ARENDT: O OTIMISMO APÓS O TOTALITARISMO

Autores

  • José João Neves Barbosa Vicente Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Resumo

Em sua obra Origens do totalitarismo, Arendt descreve o regime totalitário como sendo uma forma de governo novo e sem precedentes na história da humanidade; um governo baseado na ideologia e no terror que acreditava que era possível fazer qualquer coisa com o homem. O objetivo deste artigo é analisar o otimismo de Arendt após o inferno totalitário do “tudo é possível”

48

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José João Neves Barbosa Vicente, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Graduado e Mestre em Filosofia pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Doutorando em Filosofia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Professor Assistente de Filosofia da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)47

Downloads

Publicado

14-09-2015

Como Citar

NEVES BARBOSA VICENTE, J. J. ARENDT: O OTIMISMO APÓS O TOTALITARISMO. Saberes: Revista interdisciplinar de Filosofia e Educação, [S. l.], n. 12, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/view/6337. Acesso em: 1 dez. 2022.