A PROBLEMÁTICA SOCIOLÓGICA DO CARISMA

a definição weberiana, apropriações sócioantropológicas e um estudo de caso a partir da noção conceitual

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/1982-1662.2019v2n24ID16420

Resumo

O presente artigo tem como objetivo, dentro da proposta do dossiê (discutir a presença dos “clássicos” nos “contemporâneos”, apresentar o conceito sociológico weberiano de carisma, e a sociologia a este identificada, partindo das formulações do sociólogo alemão, passando por seus continuadores e alcançando as apropriações teórico-metodológicas na Sociologia e na Antropologia contemporânea. Destacando os principais desdobramentos da formulação sociológica do termo – carisma como uma crença numa excepcionalidade que engendra uma relação social, que se constitui como uma dominação -, complementamos a análise do uso do conceito com achados de uma pesquisa com as denominadas “Novas Comunidades”, no interior do catolicismo carismático, no intuito de demonstrar a pertinência perene do carisma enquanto categoria sociológica para a compreensão de diferentes ordens simbólicas.

Palavras-chave: Carisma. Relação social. Liderança carismática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emanuel Freitas da Silva, UECE

Professor Assistente de Teoria Política da Universidade Estadual do Ceará (UECE), no Curso de Licenciatura em Ciências Sociais da Faculdade de Educação de Itapipoca (FACEDI), professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Sociologia (UECE), do Mestrado Profissional em Políticas Públicas (UECE) e do Mestrado Profissional em Ensino de Sociologia (PROFSOCIO/UFC). Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual do Ceará (2010), Mestrado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2013) e Doutorado em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (2018). Atualmente é vice-coordenador do Núcleo de Estudos em Religião e Política (NERPO UFC-UECE) e cursa Licenciatura em História (UECE) e especialização em Ciência Política (UCAM). Coordena o Grupo de Estudos em Política Brasileira Contemporânea. Foi professor de Teoria Sociológica da UNIVASF e de Sociologia da Educação na URCA. Tem experiência na área de Sociologia da Religião, Religião e Política, Sociologia da Educação, Teoria Sociológica, Teorias Queer, Campanhas Eleitorais.

Downloads

Publicado

01-05-2019

Como Citar

SILVA, E. F. da. A PROBLEMÁTICA SOCIOLÓGICA DO CARISMA: a definição weberiana, apropriações sócioantropológicas e um estudo de caso a partir da noção conceitual. Revista Inter-Legere, [S. l.], v. 2, n. 24, p. 137–165, 2019. DOI: 10.21680/1982-1662.2019v2n24ID16420. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/interlegere/article/view/16420. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEORIA SOCIAL: OS CLÁSSICOS NOS CONTEMPORÂNEOS