O “currículo vitae” de candidatos ao emprego público no século XVIII

  • Marta Maria Araujo Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Resumo

Os modelos de currículos mudaram através dos tempos modernos, mas este instrumento contínua sendo uma ferramenta básica para quem busca um emprego público ou privado. Atualmente o conteúdo de um currículo é basicamente formado por: dados pessoais, formação acadêmica, qualificações profissionais, experiências de trabalho e produções em geral. No século XVIII, em Portugal e no Brasil, o conteúdo do currículo de um serventuário postulante ao cargo público de Capitão-Mor, Alferes Tenente da Fortaleza, Escrivão da Câmara, Provedor da Fazenda, dentre outros, era composto por uma apresentação dos cargos e dos postos assumidos com zelo, coragem, valentia e bravata. As transcrições foram feitas pela professora Marta Maria de Araújo e pelo Bacharel em História Thiago do Nascimento Torres de Paula, pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta Maria Araujo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Marta Maria de Araújo, Coordenadora do Grupo de Pesquisa | Estudos Histórico Educacionais, Editora responsável pela Revista Educação em Questão
Publicado
15-04-2006
Como Citar
Araujo, M. M. (2006). O “currículo vitae” de candidatos ao emprego público no século XVIII. Revista Educação Em Questão, 25(11), 235-237. Recuperado de https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/8298
Seção
Documento