Percepção dos discentes do curso de Ciências Contábeis e da Especialização em Perícia e Auditoria acerca do ensino e do mercado de trabalho em Auditoria

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2176-9036.2019v11n2ID16529

Palavras-chave:

Auditoria. Ensino. Mercado de Trabalho.

Resumo

Objetivo: O objetivo do estudo é identificar a percepção dos discentes do curso de Ciências Contábeis (Grupo 1) e da Especialização em Perícia e Auditoria (Grupo 2) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) acerca do ensino e do conteúdo de auditoria para a preparação e inserção no mercado de trabalho.

Metodologia: Pesquisa quantitativa, descritiva e de levantamento por meio da aplicação de questionário (questões abertas e fechadas) aos alunos dos dois cursos, buscando identificar as características dos grupos e sua compreensão quanto aos métodos de ensino e aprendizagem da disciplina de auditoria para o mercado de trabalho.

Resultados: Verificou-se que a maioria dos dois grupos se encontra no mercado de trabalho, e que os atuantes em auditoria pretendem permanecer na área. Quanto às práticas pedagógicas, nos dois grupos destacou-se: “Aula Expositiva”; “Discussões em Sala de Aula”; “Resoluções de Exercícios”; e “Estudos de Caso”. Já, os aspectos apontados que carecem de aprofundamento no Grupo 1 são: “Normas Brasileiras de Contabilidade”, “Planejamento da Auditoria”, e “Práticas na detecção de fraudes”, e no Grupo 2 foram: “Legislação Aplicável à Auditoria Contábil”, “Planejamento da Auditoria” e “Execução dos trabalhos de auditoria”. Em relação à percepção sobre a suficiência do conteúdo da disciplina para desempenho da função, 37% do Grupo 1 e 46,7% do Grupo 2 acreditam que é insuficiente e se preocupam com o impacto disso no desenvolvimento das atividades no mercado de trabalho. Ainda, como motivação para estudar auditoria, os discentes alegam que tal conhecimento é indispensável para o bom desempenho da profissão, a fim de ter domínio do conteúdo sobre a prática contábil em relação à legislação e normas de auditoria.

Contribuições do Estudo: Os resultados auxiliam os responsáveis dos cursos a propor melhorias no desenvolvimento da disciplina, no curso e, consequentemente, do profissional contábil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Bianchi, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (2000), mestrado em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos- UNISINOS (2005) e doutorado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2013). Atualmente é professora adjunta do curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Porto Alegre-RS. Tem experiência na área de Ciências Contábeis, atuando principalmente nos seguintes temas: controladoria, análise de custos e contabilidade societária. Atua como editora responsável da Revista ConTexto (UFRGS).

Jorge Daniel Werlang, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Especialista em Perícia e Auditoria (UFRGS).

Lauren Dal Bem Venturini, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade (UFRGS).

Vanessa Noguez Machado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade (UFRGS).

Referências

Alberton, L., & Beuren, I. M. (2003). A formação comportamental de Auditores Contábeis Independentes: um estudo multicaso. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, Campo Largo, 1(2), 1-24.

Almeida, M. C. (2012). Auditoria: um Curso Moderno e Completo. (8a. ed.). São Paulo: Atlas.

Armitage, J. (2008). Changes in the importance of topics in auditing education: 2000?2005.

Managerial Auditing Journal, [s.l.], 23(9), 935-959.

Armitage, J., & Poyzer, J. K. (2010). Academicians’ and practitioners’ views on the importance of the topical content in the first auditing course. American Journal of Business Education, [s.l.], 3(1), 71-82.

Barreto, D., & Graeff, F. (2011). Auditoria: teoria e exercícios comentados. (2a. ed.). São Paulo: Método.

Camargo, R. C. C. P., Camargo, R. V. W., Dutra, M. H., & Alberton, L. (2013). A percepção dos auditados em relação às competências comportamentais dos auditores Independentes: um estudo empírico na Região da Grande Florianópolis/SC. Revista de Contabilidade e Organizações, São Paulo, 7(18), 37-47.

