Docência Universitária

trajetórias de professores formadores iniciantes em cursos de licenciatura

Palavras-chave: Docência universitária. Professor iniciante. Licenciatura. Desenvolvimento profissional., University teaching. Beginner teacher. Graduation. Professional development, Docencia universitaria. Profesor principiante. Licenciatura. Desarrollo profesional.

Resumo

O artigo apresenta resultados de uma investigação sobre trajetórias formativas de docentes universitários, formadores de professores, iniciantes em Instituições de Federais de Ensino Superior – Ifes. Buscou-se compreender neste trabalho a constituição da docência universitária na universidade brasileira e os desafios enfrentados por  professores formadores atuantes em cursos de licenciatura em Pedagogia, História e Educação do Campo de duas universidades/campi federais localizadas na região Norte do Brasil. O referido estudo se insere no campo da abordagem qualitativa da pesquisa em educação. As narrativas dos docentes foram (re)construídas com base nos referenciais metodológicos dos estudos narrativos, em diálogo com a história oral de vida. Nesse contexto de análise, as vozes dos professores formadores evidenciaram como a fase inicial da docência na educação  superior é caracterizada por dilemas, desafios, aprendizagens e oportunidades de desenvolvimento pessoal e profissional. Esse período é, porquanto, um tempo singular-plural de construção e ressignificação das identidades dos professores formadores. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALTET, Marguerite; PAQUAY, Léopold; PERRENOUD, Philippe. A profissionalização dos formadores de professores. Porto Alegre: Artmed Editora. 2003.

AIRES, Susye Nayá Santos. Professor bacharel iniciante no ensino superior: dificuldades e possibilidades pedagógicas. 2015. 212. 209f. Dissertação. (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Católica de Santos, Santos, 2015.

BEHRENS, Marilda Aparecida. A formação pedagógica e os desafios do mundo moderno. In: MASETTO, Marcos Tarciso. (Org.). Docência na universidade. Campinas: Papirus, 1998.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BOZU, Zoia. El profesorado universitario novel: estudio teórico de su proceso de inducción o socialización profesional. Revista Electrónica de Investigación y Docencia, n. 3, p. 55-72, Ene. 2010.

BRASIL. Lei Nº 9.394, de 20 de Dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, v. 606. Disponível em: . Acesso em: 31 jul. 2019.

BRASIL. Decreto nº 6.096, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - Reuni. Brasília, DF, v. 606. Disponível em: . Acesso em: 31 jul. 2019.

BRASIL. Lei nº 12.772, de 28 de dezembro de 2012: Dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreiras e Cargos de Magistério Federal e dá outras providências. Brasília, DF, v. 606. Disponível em: . Acesso em: 1 ago. 2019.

BRASIL. Edital de Seleção nº 02/2012- Sesu/Setec/Secadi/MEC de31 de agosto de 2012. Sesu/Setec/Secadi/MEC: Chamada Pública para seleção de Instituições Federais de Educação Superior – IFES e de Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia - IFET, para criação de cursos de Licenciatura em Educação do Campo, na modalidade presencial. Brasília, DF, v. 606. 2012a. Disponível em: . Acesso em: 1 ago. 2019.

BRASIL. Emenda Constitucional nº 95, de 15 de dezembro de 2016: Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências. Brasília, DF, v. 606. Disponível em: . Acesso em: 31 jul. 2019.
CAPES. Portaria nº 76, de 14 de abril de 2010. Portaria nº 76, de 14 de abril de 2010: Dispõe sobre o Regulamento do Programa de Demanda Social e revoga a Portaria nº 052, de 26 de setembro de 2002 e disposições em contrário. Brasília, DF, 19 abr. Seção 1. Publicada em: Diário Oficial da União, Brasília (DF), 19 de abril de 2010, Seção 1, p.31. Disponível em: . Acesso em: 31 jul. 2019.

CEREZER, Osvaldo Mariotto. Diretrizes curriculares para o ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena: implementação e impactos na formação, saberes e práticas de professores de história iniciantes (Mato Grosso, Brasil ). 2015. 327 f. (Tese de Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.

