O USO DE INSTRUMENTOS FINANCEIROS DERIVATIVOS PELAS INSTITUIÇÕES INTERMEDIÁRIAS FINANCEIRAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA

  • Tatiane de Oliveira Marques Universidade de Brasília
  • Sergio Murilo Petri Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo identificar variáveis que influenciam o uso de instrumentos financeiros derivativos pelas instituições intermediárias financeiras do Brasil listadas na BM&FBOVESPA, bem como identificar para qual finalidade estas instituições utilizam os instrumentos financeiros derivativos no período de 2006 a 2011. A coleta dos dados foi realizada por meio de análise de conteúdo nas Notas Explicativas e no Balanço Patrimonial disponíveis no sítio da Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA, e os dados foram analisados por meio da técnica de regressão para dados em painel, estimados pelo Método Generalizado dos Momentos (GMM) de Arellano e Bond (1991). Os resultados demonstraram que as instituições analisadas utilizam derivativos principalmente para o gerenciamento de risco (68%), ou seja, usam derivativos para se proteger de prejuízos que possam ocorrer devido as variações nos preços e taxas do mercado. Quanto aos tipos de derivativos mais utilizados, verificou-se que foram os contratos de opções (56,3%), swap (20%) e contratos futuros (19,2%). Já derivativos indexados em taxa de juro (41%) e taxa de câmbio (35%) apresentam-se em maior proporção. Com base nas análises de regressão pode-se determinar que as variáveis que influenciam positivamente o uso de instrumentos financeiros derivativos estão relacionadas com as próprias variáveis dependentes defasadas em um período, a variável ATIVO e a variável do mercado financeiro TXCÂMBIO. Já em relação à influência negativa, destacaram-se PL, RECEITA e TXJURO.

 

Palavras-chave: Instrumentos Financeiros Derivativos. Intermediários Financeiros

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiane de Oliveira Marques, Universidade de Brasília
Mestre em Contabilidade pela Universidade Federal de Santa Catarina. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade da Universidade de Brasília
Sergio Murilo Petri, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Doutor em Engenharia de Produção. Professor do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Publicado
22-01-2014
Como Citar
MARQUES, T. DE O.; PETRI, S. M. O USO DE INSTRUMENTOS FINANCEIROS DERIVATIVOS PELAS INSTITUIÇÕES INTERMEDIÁRIAS FINANCEIRAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, v. 6, n. 1, p. 273-293, 22 jan. 2014.
Seção
ARTIGOS