A BASE LÓGICA DA CIÊNCIA COGNITIVA E A CONTRIBUIÇÃO DO FUNCIONALISMO FILOSÓFICO DE JERRY FODOR

Autores

  • gustavo luiz gava Pontifícia Universidade Católica do Paraná Universidade Positivo

Resumo

Este artigo busca analisar os fundamentos iniciais da lógica no estudo do sistema nervoso do cérebro humano, que serviram de base para a Ciência Cognitiva, bem como o funcionalismo filosófico desenvolvido pelo filósofo norte americano Jerry Fodor e sua contribuição ao funcionamento da cognição tendo como princípio o escopo algorítmico. Para tanto, parte-se de três momentos: primeiro, a eclosão da ciência cognitiva e sua problemática científico-filosófica; segundo, o surgimento do funcionalismo filosófico na Ciência Cognitiva por meio do modelo computacional e; terceiro, o funcionalismo filosófico de Fodor e sua relação mente-mundo. O desenvolvimento axiomático das teorias funcionalistas do autor contribuiu para que a Ciência Cognitiva se utilizasse do modelo computacional para a compreensão do funcionamento cognitivo. Perspectiva fundamentada a partir do que compreende por processo cognitivo, linguagem do pensamento, partindo de analogias da I.A (inteligência artificial) entre mente = software e cérebro = hardware, analisadas desde seus primeiros estudos computacionais de preposições lógicas para compreender o funcionamento do sistema nervo.

 

Palavras-chave: ciência cognitiva; lógica; funcionalismo filosófico; linguagem do pensamento. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

gustavo luiz gava, Pontifícia Universidade Católica do Paraná Universidade Positivo

Doutor e Mestre em Filosofia da Mente com ênfase em Ciência Cognitiva (Bolsista PUCPR), Especialista em Noergologia estudo da interface pensamento-cérebro (Bolsista NIP-UNIBEM), Especialista em Literatura Brasileira e História Nacional (UTFPR) e, Graduado em Filosofia. Escritor, tendo, no momento, como uma de suas principais obras, O Último Desejo de Freud: requiem à teoria do inconsciente, pela Juruá Editora (segunda edição revisada 2014). Obra classificada entre os 10 melhores livros do ano no 53º Prêmio Jabuti de 2011 pela Câmara Brasileira do Livro (CBL). Sétimo lugar na categoria Psicologia e Psicanálise. Pela mesma editora possui a obra; A Mente Holística: fenômenos globais no cérebro segundo Jerry Fodor, 2014. Autor da Coleção O Pequeno Filósofo Filosofia para Crianças. Tendo como primeiro lançamento da coleção a obra E Se não Existisse?, pela Editora Inverso, 2013. Organizador com Fábio Antonio Gabriel e coautor da obra Ensaios Filosóficos: Antropologia, Neurociência, Linguagem e Educação, pela Editora Multifoco, 2012. Segundo lugar no Prêmio anual (2013) da ABRAFP (Associação Brasileira de Filosofia e Psicanálise) de Literatura. Guest Editor da Science and Education Publishing - American Journal of Education Research 2014-2015 (Special Issue on Philosophy of education: contemporary perspectives). Membro pesquisador da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada (ASAMI). Possui participação em congressos de filosofia da mente, ciências cognitivas e seminários de atualização em neurociência e estudos que abarcam os fenômenos da interface pensamento-cérebro. Tem experiência na área de Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: inteligência artificial, ciência cognitiva, filosofia da mente, filosofia da psicologia, filosofia da neurociência, filosofia do cérebro, ontologia, epistemologia e engenharia reversa do conhecimento. Desenvolve treinamento e consultoria cognitiva. Atualmente,empreende o projeto Crianças e jovens que filosofam , em parceria com Creative Time After School.

Downloads

Publicado

18-01-2018

Como Citar

GAVA, gustavo luiz. A BASE LÓGICA DA CIÊNCIA COGNITIVA E A CONTRIBUIÇÃO DO FUNCIONALISMO FILOSÓFICO DE JERRY FODOR. Saberes: Revista interdisciplinar de Filosofia e Educação, [S. l.], v. 18, n. 1, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/view/13171. Acesso em: 3 dez. 2022.