Análise e caracterização de uma feira de ciências

Autores

  • Bruna Ferreira da Silva Secretaria Estadual de Educação do Estado do Pará
  • Ademir de Souza Pereira Unviversidade Federal da Grande Dourados
  • Selton Jordan Vital Batista
  • Antônio Costa Neto Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática UFGD

DOI:

https://doi.org/10.21680/1984-3879.2022v22n1ID30019

Palavras-chave:

Feira de ciências, Contextualização, Divulgação científica, Educação básica

Resumo

A feira de ciências é uma atividade desenvolvida nas escolas para apresentar à comunidade os trabalhos que os alunos desenvolveram ao longo do ano letivo. No entanto, pesquisas demonstram que tais trabalhos são desenvolvidos, em sua maioria, somente para a apresentação na feira de ciências. Em vista do efeito e do desenvolvimento desse evento científico ao longo do tempo, é importante que este seja realizado com seu objetivo primordial, enfatizando o papel e a inserção da escola na comunidade. O objetivo da pesquisa foi verificar a organização e o desenvolvimento de uma feira de ciências em uma escola pública estadual do município de Santarém-PA. Com caráter qualitativo, a pesquisa teve como instrumento de coleta de dados a entrevista. No desenvolvimento, foi realizada uma visita na escola, no período vespertino e noturno, no dia do evento. O público entrevistado foi de alunos de segundo e terceiro ano do ensino médio e EJA. Como resultados, a maioria dos trabalhos foi feita com a motivação de contextualizar assuntos regionais, tendo o objetivo de sensibilizar a população local. A maioria dos temas apresentados, não foi abordada em sala de aula, o que compromete a integração da teoria com a prática no cotidiano. Todos os trabalhos foram apresentados em banner e muitos foram demonstrados com diversos materiais didáticos. O método através de entrevista mostrou-se eficiente, pois instigou os próprios alunos quanto à importância de seus trabalhos para a comunidade. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Ferreira da Silva, Secretaria Estadual de Educação do Estado do Pará

Possui Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Oeste do Pará.

Selton Jordan Vital Batista

Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e mestrando em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

Antônio Costa Neto, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática UFGD

Licenciado em Química e Mestrando do Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática da UFGD.

Referências

AMADEU, D.I. & NETO, M.H.M. 2007. Aquecedores solares produzidos com materiais recicláveis como motivador de reflexões sobre fontes de energia e aquecimento global em uma feira de ciências. Disponível em: http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/produções_pde/artigo_dalva_ines_amadeu.pdf

BARCELOS, N.N.S.; JACOBUCCI, G.B. & JACOBUCCI, D.F.C. 2010. Quando o cotidiano pede espaço na escola, o projeto da Feira de Ciências “Vida em Sociedade” se concretiza. Ciência & Educação 16 (1): 215–233.

BELLIPANNI, L.J. 1994. The Science Fair Experience: Profile of Science Fair Winners. Disponível em: http://eric.ed.gov/PDFS/ED395793.pdf (Acessado: 21 de março de 2012).

BIULCHI, D.F. & MAGALHÃES, L.M.S. 2006. Uso de metodologia de projetos na recomposição de matas ciliares no CEFET de Uberaba (MG). Educação Agrícola Superior 21: 69–70.

BOGDAN, R.C. & BIKLEN, S.K. 1982. Characteristics Qualitative Research. In: R.C. BOGDAN & S.K. BIKLEN. Qualitative Research for Education: an Introduction to Theories and Models. Disponível em: http://www.francescoianni.com/Digital%20 Po rtfolio/pdf%20files/EDU7900%20Qualitative%20Research%20for%20Education.pdf

BOSS, S.L.B. & GASPAR, A. 2007. Análise da organização de uma feira de ciências realizada pela licenciatura em física da UNESP/Bauru-SP. In: VI ENPEC - Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2007, Florianópolis.

BRASIL, Ministério da Educação. Secretaria de Educação básica. 2006. Programa Nacional de Apoio às Feiras de Ciências da Educação Básica, FENACEB. Brasília: MEC.

CABRERA, W.B. 2007. A Ludicidade para o ensino médio na disciplina de Biologia: contribuições ao processo de aprendizagem em conformidade com os pressupostos teóricos da Aprendizagem Significativa. 159f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina.

CAMARGO, A.A.; PEREIRA, A.R.; LOPES. R.D. & FICHEMAN, I.K. 2004. Projetos de Ciências e Engenharia na Educação Básica – Estímulo por meio de feiras de ciências. In: Simpósio Brasileiro de Informática em Educação (SBIE), 2004, Manaus.