Castañeda, B. E. G., Carvalho, L. N. G., & Lisboa, N. P. (2007). Comparação entre as Normas de Auditoria do Brasil e as Internacionais (IAASB). Revista Contemporânea de Contabilidade, Florianópolis, 1(7), 81-100.

Castro, R. L. C., Vasconcelos, J. P. B., & Dantas, J. A. (2017). Impactos das Normas Internacionais de Auditoria nos Relatórios dos Auditores sobre as Demonstrações Financeiras dos Bancos Brasileiros. Revista Ambiente Contábil, Natal, 9(1), 1-20.

Chaffey, J., Van Peursem, K. A.; & Low, M. (2011). Audit education for future professionals: perceptions of new zealand auditors. Accounting Education, 20(2), 153-185.

Franco, H., & Marra, E. (2000). Auditoria Contábil. São Paulo: Atlas.

Gil, A. C. (2006). Como elaborar projetos de pesquisa. (4a. ed.). São Paulo: Atlas.

Hoff, J., Alberton, L., & Camargo, R. de C. C. P. (2017). A visão da academia e do mercado de trabalho sobre o ensino da auditoria. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, Brasília, 11(1), 52-68.

Humphrey, C. (2008). Auditing research: a review across the disciplinary divide. Accounting, Auditing & Accountability Journal, [s.l.], 21(2), 170-203.

Machado, L., Machado, M. R. R., & Guerra, F. M. (2014). Formação do auditor nas instituições de ensino superior e a capacitação profissional nas firmas de auditoria. Revista de Contabilidade da UFBA, Bahia, 8(1), 4-20.

Madeira, C. A. (2001). Avaliação do ensino de auditoria nos cursos de graduação em Ciências Contábeis: uma pesquisa exploratória. Dissertação de Mestrado em Controladoria Contabilidade Estratégica, Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo, Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, São Paulo.

Michel, M. H. (2015). Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais: um guia prático para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos. (3a. ed.). São Paulo: Atlas.

Oliveira, L. M., Diniz Filho, A. (2001). Curso básico de auditoria. São Paulo: Atlas.

Ricardino Filho, A. A. (2002). Auditoria: ensino acadêmico X treinamento profissional. Tese de Doutorado em Controladoria e Contabilidade, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Rodrigues, A. C., Moreira, F. S., Firmino, J. E., & Silva, M. C. (2016). A percepção dos alunos do curso de Ciências Contábeis acerca do ensino e do mercado de trabalho em perícia contábil. Revista Capital Científico, Guarapuava, 14(2), 93-108.

Silva, A. P. (2008). A percepção dos profissionais de auditoria quanto ao ensino de auditoria contábil nos cursos de graduação em Ciências Contábeis do Brasil. Dissertação de Mestrado em Ciências Contábeis, Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós-graduação em Ciências Contábeis, Universidade de Brasília/ Universidade Federal da Paraíba/ Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Brasília.

Silva, M. C., Martins, V. F.; Rocha, V. A. (2016). A profissão de auditor: como está a motivação dos discentes de Ciências Contábeis para seguir esta carreira? Revista de Auditoria, Governança e Contabilidade, Minas Gerais, 4(17), 154-174.

Silva, U. B., Bruni, A. L. (2017). O Que me ensina a ensinar? Um estudo sobre fatores explicativos das Práticas Pedagógicas no Ensino de Contabilidade. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, Brasília, 11(2), 214-230.

Downloads

Publicado

03-07-2019

Como Citar

BIANCHI, M.; WERLANG, J. D.; VENTURINI, L. D. B.; MACHADO, V. N. Percepção dos discentes do curso de Ciências Contábeis e da Especialização em Perícia e Auditoria acerca do ensino e do mercado de trabalho em Auditoria. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, [S. l.], v. 11, n. 2, p. 266–285, 2019. DOI: 10.21680/2176-9036.2019v11n2ID16529. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/16529. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Seção 3: Pesquisas de Campo sobre Contabilidade (Survey) (S3)