CUNHA, Maria Isabel. O professor iniciante: o claro/escuro nas políticas e nas práticas de formação profissional. In: III CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE PROFESORADO PRINCIPIANTE E INSERCIÓN PROFESIONAL A LA DOCENCIA, 3., 2012, Santiago de Chilé. Anais [...]. Santiago de Chilé: UA, 2012. 1 CD-ROM.

CUNHA, Renata Cristina da. Narrativas autobiográficas de professores iniciantes no ensino superior: trajetórias formativas de professores do curso de Letras – Inglês. 2014. 347f. (Tese de Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2014.

COSTA, Eliane Miranda; MONTEIRO, Albêne Lis. A Pedagogia da Alternância na licenciatura em Educação do Campo em Portel (PA). Revista Comunicação, n. 21, [n. p.], 2014.

ESTEPA, Paulino. Murillo. La socialización del profesorado principiante como elemento de mejora de las organizaciones educativas. In: SOUZA, Flávia Dias de (Org.). Professores principiantes e a inserção à docência: contextos, programas e práticas formativas. Curitiba: UTFPR, 2016, p. 56-77.

FLICK, Uwe . Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FONTANA, Roseli. Como nos tornamos professoras? Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

GARCIA, Carlos Marcelo. Formação de professores: por uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

GONÇALVES, Gláucia Signorelli Queiroz. Inserção profissional de egressos do PIBID: desafios e aprendizagens no início da docência. 2016. 243f. (Tese de Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.

GUIMARÃES, Selva. Ser professor no Brasil – história oral de vida. Campinas: Papirus, 2006.

HUBERMAN, Michael. O ciclo da vida profissional dos professores. In: Nóvoa António (Org.). Vidas de professores. Lisboa: Porto Editora, 1992, p. 31-61.

ISAIA, Silvia; MACIEL, Adriana Moreira da Rocha; BOLZAN, Doris Pires Vargas. Pedagogia universitária: desafio da entrada na carreira docente. Educação, Santa Maria, v. 36, n. 3, p. 425-440, set./dez. 2011.

MASCARENHAS, Suely Aparecida; MACIEL, Antônio Carlos; BRASILEIRO, Tânia Suely Azevedo. Realidade e desafios para os grupos amazônicos. In: DIAS, Ana Maria. Iório; LIMA, Maria da Glória Soares (Org.). Cenário docente na Educação Superior no século XXI: perspectivas e desafios contemporâneos. Teresina: EDUFPI, 2013.

MASCARENHAS, Suely Aparecida do Nascimento; BRAULE, Gilvânia Plácito. Necessidade de política para valorização dos educadores na expansão e interiorização do ensino superior federal na Amazônia – a experiência de Humaitá e Benjamim Constant. Revista EDUCAmazônia: Educação Sociedade e Meio Ambiente, ano 2, v. 2, n. 2, p. 190-202, jul./dez. 2009.

MELO, Geovana Ferreira. Pedagogia universitária: aprender a profissão, profissionalizar a docência. Curitiba: CRV, 2018.

MIZUKAMI, Maria da Graça Nicoletti. Aprendizagem da docência: professores formadores. Revista e Curriculum, v. 1, n. 1, dez./jul. 2005/2006.

MONTEIRO, Renata Gomes. O professor iniciante no ensino superior: saberes em questão. 2016. 167f. (Tese de Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 201.

MOREIRA, Daniele de Jesus G. Necessidades formativas no campo pedagógico: a perspectiva do desenvolvimento profissional de docentes iniciantes da UEFS. 2014. 123f. Dissertação. (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana, 2014.

NUNES, Joquebede Dias dos Santos. Saberes docentes dos professores formadores em início de carreira no ensino superior: um estudo com os professores substitutos do núcleo da UESPI em Amarante – PI. 2011. 174f. Dissertação. (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2011.

