Gênero, mulher, crime e violência

Relações e tensionamentos

Palavras-chave: Violência, Gênero, Violência de Gênero, Mapas de Kernel

Resumo

O artigo discute e tensiona limites e possibilidades de articulação e “uso” das categorias mulher, gênero, crime e violência no desenho teórico-metodológico de uma pesquisa sobre as relações de gênero em escolas localizadas em regiões de alta incidência de denúncia de crimes contra mulheres. A seleção das escolas se apoiou num mapeamento das ocorrências registradas numa dada Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, processo que evidenciou a necessidade de identificar e problematizar o uso das categorias mulher, gênero, crime e violência, colocando em relevo as consideradas “endógenas” e “exógenas” às teorizações nas quais a pesquisa se inscreve. Esse processo demandou ainda a discussão do termo “violência de gênero” balizado, neste texto, pelos conceitos de de gênero, violência e poder. Entre aproximações e distanciamentos foi possível reconhecer os efeitos teóricos-metodológicos, de tais categorias, bem como os desafios éticos do uso de ferramentas que produzem geografias então nomeadas e reconhecidas como ‘violentas’.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dagmar Estermann Meyer, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Dagmar Estermann Meyer é graduada em Enfermagem pela PUCSP (1979), com Mestrado e Doutorado em Educação pela UFRGS (1991/1999), e Pós-Doutorado no Departamento de Medicina Preventiva da USP (2005). Trabalhou como professora na Faculdade de Educação da UFRGS, de 1992 até julho de 2019. Exerceu a docência nos cursos de Enfermagem, Pedagogia e em diversas Licenciaturas. Foi pesquisadora e orientadora (2000 a 2019) nos Cursos de Mestrado e Doutorado nas áreas da Educação, da Enfermagem e da Saúde Coletiva da UFRGS, atuando em linhas de pesquisa vinculadas aos Estudos de Gênero e de Sexualidade e aos Estudos Culturais, bem como em vários cursos de pós-graduação lato sensu, nas áreas da Educação e da Saúde. Foi integrante-fundadora do Grupo de Estudos de Educação e Relações de Gênero (GEERGE) e bolsista de Produtividade em Pesquisa 1B do CNPq. Atualmente é sócia consultora da Incomum Consultoria e Assessoria Educacional.

Roberta Plangg Riegel, Universidade Feevale

Doutora em Qualidade Ambiental. Integrante do Grupo de Estudos Sobre Cutura e Corpo.

Referências

ARAUJO, Maria de Fátima. Gênero e violência contra a mulher: o perigoso jogo de poder e dominação. Psicologia para América Latina, México, n. 14, out. 2008. Disponível em . acessos em 01 mar. 2021.

BEATO FILHO, Cláudio; ASSUNÇÃO, Renato. Sistemas de Informação Georreferenciados em Segurança. In: BEATO FILHO, Cláudio (Org.). Compreendendo e avaliando: projetos de segurança pública. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008.

BRASIL. Secretaria de Políticas para as Mulheres. Norma técnica de padronização das Delegacias Especializadas de Atendimento às Mulheres. Brasília: UNODC, DEAMs, 2010.

BREINES, Wini; GORDON, Linda. The New Scholarship on Family Violence: Signs, Vol. 8, No. 3, 1983.

BUTLER, Judith. Regulações de gênero. Cadernos Pagu, Campinas , n. 42, p. 249-274, June 2014. Available from . access on 01 Mar. 2021. https://doi.org/10.1590/0104-8333201400420249.

BUTLER, Judith. Undoing Gender. New York: Routledge, 2004.

CAMPOS, Carmen Hein de. A CPMI da Violência contra a Mulher e a implementação da Lei Maria da Penha. Revista Estudos Feministas, Florianópolis , v. 23, n. 2, p. 519-531, Aug. 2015. Available from . access on 01 Mar. 2021. https://doi.org/10.1590/0104-026X2015v23n2p519.

COSTA, Helsrison Silva. Poder e Violência no pensamento de Michel Foucault. Sapere Aude, v. 9, n. 17, p. 153-170, 13 jul. 2018.

DEBERT, Guita Grin; GREGORI, Maria Filomena. Violência e gênero: novas propostas, velhos dilemas. Revista brasileira de Ciências Sociais., São Paulo , v. 23, n. 66, p. 165-185, Feb. 2008. Available from . access on 01 Mar. 2021. https://doi.org/10.1590/S0102-69092008000100011.

DUTRA, Maria de Lourdes; PRATES, Paula Licursi; NAKAMURA, Eunice; VILLELA, Wilza Vieira. A configuração da rede social de mulheres em situação de violência doméstica. Ciência e saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 18, n. 5, p. 1293-1304, May 2013. Available from . access on 01 Mar. 2021. https://doi.org/10.1590/S1413-81232013000500014

FONSECA, Claudia. Família, fofoca e honra: Etnografia de relações de gênero e violência nos grupos populares. Porto Alegre: UFRGS, 2000.

