Memórias de formação e o debate sobre a tradição brasileira na arquitetura (1920-1930)

  • Maria Cecília Cortez Christiano de Souza Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Memórias. Arquitetura. Tradição.

Resumo

Este artigo pretende apresentar uma breve história de diferentes concepções brasileiras relacionadas com projetos arquitetônicos destinados a edificações escolares, durante os anos de 1920 a 1930; também pretende discutir o movimento da arquitetura tradicional e neocolonial dentro de um campo de disputa envolvendo outras tendências arquitetônicas e educacionais. A questão crucial da tradição brasileira é focalizada. Para cumprir esse propósito, essa pesquisa analisa fontes como artigos de diferentes jornais, revistas de educação e arquitetura, tentando relacionar essa discussão com discursos autobiográficos e relatos de história de vida do mesmo período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cecília Cortez Christiano de Souza, Universidade de São Paulo

 

 

Publicado
15-04-2006
Como Citar
Souza, M. C. C. C. de. (2006). Memórias de formação e o debate sobre a tradição brasileira na arquitetura (1920-1930). Revista Educação Em Questão, 25(11), 127-156. Recuperado de https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/8293
Seção
Artigos