MÉTODO INTUITIVO E MATERIAIS PEDAGÓGICOS E ESCOLARES: ASPECTOS DESSA RELAÇÃO NOS GRUPOS ESCOLARES NORTE-RIO-GRANDENSES (INÍCIO DO SÉCULO XX)

Autores

  • Crislane Barbosa Azevedo Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Rosa Milena Santos Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Resumo

Neste artigo discorremos sobre a relação dos materiais pedagógicos e escolares com o método de ensino intuitivo nos grupos escolares do Rio Grande do Norte no início do século XX. Tais materiais estiveram relacionados à formação física, moral e intelectual, do que se pretendia na época, como um cidadão republicano. A partir de pesquisa bibliográfica e documental sob perspectiva histórica, concluímos que os grupos escolares foram estabelecimentos de ensino primário considerados modelo, baseados em uma cultura escolar moderna, o que, no entanto, não foi suficiente para mantê-los afastados de problemas como a própria ausência ou incompletude de materiais pedagógicos e escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Crislane Barbosa Azevedo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Licenciada e Bacharel em História, Mestre e Doutora em Educaçáo.

Rosa Milena Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Graduanda de Biblioteconomia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), bolsista de Iniciação Científica.

Downloads

Publicado

14-09-2015

Como Citar

AZEVEDO, C. B.; SANTOS, R. M. MÉTODO INTUITIVO E MATERIAIS PEDAGÓGICOS E ESCOLARES: ASPECTOS DESSA RELAÇÃO NOS GRUPOS ESCOLARES NORTE-RIO-GRANDENSES (INÍCIO DO SÉCULO XX). Saberes: Revista interdisciplinar de Filosofia e Educação, [S. l.], n. 12, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/view/7712. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Fundamentos da Educação e Ensino