do Maranhão
Palavras-chave: Políticas públicas. Turismo urbano. Planejamento turístico.

Resumo

As cidades tornaram-se grandes potenciais para o desenvolvimento da atividade turística em decorrência do planejamento urbano que tem criado espaços destinados ao lazer e entretenimento da população. E as políticas públicas que têm como um dos objetivos atender as necessidades da sociedade vem possibilitando a melhoria da qualidade de vida urbana em decorrência de uma gestão que seja favorável ao bem estar de todos. Assim, objetiva-se no presente estudo realizar uma revisão bibliográfica sobre a temática política pública e gestão da atividade turística no meio urbano, apontando aspectos estudados sob a ótica de diversos autores, direcionando meios quanto a lacunas existentes que vem sendo negligenciadas. O aporte metodológico é baseado em dados bibliográficos, documentais e webresearch, com abordagem qualitativa, caracterizando-se como pesquisa exploratória e descritiva, respaldado por autores como Aretche (2010), Butler (2008), Chang e Huang (2004), Mullins (1991), Souza (2004) e Yázigi (2009) que contribuem para uma análise crítica sobre a temática. Aponta-se que a execução de políticas públicas auxilia no avanço da atividade turística nas urbes, criando áreas de lazer e de estruturar espaços públicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Saulo Ribeiro dos Santos, Universidade Federal do Maranhão

Professor Adjunto do Departamento de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal do MAranhão

Bacharel em Turismo - FAMA

MBA em Turismo - UCB

Mestre em Administração e Desenvolvimento Empresarial - UNESA

Doutor em Gestão Urbana - PUCPR

Doutorando em Geografia - UFPR

Referências

Aguiar, Marina Rodrigues de; Dias, Reinaldo (2002). Fundamentos do turismo: conceitos, normas e definições. Campinas, SP: Alínea.

Arretche, Marta (2010). Federalismo e igualdade territorial: uma contradição em termos? Revista de Ciências Sociais, 53 (3), pp. 587-620.

Ashworth, Gregory, Page, Stephen J. (2011). Urban tourism research: recent progress and current paradoxes. Tourism Management. 32 (1), 1-15.

Auch, Roger, Taylor, Janis, Acevedo, William (2004). Urban growth in American cities. Recuperado em 06 janeiro, 2016, de file: http://pubs.usgs.gov/circ/2004/circ1252/.

Beni, M. C. (2006). Políticas e planejamento de turismo no Brasil. São Paulo: Aleph.

Bonavides, Paulo (2006). Ciência política. São Paulo: Malheiros.

Butler, Richard William (2008). Tourism: an evolutionary perspective. In: Nelson, James Gordon, Butler, Richard William, Waterloo, Geofray Wall (Orgs.).Tourism and sustainable development: monitoring, planning, managing. Ontario: University of Waterloo.

Carvalho, Alan Francisco de (2000). Políticas públicas em turismo no Brasil. Sociedade e Cultura, 3 (1-2), january/december, pp. 97-109.

Castrogiovanni, Antônio Carlos (2013). Turismo, organização e reconstrução do espaço urbano contemporâneo. Revista Rosa dos Ventos, Caxias do Sul, 5 (3), pp.381-389, juloh-setembro.

Chang, T. C., Huang, Shirlena (2004). Urban tourism: between the global and the local. In: Lew, Alan A., Hall, C. Michael, Williams, Allan M. (Orgs.). A companion to tourism. (pp. 223-234). United Kingdom: TJ International.

Cooper, Chris, Hall, Collin Michael, Trigo, Luiz Gonzaga Godoi (2011). Turismo contemporâneo. Rio de Janeiro: Elsevier.

Dias, Reinaldo (2003). Planejamento turístico. São Paulo: Manole.

Faria, Carlos Aurélio Pimenta (2003). Ideias, conhecimento e políticas públicas: um inventário sucinto das principais vertentes analíticas recentes. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 18 (51), 21-30.