DANTAS, A.C.A.; MEDEIROS, P.V.Q.; MELO, R.S.S. & PEREIRA, R.G. 2010. Uso de metodologia científica em jovens de ensino médio despertando o interesse pela pesquisa. Educação Agrícola Superior 25 (1): 18–20.

GALIAZZI, M.C.; ROCHA, J.M.B.; SCHMITZ L.C.; SOUZA, M.L. & GIESTA, S. 2001. Objetivos das atividades experimentais no ensino médio: a pesquisa coletiva como modo de formação de professores de Ciências. Ciência & Educação 7 (2): 249–263.

GAUTHIER, C. MELLOWKI, M. 2004. O Professor e seu mandato de mediador, herdeiro, intérprete e crítico. Educação & Sociedade 25, (87): 537–571. Campinas.

GIROTTO, C.G.G.S. 2005. A (re)significação do ensinar-e-aprender: a pedagogia de projetos em contexto. Núcleos de Ensino da Unesp 1 (1): 87–106.

GONÇALVES, T.V.O. 2000. Ensino de Ciências e Matemática e formação de professores: marcas das diferenças. Tese (doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação – Campinas, SP, 272 p.

HARTMANN, A.M. & ZIMMERMANN, E. 2009. Feira de ciências: a interdisciplinaridade e a contextualização em produções de estudantes de ensino médio. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Florianópolis.

HOERNIG, B.A. 2004. Feira de Ciências: uma estratégia para promover a iniciação à educação científica. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Luterana do Brasil, Porto Alegre, 114 p.

KOSMINSKY, L. GIORDAN, M. 2002. Visões sobre Ciências e sobre o cientista entre estudantes do ensino médio. Química Nova na Escola 15: 11–18.

LIMA, M.E.C. 2009. Feiras de ciências: o prazer de produzir e comunicar. Em Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Florianópolis.

LIRA-DA-SILVA, R.M.; LIRA-DA-SILVA, J.R.; MISE, Y.F.; DORES, J.L.R. & ARAÚJO, B.R.N. 2011. Ludicidade e Ciência: produção e divulgação de jogos sobre ciências em um espaço de ensino não-formal. In: I Congreso Iberoamericano de Investigación en Enseñasa de las Ciencias - VIII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2011, Campinas. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências. Belo Horizonte: Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (ABRAPEC).

MANCUSO, R. Feiras de ciências: produção estudantil, avaliação, consequências. Contexto Educativo. Revista digital de Educación y Nuevas Tecnologias, 2000.

MARTINS, N. F. USTRA, S. R. V. 2011. Investigando as contribuições de uma feira de ciências para a educação científica. In: II Encontro Mineiro sobre Investigação na Escola, 2011, Ituiutaba, MG. Anais do II EMIE. Uberlândia, MG: EDUFU 01: 01–07.

MEZZARI, S.; FROTA, P. R. O.; MARTINS, M. C. Feiras Multidisciplinares e o ensino de Ciências. Revista Electrónica de Investigación y Docencia (REID), Número Monográfico: 107–119, 2011.

OAIGEN, E. R. 2004. A iniciação à Educação Científica e a compreensão dos fenômenos científicos: a função das atividades informais. Anais do XII ENDIPE, Painel Aberto, Curitiba.

ROSA, P. R. S. 2008. Instrumentação para o ensino de Ciências. Campo Grande, Departamento de Física – UFMS, 270p.

SABBATINI, M. 2003. Centros de ciencia y museos científicos virtuales: teoría y práctica. Teoría de La Educación. Educación y Cultura En La Sociedad de La Información 04, Salamanca.

ULHÔA, E.; ARAÚJO, M.M.; ARAÚJO, V.N. & MOURA, D.G. 2008. A formação do aluno pesquisador. Revista Educação & Tecnologia 13 (2): 25-29.

Downloads

Publicado

06-02-2023

Como Citar

FERREIRA DA SILVA, B.; DE SOUZA PEREIRA, A.; JORDAN VITAL BATISTA, S.; COSTA NETO, A. Análise e caracterização de uma feira de ciências. Saberes: Revista interdisciplinar de Filosofia e Educação, [S. l.], v. 22, n. 1, p. 200–219, 2023. DOI: 10.21680/1984-3879.2022v22n1ID30019. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/view/30019. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos (interdisciplinar)