PARA ALÉM DO MÉTODO ESTRUTURAL EM HISTÓRIA DA FILOSOFIA: FOUCAULT E DELEUZE

Autores

  • Fernando Gimbo
  • Caio Souto

Resumo

Este artigo tem como objetivo sugerir, a partir da leitur de autores como Foucault e Deleuze, limites e perspectivas de superação do método estrutural em história da filosofia desenvolvido no Brasil. Para tanto, ele é divido em dois movimentos bastante precisos: (1) apresentar em linhas gerais o método estrutural em história da filosofia a partir da leitura de textos de seus mais importantes expoentes; (2) pensar formas de superação de tal paradigma a partir de análises pontuais do recurso à história da filosofia tal como encontramos em Foucault e Deleuze.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Gimbo

Graduação em filosofia pela USP - com período de intercâmbio Sorbonne Paris IV e Vincènnes paris VIII. Mestrado em filosofia pela UFSCar. Atualmente professor substituto de filosofia UFCa.

Caio Souto

Gradução em direito pela PUC-SP, mestrado em filosofia pela UFSCar, doutorando em filosofia UFSCar. Atualmente é professor substituto de filosofia na UFSCar.

Downloads

Publicado

31-10-2016

Como Citar

GIMBO, F.; SOUTO, C. PARA ALÉM DO MÉTODO ESTRUTURAL EM HISTÓRIA DA FILOSOFIA: FOUCAULT E DELEUZE. Saberes: Revista interdisciplinar de Filosofia e Educação, [S. l.], n. 14, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/view/10052. Acesso em: 8 fev. 2023.