Gil, Antônio Carlos (2006). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Goeldner, Charles R., Ritchie, J. R. Brent, Mcintosh, Robert W. (2002). Turismo: princípios, práticas e filosofias. Porto Alegre: Bookman.

González, Rubén Lois, Pérez, Jesús Manuel González, Gómez, Luis Alfonso Escudero. (2012). Los espacios urbanos: el estudio geográfico de la ciudad y la urbanización. Madrid: Biblioteca Nueva.

Hall, C. Michael (2011). A review of “Brands and branding geographies and Urban tourism and urban change: cities in a global economy”. Journal of Sustainable Tourism. 21 (6), pp. 937-940.

Hayllar, Bruce, Edwards, Deborah, Griffin, Tony, Aldrigui, Mariana (2011). Turismo em cidades: espaços urbanos, lugares turísticos. Rio de Janeiro: Campus.

Karski, Andy (1990). Urban tourism: a key to urban regeneration? The Planner, London: Royal Town Planning Institute, 76 (13), pp.15-17.

Knafou, R. (2001). Turismo e território: Para um enfoque científico do turismo. In Rodrigues, Adyr B. Turismo e geografia: reflexões teóricas e enfoques regionais. São Paulo: Hucitec, pp.62-74.

Lefebvre, Henri (2011). O direito à cidade. São Paulo: Centauro.

Lobato, Fabiana Mendes (2001). Descentralização das políticas públicas de turismo: a municipalização do turismo no Maranhão. Dissertação de Mestrado USP - Universidade de São Paulo, São Paulo.

López Palomeque, F. (2009). The explosion of urban tourism: the european cities visitors. European Cities Marketing, (pp. 25-28). Dijon.

Luchiari, Maria Tereza D. P. (1998). Urbanização turística: um novo nexo entre o lugar e o mundo. In: Serrano, Célia; Bruhns, Heloisa Turini; Luchiari, Maria Tereza D. P. Olhares contemporâneos sobre o turismo. Cap. 5. Campinas: Papirus.

Mazaro, Rosana (2011). Conhecimento científico em ciências sociais e proposição de modelos em turismo. Revista Turismo em Análise. 22 (3), pp. 561-578.

Minayo, Maria Cecilia de S., Sanches, Odécio (1993). Quantitativo-qualitativo: oposição ou complementar idade? Caderno Saúde Pública, 9 (3), Rio de Janeiro, July/Sept. pp. 239-248.

Mtur – Ministério do Turismo (2013). Índice de competitividade do turismo nacional: destinos indutores de desenvolvimento turístico regional. Brasília, DF: Ministério do Turismo.

Mullins, Patrick (1991). Tourism urbanization. International Journal of Urban and Regional Research, Oxford: Foundation for Urban and Regional Studies; Wiley-Blackwell, 15 (3), pp.326-342.

Nam, Taewoo, Pardo, Theresa A. Conceptualizing smart city with dimensions of technology, people, and institutions. The Proceedings of the 12th Annual International Conference on Digital Government Research. June (pp. 282-291).

Pearce, Douglas (2003). Geografia do turismo: fluxos e regiões no mercado de viagens. São Paulo: Aleph.

Pearce, Douglas (2001). Un Esquema Integrador para la investigacion del turismo urbano. Annals of Tourism Research en Espanhol. Universitat de les IIIes Balears. 3 (2), pp. 340- 363.

Pereira, Cássio Avelino Soares (1999). Políticas públicas no setor do turismo. Turismo em Análise, 10 (2), pp. 7-21.

Pine, Joseph, James Gilmore (2011). The experience economy. Massachusetts: Harvard Business.

Plaza Gutiérrez, J. (2006). Territorio, geografía rural y políticas públicas. Desarrollo y sustentabilidad en las áreas rurales. Boletín de la A.G.E., 41, 69-95.

