A inserção profissional dos jovens em tempos de inovação tecnológica e organizacional

  • Mariléia Maria da Silva
Palavras-chave: Inserção profissional. Jovens. Relações sociais.

Resumo

A partir de um breve estudo da literatura francesa sobre a inserção profissional, apresento elementos que possam contribuir para a problematização da inserção profissional de jovens no Brasil, em um momento de profundas mudanças na relação capital-trabalho. As dificuldades de inserção profissional expressam as relações produzidas no âmbito do capital. Portanto, a noção de inserção profissional, em tempos de “flexibilização das relações de trabalho”, perde seu status e se reduz ao mero ingresso no mercado de trabalho. Essa equivalência de termos é um indicativo evidente do quanto as condições de trabalho no capitalismo contemporâneo, sob o discurso da globalização, tornam-se ainda mais solapadas. Assim, a inserção profissional não pode ter uma definição a priori, pois se trata de uma construção social, devendo ser apreendida a partir das relações que os homens estabelecem entre si nos diferentes momentos históricos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariléia Maria da Silva
Profa. Dra. Mariléia Maria da SilvaUniversidade do Estado de Santa CatarinaFaculdade de EducaçãoGrupo de Pesquisa Comunicação e Processos de Ensino e de AprendizagemE-mail | marileiamaria@hotmail.com
Publicado
15-08-2009
Como Citar
Silva, M. M. da. (2009). A inserção profissional dos jovens em tempos de inovação tecnológica e organizacional. Revista Educação Em Questão, 35(21). Recuperado de https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/3957
Seção
Artigos