"Cobertores": o parangolé de Carmen Luz no pensamento coreográfico contemporâneo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36025/arj.v9i2.28705

Palavras-chave:

Cobertores, Parangolé, pensamento coreográfico, Carmen Luz, Cia. Étnica de Dança

Resumo

Cobertores, espetáculo de Carmen Luz, tem como referência e intercessor poético o Parangolé, de Hélio Oiticica, evidenciando a emergência e a cartografia de um pensamento coreográfico como crítica social e experimentação cênica. A experimentação colocou em evidência a incorporação coreográfica a partir de três marcadores sociais: negritude como diferença étnica, juventude como condição etária e morro como alteridade espacial na cidade contemporânea. Metodologicamente, parte-se da abordagem teórica da dança como pensamento do corpo e adota-se a cartografia como método de produção ético-estética. Modelizamos uma metacartografia como procedimento para analisar o processo de dar-se intercessores artísticos com que Luz assina esta obra e insere a Cia. Étnica de Dança nas artes cênicas no início do século XXI. Memórias dessa experiência coreográfica se atualizam em dois desdobramentos, na medida em que Luz produz comentários sobre a própria carreira em registros audiovisuais e quando acionamos lembranças de montagens e diálogos realizados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yuji Gushiken, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)

Docente do Departamento de Comunicação Social (Curso de Jornalismo) e do Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) em Estudos de Cultura Contemporânea da Faculdade de Comunicação e Artes da Universidade Federal de Mato Grosso (PPGECCO-UFMT) na Área Interdisciplinar: Sociais e Humanidades da Capes/MEC. Doutor e mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO-UFRJ). Estágio de pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará (PPGCOM-UFC). Bacharel em Comunicação Social: Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e em Relações Públicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Líder do Grupo de Pesquisa em Comunicação e Cidade (Citicom-UFMT/CNPq).

Referências

BERGSON, Henri. Matéria e Memória: Ensaio sobre a relação do corpo com o espírito. Tradução: Paulo Neves. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

DAMATTA, Roberto. O que faz o brasil, Brasil? Rio de Janeiro, Rocco, 1986.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Tradução: Peter Pal Pélbart. São Paulo: Editora 34, 1992.

DOS ANJOS, Moacir. As ruas e as bobagens: anotações sobre o delirium ambulatorium de Hélio Oiticica. ARS (São Paulo), v. 10, n. 20, p. 22-41, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2012.64418. Acesso em 24 jan. 2022.

ESPÍRITO SANTO, Denise. Diáspora, poesia e africanidades nos espetáculos da Cia. Étnica de Dança Teatro. Concinitas, ano 12, v. 1, n. 18, jun. 2011, p. 157-165. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/concinnitas/article/view/59604/37777. Acesso em: 12 jan. 2022.

FIGUEIREDO, Luciano. The world is the museum: Apropriation and transformation in the work of Hélio Oiticica. In: RAMIREZ, Mari Carmen. Hélio Oiticica: The body of colour. London: Tate Publishing and The Museum of Fine Arts, 2007, p. 105-125.

GUATTARI, Félix. Caosmose: Um novo paradigma estético. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.

KATZ, Helena. 1, 2, 3: A dança é o pensamento do corpo. Belo Horizonte: FID Editorial, 2005.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. Campinas: Editora da Unicamp, 1996.

LUZ, Carmen. A escrita do corpo negro: Ciência & Letras. [Entrevista a Renato Farias]. Canal Saúde Oficial, 16 jan. 2019. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=VK7z64cz37o. Acesso em: 25 jan. 2022.

LUZ, Carmen. Depoimento. In: FERREIRA, Cláudia; HOLLANDA, Heloísa Buarque de; CIRO, Numa (org.). A nova expressão das mulheres da periferia: Relatório de Projeto. Rio de Janeiro: Centro de Atividades Culturais, Econômicas e Sociais, 2019. Disponível em: http://www.memoriaemovimentossociais.com.br/sites/default/files/publicacao/a_nova_expressao_das_mulheres_da_periferia.pdf. Acesso em 19 jan. 2021.

LUZ, Carmen. Cia. Étnica de Dança e Teatro Bl.1/2, s.d. Cultura Urbana TV Alerj. [Entrevista a Ricardo Brasil]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=EVtzUeAljsE. Acesso em 20 jan. 2022.

LUZ, Carmen. Cia. Étnica de Dança e Teatro Bl. 2/2, s.d. Cultura Urbana TV Alerj. [Entrevista a Ricardo Brasil]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=sVhof92kg2k. Acesso em: 20 jan. 2022.

LUZ, Carmen; ASBEG, José Carlos. Sobre Viventes (Festival Internacional de Teatro 5ª Edição). Vídeo de 18 minutos e 47 segundos postado por José Carlos Asbeg [s.d.]. Direção coreográfica de Carmen Luz e direção de vídeo e fotografia de José Carlos Asbeg. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=JRdlYGYd7h8. 16 out. 2004. Acesso em 15 fev. 2022.

LUZ, Carmen; LIMA, Renata Lima: O negro na dança (Diálogos Ausentes 2017). Itaú Cultural. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=g_4Cn-TsGPk. Acesso em 20 jan. 2022.

MILLIET, Maria Alice. Lygia Clark: Obra-objeto. São Paulo: Edusp, 1992.

MAUSS, Marcel. Sociologia e Antropologia. São Paulo: Cosac Naif, 2003.

MATURANA, Humberto; VARELA, Francisco. A árvore do conhecimento: As bases biológicas do entendimento humano. Campinas: Editorial Psy, 1995.

NATALINO, Marco Antônio Carvalho. Estimativa da população em situação de rua no Brasil. Rio de Janeiro: Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada, 2016. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/7289/1/td_2246.pdf. Acesso em 02 fev. 2022.

OITICICA, Hélio. Aspiro ao grande labirinto. Rio de Janeiro: Rocco, 1986.

PEREIRA, Roberto. [Texto de apresentação]. In: PANORAMA RIOARTE DE DANÇA, 9., 2000, Rio de Janeiro. [Programa]. Rio de Janeiro: Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro; Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro; RioArte, 2000. p. 12.

PINHO, Rachel Tegon de. O Brasil nunca foi ao Brazil, o Brazil não conhece o Brasil. Estudos de Cultura: Concepções e Abordagens. Macapá: Editora da Unifap, 2021, p. 293-314.

PLATÃO. A República. Trad. Enrico Corisieri. São Paulo: Editora Nova Cultural, 1997.

SALOMÃO, Wally. Hélio Oiticica: Qual é o parangolé? e outros escritos Rio de Janeiro: Rocco, 2003.

VIVADANÇA FESTIVAL INTERNACIONAL. Cia. Étnica (RJ): Vivadança Ano 4. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=yvjQ76-ChZA. Acesso em 21 jan 2022.

WHITE CHAPEL GALLERY. Catálogo Hélio Oiticica. Londres, 1969.

Publicado

05-12-2022 — Atualizado em 07-12-2022

Versões

Como Citar

GUSHIKEN, Y. "Cobertores": o parangolé de Carmen Luz no pensamento coreográfico contemporâneo. ARJ – Art Research Journal: Revista de Pesquisa em Artes, [S. l.], v. 9, n. 2, 2022. DOI: 10.36025/arj.v9i2.28705. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/artresearchjournal/article/view/28705. Acesso em: 8 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê: Dramaturgias e Epistemologias Insurgentes na Dança