A LITERATURA AFRO-BRASILEIRA E O NARRAR INTERNO

  • Weberson Lima UFRN

Resumo


Este artigo analisa o indicador do “ponto de vista” ou “narrar interno” na literatura afro-brasileira, baseando-se fortemente nos estudos do Professor Eduardo de Assis Duarte, o artigo objetiva a discussão sobre o ponto de vista do homem negro e da mulher negra como sujeito de sua escritura, que constitui assim uma contra narrativa que se legitima na história individual e coletiva da população negra no Brasil. Metodologicamente a pesquisa desenvolveu-se com base em produções bibliográficas de teóricos afro-brasileiros como Eduardo de Assis Duarte (2005, 2013, 2014, 2020), Conceição Evaristo (2005, 2011) e  Cuti  (2010, 2011), perpassando também as obras literárias de quatro importantes precursores da literatura afro-brasileira em um recorte temporal do século XIX  até as primeiras décadas do século XX. Conclui-se ao final do artigo que diante do “narrar interno” do sujeito afro-brasileiro os personagens negros são construídos fora dos estereótipos e estigmas advindos do processo de escravização.

PALAVRAS-CHAVE: Literatura afro-brasileira. Narrar interno. Escravização. Personagem negro.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
30-07-2021
Como Citar
LIMA, W. A LITERATURA AFRO-BRASILEIRA E O NARRAR INTERNO. Revista Saridh – Linguagem e Discurso, v. 3, n. 1, p. 22, 30 jul. 2021.