CULTURA E HISTÓRIA DA POPULAÇÃO AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA NO CURRÍCULO ESCOLAR: O NEGRO E SUA SOCIABILIDADE.

Autores

  • Gerson Alves de Oliveira

Resumo

A inserção da cultura e historia da população afro-brasileira e africana no currículo escolar, gerou a necessidade de uma releitura acerca do lugar que as tradições de ancestralidade africanas ocupam na ordem social dominante no Brasil, bem como significou uma ruptura no plano teórico com as abordagens que se caracterizavam com a desumanização da população negra em nosso país. Neste sentido, a proposta deste texto é pensar de que modo podemos identificar costumes, hábitos e valores, definidores de um sentimento étnico no que tange a população afro-brasileira e africana, além de tentar elaborar um caminho que aponte para uma prática escolar capaz de ir além da lei em si. Isto é, pensar a relação entre teoria e prática na escola como algo interconectado, capaz de revelar mais que meros indivíduos herdeiros de uma herança cultural e, sim, observar o “espaço negro proibido”, lugar onde uma identidade se reforça e se reconstrói por meio de uma sociabilidade que aparece nas práticas sociais de uma população, cujas experiências e vivências revelam uma ancestralidade africana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

18-01-2018

Como Citar

DE OLIVEIRA, G. A. CULTURA E HISTÓRIA DA POPULAÇÃO AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA NO CURRÍCULO ESCOLAR: O NEGRO E SUA SOCIABILIDADE. Saberes: Revista interdisciplinar de Filosofia e Educação, [S. l.], v. 18, n. 1, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/view/13227. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Fundamentos da Educação e Ensino