PASSOS, Ferragut Laurizete et al. Professores iniciantes dos cursos de licenciatura: corrosão ou constituição de novas profissionalidades? Revista de Educação, Campinas, v. 22, n. 2, p. 221-237, maio/ago. 2017.

PIMENTA, Selma Garrido; ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos. Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez, 2005.

PORTUGAL, Jussara Ferreira; SOUZA, Elizeu Clementino de. Narrativas de professores de escolas rurais. In: PASSEGGI; Maria da Conceição.; VICENTINI, Paula Perin.; SOUZA, Elizeu Clementino de (Org). Pesquisa (auto)biográfica: narrativas de si. Curitiba: CRV, 2013.

PROFESSORA CÁSSIA. Narrativa. 23 de novembro de 2017, Rolim de Moura, Rondônia.

PROFESSORA CLARISSA. Narrativa. 23 de novembro de 2017, Rolim de Moura, Rondônia.

PROFESSORA ELIANA. Narrativa. 24 de novembro de 2017, Rolim de Moura, Rondônia.

PROFESSORA ELISA. Narrativa. 04 de novembro de 2016, Arraias, Tocantins.

PROFESSORA MARIANA. Narrativa. 17 de novembro de 2017, Arraias, Tocantins.

PROFESSOR RONALDO. Narrativa. 20 de novembro de 2017, Arraias, Tocantins.

RODRIGUES, Heloiza. O peão vermelho no jogo da vida: o professor iniciante de história e a construção dos saberes docentes. 2010. 162f. Dissertação. (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2010.

RUIZ, Cristina Mayor; MORENO, Marita Sánchez. El reto de la formación de los docentes universitarios: una experiencia con profesores noveles. Sevilla: Kronos, 2000.

SILVA, Renilson Rodrigues; BACHA, Carlos José Caetano. Acessibilidade e aglomerações na Região Norte do Brasil sob o enfoque da Nova Geografia Econômica. Nova Economia, v. 24, n. 1, p. 169-190, jan./abr. 2014. https://doi.org/10.1590/0103-6351/1507.

SNOECKX, Mireille. Formadores de professores: uma identidade ainda balbuciante. In: ALTET, Marguerite; PAQUAY, Léopold; PERRENOUD, Philippe (Org.). A profissionalização dos formadores de professores. Porto Alegre: Artmed, 2003.

SOUZA, Elizeu Clementino de. Conhecimento de si: narrativas do itinerário escolar e formação de professores. 2004. 442f. (Tese de Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2004.

SOUZA, Elisângela de. Migração de Professores no Rio de Janeiro: oportunidades e desafios. In: XIX ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, ABEP, 19., 2014, São Pedro/SP. Anais [...]. São Paulo/SP: Hotel Fonte Colina Verde, 2012. CD-ROM.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2014.

THOMPSON, Paul. Voz do passado: história oral. São Paulo: Paz e Terra, 1992.

TOLEDO, Renato. De não-professor a professor: uma reflexão sobre a construção da identidade profissional de professores de Cursos Superiores de Formação Tecnológica. 2011. 167f. Dissertação. (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

VAILLANT, Denise Elena; GARCIA, Carlos Marcelo. Ensinando a ensinar: as quatro etapas de uma aprendizagem. Curitiba: UTFPR, 2012.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Apresentação. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro (Org.). Aula: gênese, dimensões, princípios e práticas. Campinas, SP: Papirus, 2008.

WIESBUSCH, Andressa. Aprendizagem docente no ensino superior: desafios e enfrentamentos no trabalho pedagógico do professor iniciante. 2016. 182f. Dissertação. (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, 2016.

ZABALZA, Miguel Antonio. O ensino universitário: seu cenário e seus protagonistas. Porto Alegre: Artmed, 2004.
Publicado
03-09-2020
Como Citar
Soares, S. S., & Guimarães , S. (2020). Docência Universitária. Revista Educação Em Questão, 58(57). https://doi.org/10.21680/1981-1802.2020v58n57ID21023
Seção
Artigos