A “invasão” feminina na Casa do Estudante Universitário da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1980

Palavras-chave: História das Mulheres, História das Instituições Educativas, Moradia estudantil, Casa do Estudante Universitário (CEU/UFRGS)

Resumo

O artigo discute a presença feminina na Casa do Estudante Universitário (CEU) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Tem-se como objetivo central investigar os processos que envolveram a “invasão”, em 1980, que faz parte da luta pelo ingresso das mulheres na CEU e que provocou, anos depois, sua abertura para as estudantes. As fontes preponderantes são memórias orais de mulheres que participaram desse episódio, sobretudo examinaram-se os modos como se engajaram na luta, e a relação que estabeleceram com os homens que, no período, residiam na Casa. Pode-se concluir que a CEU foi originalmente concebida com o intuito de suprir a necessidade de acesso à moradia dos homens. O acontecimento da “invasão” promoveu uma nova forma de se conviver nesse lugar, permitindo às mulheres concorrer a vagas e, assim, dar seguimento aos seus estudos no ensino superior que, na época, ainda era frequentado majoritariamente pelo público masculino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiana Pinheiro da Costa, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutoranda em Educação. É membro do Grupo de Pesquisa Arquivos Pessoais, Patrimônio e Educação.

Dóris Bittencourt Almeida, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professora Associada II de História da Educação da Faculdade de Educação, atuando junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É líder do Grupo de Pesquisa Arquivos Pessoais, Patrimônio e Educação.

Referências

CERTEAU, Michel. A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1982.

DENISE DOURADO DORA. Entrevista, Porto Alegre (Rio Grande do Sul), 2 de outubro. 2019.

FARGE, Arlette. O Sabor do Arquivo. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2009.

HINTERHOLZ, Marcos. O LUGAR ONDE A CASA MORA: Memórias sobre a Casa do Estudante Universitário Aparício Cora de Almeida – CEUACA (1963-1981). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2017, 210 f. Dissertação. (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação/UFRGS, Porto Alegre, 2017.

HINTERHOLZ, Marcos. Tácitas e marginais: memórias das casas de estudante autônomas de Porto Alegre e as possibilidades para a história da educação. Revista História da Educação, Porto Alegre, v21, n.51, p. 435-448, jan./abr. 2017.

KAUFMANN, Jean-Claude. A entrevista compreensiva: um guia para pesquisa de campo. Tradução Thiago de Abreu e Lima Florêncio. 3ª ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2013.

MARIA DA GLORIA KOOP. Entrevista, Porto Alegre (Rio Grande do Sul), 3 de julho. 2018.

DINAH LEMOS. Entrevista, Porto Alegre (Rio Grande do Sul), 4 de setembro. 2019.

LAURA SOUTO. Entrevista, Porto Alegre (Rio Grande do Sul), 12 de junho. 2019.

MAGALHÃES, Justino Pereira de. Tecendo Nexos: história das instituições educativas. Bragança Paulista: Editora Universitária São Francisco, 2004.

MELUCCI, Alberto. A invenção do Presente: movimentos sociais nas sociedades complexas. Tradução Maria do Carmo Alves Bomfim. Petrópolis: Editora Vozes, 2001.

MÉNDEZ, Natalia Pietra. Discursos e Práticas do Movimento Feminista em Porto Alegre (1975 – 1982). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2004, 170 f. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-graduação em História/UFRGS. Porto Alegre, 2004.

PESAVENTO, Sandra. História e História Cultural. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

PINTO, Celi Regina. Uma história do feminismo no Brasil. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2003.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. São Paulo: Editora Unicamp, 2007.

SCHWARCZ, Lilia Moritz, STARLING, Heloisa Murgel. Brasil: uma biografia.1ª ed. – São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

SILVA, Ângelo Ronaldo Pereira da. (org.) As Casas de Estudante da UFRGS. Porto Alegre: UFRGS, 2004.

ROSELAINE AQUINO DA SILVA. Entrevista, Porto Alegre (Rio Grande do Sul), 20 de outubro. 2019.

THOMSON, Alistair. Quando a memória é um campo de batalha: envolvimentos pessoais e políticos com o passado do Exército Nacional. Revista Projeto História, São Paulo, v.16, p. 277-296, janeiro-junho 1998.

THOMSON, Alistair. Memórias de Anzac: colocando em prática a teoria da memória popular na Austrália. Revista História Oral, São Paulo, v. 4, p. 85-101, junho 2001.

Publicado
18-08-2021
Como Citar
Pinheiro da Costa, F., & Bittencourt Almeida, D. (2021). A “invasão” feminina na Casa do Estudante Universitário da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1980. Revista Educação Em Questão, 59(60). https://doi.org/10.21680/1981-1802.2021v59n60ID25105
Seção
Artigos