Ritchie, B. W. ; Dickson, T. J. (2006). Assessing the economic impact of built attractions: the case of the Australian Capital Territory, Australia. Paper for Cutting Edge Research in Tourism, june, University of Surrey, Surrey.

Roscoche, Luiz Fernando (2013). Turismo no meio urbano e a segregação socioespacial: revisitando problemáticas. Turismo & Sociedade. 6 (4), p. 814-834, outubro, Curitiba.

Roscoche, Luiz Fernando (2012). Turismo urbano e a segregação socioespacial: revisitando problemáticas. VII Seminário de Pesquisa em Turismo do Mercosul (Turismo e Paisagem: relação complexa). Novembro. Universidade de Caxias do Sul, RS.

Ruiz, Thays Cristina Domareski, Gândara, José Manoel Gonçalves (2013). A relação entre o planejamento urbano e a competitividade dos destinos turísticos. Revista brasileira de Pesquisa em Turismo, 7(2), pp. 260-280, maio/agosto, São Paulo.

Rullán, O. (2011). La regulación del crecimiento urbanístico en el litoral mediterráneo español. Ciudad y Territorio. Estudios Territoriales. XLIII (168), pp. 279-297.

Ruschmann, Doris van de Meene (2010). Turismo e planejamento sustentável: a proteção do meio ambiente. Campinas, SP: Papirus.

Santos, Saulo Ribeiro dos (2015). Paisagem solidária: indicadores de sustentabilidade urbana em área turística funcional do centro histórico de São Luís, Maranhão. Tese de Doutorado – Pontifícia Universidade Católica do Paraná-PUCPR, Curitiba.

Santos, Saulo Ribeiro dos (2008). Políticas públicas e suas contribuições para o desenvolvimento turístico do Maranhão. Itinerários, São Luís, 3, pp.95-104.

Sanz-Ibáñez, C., Anton Clavé, S. (2014). The evolution of destinations: towards an evolutionary and relational economic geography approach. Tourism Geographies. 16 (4), pp. 563-579.

Solha, Karina (2004). Órgãos públicos estaduais e o desenvolvimento do turismo no Brasil. Dissertação de Mestrado. USP - Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Souza, Celina (2004). Governos locais e gestão de políticas sociais universais. São Paulo em Perspectiva, 18(2): 27-41, 2004.

Stokes, Philip (2012). Os 100 pensadores essenciais da filosofia. São Paulo: Difel.

Theobald, William F. (2002). Significado, âmbito e dimensão do turismo. In: Theobald, William F. (Org.). Turismo global. (cap. 1). São Paulo: Editora do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – SENAC.

Tyler, D.; Guerrier, Y.; Robertson, M. (Orgs.) (2001). Gestão do turismo municipal: teoria e prática de planejamento turístico nos centros urbanos. São Paulo: Futura.

Vera Rebolo, José Fernando; Ivars Baidal, Josep Antoni. (2014). Nuevos enfoques para la planificación ygestión del territorio turístico: conceptualización, análisis de experiencias y problemas. Definición de modelos operativos para destinos turísticos inteligentes. Proyectos de I+D Excelencia y Proyectos de I+D+I Retos Investigación. Gobierno de España. Ministerio de Economia y COmpetitividad.

Vieira, Natália Miranda (2008). Gestão de sítios históricos: a transformação dos valores culturais e econômicos em programas de revitalização em áreas históricas. Recife: Editora da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE.

Yázigi, Eduardo (2003). Civilização urbana, planejamento e turismo: discípulos do amanhecer. São Paulo: Contexto.

Yázigi, Eduardo (2009). Saudades do futuro: por uma teoria do planejamento territorial do turismo. São Paulo: Plêiade.

Publicado
30-12-2016
Como Citar
SANTOS, S. R. DOS. Revisitando conceitos sobre políticas públicas e gestão do turismo em cidades. Revista de Turismo Contemporâneo, v. 4, n. 2, 30 dez. 2016.
Seção
Artigos