FOUCAULT, Michel. Estratégia, Poder-Saber. Ditos & Escritos IV. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 22.ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

FOUCAULT, Michel Segurança, território, população: curso Collège de France. São Paulo: Martins Fontes, 2008a.

FOUCAULT, Michel História da loucura na Idade Clássica. São Paulo: Perspectiva. 2008b.

HAESBAERT, Rogério. Da Desterritorialização à multiterritorialidade. Boletim Gaúcho de Geografia, v29, n1, p.11-24, 2003.

LAURETIS, Tereza de. A tecnologia de gênero. In: HOLANDA, Heloisa Buarque (Org.). Tendências e impasses: o feminismo como crítica cultural. Rio de Janeiro, Rocco, 1994.

LAURETIS, Tereza de Technologies of Gender: Essays on Theory, Film and Fiction. Bloomington: Indiana University Press, 1989.

LIMA, Elizabeth; YASUI, Silvio. Territórios e sentidos: espaço, cultura, subjetividade e cuidado na atenção psicossocial. Saúde debate, Rio de Janeiro, v. 38, n. 102, p. 593-606, Sept. 2014. Available from . access on 01 Mar. 2021. https://doi.org/10.5935/0103-1104.20140055.

LOURO, Guacira L. Pedagogias da sexualidade. In: LOURO, Guacira L. (Org.) O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 1999: 7-34.

MESSIAS, Ewerton; CARMO, Valter; ALMEIDA, Victória. Feminicídio: Sob a perspectiva da dignidade da pessoa humana. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 28, n. 1, e60946, 2020. Available from . access on 01 Mar. 2021. Epub Mar 09, 2020. https://doi.org/10.1590/1806-9584-2020v28n160946

MEYER, Dagmar Estermann; SILVA, André Luiz dos S. Gênero, Cultura e Lazer: Potências e Desafios dessa Articulação. LICERE - Revista do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Estudos do Lazer, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 480–502, 2020. DOI: 10.35699/2447-6218.2020.24092. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/licere/article/view/24092. Acesso em: 1 mar. 2021.

MEYER, Dagmar Estermann Klein, Carin, Dal'Igna, Maria C; Alvarenga, Luiz F. Vulnerabilidade, gênero e políticas sociais: a feminização da inclusão social. Revista Estudos Feministas., Florianópolis, v. 22, n. 3, p. 885-904, Dec. 2014. Available from . access on 01 Mar. 2021. https://doi.org/10.1590/S0104-026X2014000300009.

MEYER, Dagmar Estermann Corpo, Violência e Educação: Uma abordagem de Gênero. In: JUNQUEIRA, Ricardo. Diversidade Sexual na Educação: problematizações sobre a homofobia nas escolas. Brasília, 2009.

NICHOLSON, Linda. Interpretando o gênero. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 8, n. 2, p. 9-42, 2000.

PASSOS, Izabel C. F. Violência e relações de poder. Revista Médica de Minas Gerais, Belo Horizonte, v 20, n. 2, p. 234-241, 2010.

SANTOS, Cecília MacDowell; IZUMINO, Wânia Pasinato. Violência contra as Mulheres e Violência de Gênero: Notas sobre Estudos Feministas no Brasil. In: Estudios Interdisciplinarios de América Latina y El Caribe, da Universidade de Tel Aviv, em 2005.

SANTOS, Luís Henrique Sacchi. Biopolíticas de HIV/AIDS no Brasil: uma análise dos anúncios televisivos das campanhas oficiais de prevenção (1986-2000), Tese (Doutorado em Educação. Faculdade de Educação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. 2002.

SCHRAIBER, Lilia; d'OLIVEIRA, Ana Flávia, HANADA, Heloísa, FIGUEIREDO, Wagner, COUTO, Márcia, KISS, Lígia, DURAND, Júlia, e PINHO, Adriana. Violência vivida: a dor que não tem nome. Interface (Botucatu), Botucatu v. 7, n. 12, p. 41-54, Feb. 2003. Available from . access on 01 Mar. 2021. https://doi.org/10.1590/S1414-32832003000100004.

SCOTT, Joan. Gênero, uma categoria útil de análise histórica. In: Revista Educação e Realidade, Porto Alegre. V20, nº 02. P.71 a 99. 1995.
Publicado
19-07-2021
Como Citar
Silva, A. L. dos S., Meyer, D. E., & Riegel, R. P. (2021). Gênero, mulher, crime e violência. Revista Educação Em Questão, 59(59). https://doi.org/10.21680/1981-1802.2021v59n59ID24637
Seção
Artigos