Heroínas Negras

possibilidades para um ensino de sociologia antirracista

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/1982-1662.2023v6n37ID31711

Palavras-chave:

Lei 10.639, Ensino de Sociologia, Cordel, Jared Arraes

Resumo

Em 2023, a Lei 10.639, que torna obrigatório o ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana, completa vinte anos de existência. Nesse sentido, neste artigo apresenta-se uma possibilidade de mediação didática para o ensino de Sociologia no Ensino Médio. Tal mediação foi pensada a partir da obra de Arraes, "Heroínas Negras Brasileiras" (Arraes, 2020), mesclando elementos da literatura cordelista com saberes sociológicos, visando pavimentar o caminho para uma Sociologia antirracista. É importante ressaltar que este projeto ainda não foi aplicado em sala de aula, mas foi concebido levando em consideração a nova realidade do docente em Sociologia. Dessa forma, o trabalho articula saberes, utilizando o cordel como uma ferramenta em sala de aula, estimulando a ludicidade e a imaginação sociológica (Mills, 1982) do estudante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rayza Almeida da Hora Silva, Universidade Federal de Pernambuco

Mestranda em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco.

Tatiane Oliveira de Carvalho Moura, Universidade Federal de Campina Grande

Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Mestre em Ciências Sociais pela Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). Graduada em Licenciatura em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Referências

ALATAS, Syed Farid; SINHA, Vineeta. Sociological Theory Beyond the Canon. Londres: Palgrave/Macmillan, 2017, p. 1-15.

ARRAES, Jarid. Heroínas Negras Brasileiras: em 15 cordéis [ilustrações Gabriela Pires]. 2.ed. São Paulo: Seguinte, 2020.

BERNARDIM, Márcio Luiz; SILVA, Mônica Ribeiro. JUVENTUDE(S) E ENSINO MÉDIO: da inclusão escolar excludente aos jovens considerados nem-nem. Revista Contrapontos. Itajaí, v.17, n.4., out-dez 2017. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/rc/article/view/10265. Acesso: 20 dez. 2022.

BODART, Cristiano das Neves. Um retrato das pesquisas sobre livros didáticos de sociologia no Brasil. Revista Cadernos de Campo. Araraquara, n. 31, p. 293-326, jul./dez. 2021. E-ISSN 2359-2419

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. In: BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. Brasília: MEC, SEB, DICEI, p. 496-513, 2013.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Parecer CNE/CP 3/2004. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino da História e da Cultura Afro-brasileira e Africana. Brasília, Ministério da Educação, 2004.

CARMO, Erinaldo Ferreira; OLIVEIRA, Érica Patrícia Barbosa. Relatos de experiências na utilização de filmes no estudo da história e da cultura dos povos africanos. In: TORRES, Adriana; XIMENES, Lavínia; DINIZ, Madson. (Org.). Formação Docente: o espaço escolar como campo de investigação e inovação pedagógica. 1 ed. Recife: UFPE, 2018, v. 1, p. 63-84

CAVALLEIRO, Eliane dos Santos. Do silêncio do lar ao silêncio escolar: racismo, preconceito e discriminação infantil. 6.ed, 8.reimpressão. São Paulo: Contexto, 2022.

COLLINS, Patricia; BILGE, Sirma. Interseccionalidade. São Paulo: Boitempo, 2021.

SOUZA E CRUZ, E. A.; OLIVEIRA, L. F.; FERREIRA LINS, M. R.. Ensino de Sociologia Antirracista: reflexões sobre formação docente. Revista Inter-Legere, v.1, n.18, p. 32-57, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/interlegere/article/view/10813. Acesso em: 10 dez. 2022

CURRAN, Mark. História do Brasil em cordel. 2.ed. São Paulo: Edusp, 2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GUIMARÃES NETO, Euclides; GUIMARÃES, José Luis Braga; ASSIS, Marcos Arcanjo de. Educar pela Sociologia: Contribuições para a Formação do Cidadão. Belo Horizonte: RHJ, 2012.

COIMBRA, C. L. GOODSON, Ivor F. Currículo: teoria e história. Petrópolis, Vozes, 1995. Ensino em Re-Vista, 2010. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/emrevista/article/view/7856. Acesso em: 20 dez. 2022

GOMES, Nilma Lino. O movimento negro educador. Saberes construídos na luta por emancipação. Petrópolis: Vozes, 2018.

MEIRELLES, Mauro; SCHWEIG, Graziele Ramos. Para além dos muros da Universidade: contribuições da Antropologia para a Lei 10.639/03 e o parecer 38/06 do CNE/CEB. In: Reunião Brasileira de Antropologia, n.26, 2008, Porto Seguro, Anais... Porto Seguro: ABA, 2008, p.1-10.

MILLS, Charles. Wright. A imaginação sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1972.

MUNANGA, Kabengele. 2015. Por que ensinar história da África e do negro no Brasil de hoje? Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, Brasil, n.62, p. 20–31, dez. 2015. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rieb/article/view/107184

MUNANGA. Negritudes: usos e sentidos. 4.ed, 2.reimpressão. Belo Horizonte: Autêntica, 2020.

ROSA, M. C.; RIBEIRO, M. A. P.. Como se faz teoria social no Brasil? Historiografia, extroversão intelectual e avanços (2010-2019). BIB - Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais, n. 94, p. 1-20, 2021. (publicada em agosto de 2020). Disponível em: https://bibanpocs.emnuvens.com.br/revista/article/view/151.

SILVA, Carmem Lucia Bissoli; MACHADO, Marcelino Lourdes. Nova LDB trajetória para a cidadania? São Paulo: Arte & Ciência, 1999.

SILVA, Ileizi Luciana Fiorelli. O ensino das Ciências Sociais/Sociologia no Brasil: histórico e perspectivas. In: MORAES, Amaury César. Sociologia. Coleção Explorando o Ensino, v.15. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2010.

Downloads

Publicado

30-09-2023

Como Citar

ALMEIDA DA HORA SILVA, R.; OLIVEIRA DE CARVALHO MOURA, T. Heroínas Negras : possibilidades para um ensino de sociologia antirracista. Revista Inter-Legere, [S. l.], v. 6, n. 37, p. c31711, 2023. DOI: 10.21680/1982-1662.2023v6n37ID31711. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/interlegere/article/view/31711. Acesso em: 18 jul. 2024.