AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE E O PLANEJAMENTO FAMILIAR: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

  • Isaac Newton Machado Bezerra Graduando do Curso de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN
  • Vinicius Costa Maia Monteiro Graduando do Curso de Enfermagem da Universidade Potiguar-UnP
  • Jânio Luiz do Nascimento Graduando do Curso de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte- UFRN
  • Natalia Raiane Silva Vieira Graduanda do Curso de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN
  • Rafaela Priscila Carvalho da Silva Graduanda do Curso de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN
  • Bárbara Danielle Calixto de Alcântara Graduanda do Curso de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN
  • Magnólia Carvalho Aquino Gonzaga Enfermeira na Prefeitura Municipal de Natal- SMS-Natal
  • Jônia Cybele Santos Lima Docente do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN.
  • Flávia Christiane de Azevedo Machado Docente do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN
Palavras-chave: Planejamento Familiar, Atenção Primária a Saúde, Saúde da Familia, Educação em Saúde

Resumo


Introdução: Atualmente o planejamento familiar é desenvolvido principalmente pela Atenção Primária nas Unidades Básicas de Saúde a partir das Equipes de Estratégia Saúde da Família, que trás em seu modeloassistêncial o trabalho em equipe, vínculo entre profissionais e comunidade, e participação comunitária. Objetivo: Relatar a experiencia diante da interação ensino-serviço para a formação de futuros profissionais desaúde, a partir   da construção de espaços de Educação Popular em Saúde, abordando a temática do planejamento familiar. Metodologia:  Trata-se de estudo descritivo, tipo relato de experiência, com construção e execução, a partir de momentos de Educação Popular em Saúde, no município de Barauna, Rio Grande do Norte, entre janeiro e fevereiro de 2018. Resultados: Essa ação resultou na construção de uma peça de Teatro Fórum e de um Quiz realizados nas Unidades de Saúde, com a participação de profissionais e usuários das comunidades, construindo movimentações, com descontração e roda de conversa. Conclusão: A Educação Popular em Saúde mostrou-se como uma ferramenta essencial para o estabelecimento de vínculos entre profissionais e usuários e um potencializador das movimentações de conhecimentos e escutas, construindo espaços coletivos de troca de saberes e experiências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natalia Raiane Silva Vieira, Graduanda do Curso de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN

Enfermeira pela Universidade Federal do Rio grande do Norte-UFRN 

Bárbara Danielle Calixto de Alcântara, Graduanda do Curso de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN

Educadora Física pela Universidade Potiguar- UnP. 

Magnólia Carvalho Aquino Gonzaga, Enfermeira na Prefeitura Municipal de Natal- SMS-Natal

Enfermeira pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN. 

Jônia Cybele Santos Lima, Docente do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN.

Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN. 

Flávia Christiane de Azevedo Machado, Docente do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN

Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN. 

Publicado
04-04-2019
Como Citar
BEZERRA, I. N. M.; MONTEIRO, V. C. M.; DO NASCIMENTO, J. L.; VIEIRA, N. R. S.; DA SILVA, R. P. C.; DE ALCÂNTARA, B. D. C.; GONZAGA, M. C. A.; LIMA, J. C. S.; MACHADO, F. C. DE A. AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE E O PLANEJAMENTO FAMILIAR: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA. Revista Ciência Plural, v. 4, n. 3, p. 82-90, 4 abr. 2019.
Seção
Artigos