Replicando o efeito Takete-Maluma em Português Brasileiro

  • Mahayana Godoy
  • Ana Clarissa Viana Duarte
  • Fernando Laerty Ferreira da Silva
  • Gabriela Fernandes Albano
  • Rayara Jayne Pereira de Souza
  • Youssef Ud Alighiere de Paiva Macena da Silva
Palavras-chave: iconicidade, simbolismo sonoro, takete-maluma, correspondência entre modalidades, psicolinguística

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir o papel da iconicidade como fenômeno linguístico e trazer evidências empíricas sobre a necessidade dessa discussão. Para tanto, investigamos se falantes de Português Brasileiro (PB) constroem as mesmas relações entre fonemas e categorias perceptuais que falantes de outras línguas, um fenômeno descrito como simbolismo sonoro (STYLES e GAWNE, 2017). Isso foi feito por meio da replicação do experimento Takete-Maluma (KÖHLER, 1929) e uma variação desse teste que tem como objetivo avaliar o papel das consoantes e das vogais na construção do simbolismo sonoro (NIELSEN e RENDALL, 2011). Nossos resultados revelam que falantes nativos de PB fazem a mesma relação entre som e formas geométricas que falantes de outras línguas. Com esses resultados, nosso artigo ressalta a necessidade de integrarmos a iconicidade em modelos que pretendam dar conta do fenômeno da linguagem e a importância de mais estudos experimentais sobre simbolismo sonoro no PB.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
18-06-2018
Como Citar
GODOY, M.; DUARTE, A. C. V.; SILVA, F. L. F. DA; ALBANO, G. F.; SOUZA, R. J. P. DE; SILVA, Y. U. A. DE P. M. DA. Replicando o efeito Takete-Maluma em Português Brasileiro. Revista do GELNE, v. 20, n. 1, p. 87-100, 18 jun. 2018.
Seção
Artigos