AUTOPERCEPÇÃO SOBRE SAÚDE BUCAL E SUA RELAÇÃO COM UTILIZAÇÃO DE SERVIÇOS E PREVALÊNCIA DE DOR DE DENTE

  • Letícia Mendes Santos
  • Luiz Roberto Augusto Noro UFRN - PPGSCol
  • Angelo Giuseppe Roncalli UFRN - PPGSCol
  • Ana Karine Macedo Teixeira Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Saúde bucal, Autoimagem, Assistência Odontológica.

Resumo


Introdução: Autopercepção em saúde abrange a compreensão que o indivíduo possui sobre o seu próprio estado de saúde, baseando-se em experiências anteriores e no contexto social, cultural e histórico em que está inserido. Objetivo: Analisar a autopercepção em saúde bucal de adolescentes e adultos jovens com 17-21 anos no município de Sobral-CE, relacionando-a com a utilização de serviços odontológicos e prevalência de dor de dente. Material e método: Estudo transversal aninhado à terceira onda da coorte de saúde bucal, desenvolvida no ano de 2012, com 482 participantes, a partir de questionário validado pelo Projeto SB Brasil 2010. Resultado: Houve associação entre classificação da saúde bucal autorreferida com mastigação, aparência de dentes e gengiva e necessidade de tratamento.  Além disso, autopercepção sobre a mastigação teve associação com dor de dente e a necessidade de tratamento autorreferida com a utilização de serviços e dor de dente. Conclusão: A percepção sobre saúde bucal de adolescentes e adultos jovens está relacionada com a estética, função mastigatória e a necessidade de tratamento. Esse quadro sinaliza a preferência da utilização dos serviços odontológicos em casos de dor em detrimento de procedimentos preventivos. Seria importante que o planejamento em saúde bucal fosse orientado não somente por dados normativos, mas que incluísse a percepção da população para que as ações propostas fossem mais coerentes e aceitáveis pelos usuários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Roberto Augusto Noro, UFRN - PPGSCol
Professor Adjunto IV
Angelo Giuseppe Roncalli, UFRN - PPGSCol
Professor Associado III
Ana Karine Macedo Teixeira, Universidade Federal do Ceará
Professora Adjunto I do Curso de Odontologia

Referências

  • Carvalho RW F, Santos CNA, Oliveira CCC, Gonçalves SRJ, Novais SMA, Pereira MAS. Aspectos psicossociais dos adolescentes de Aracaju (SE) relacionados à percepção de saúde bucal. Ciênc Saúde Coletiva. 2011; 16(Supl. 1):1621-1628.

  • Mendonça HLC, Szwarcwald CL, Damacena, GN. Autoavaliação de saúde bucal: resultados da Pesquisa Mundial de Saúde – atenção básica em quatro municípios do Estado do Rio de Janeiro, Brasil, 2005. Cad Saúde Pública. 2012 Out; 28(10):1927-1938.

  • Gift HC, Atchison KA, Drury TF. Perceptions of the natural dentition in the context of multiple variables. J Dent Res. 1998;77(7):1529-38.

  • Gabardo MCL, Moysés ST, Moysés S. Autopercepção de saúde bucal conforme o Perfil de Impacto da Saúde Bucal (OHIP) e fatores associados: revisão sistemática. Rev Panam Salud Publica. 2013;33(6):439–45.

  • WORLD HEALTH ORGANIZATION. Oral health surveys: basic methods. 4 ed. Geneva: ORH/EPID, 1997.

  • BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção á Saúde. SB Brasil: Projeto Pesquisa Nacional de Saúde Bucal: resultados principais. Brasília: Ministério da Saúde, 2011. 92 p.

  • Oliveira WF, Forte FDS. Construindo o Significado da Saúde Bucal a Partir de Experiência com Mães. Pesq Bras Odontoped Clin Integr. 2011;2(11):183-191.

  • Botazzo C. Cultura, Sexualidade, Repressão. In: Botazzo C. Diálogos sobre a boca. São Paulo: Hucitec, 2013.

  • Werneck, MAF. Bucalidade e existência. Ciênc Saúde coletiva 2006;11(1):28-31.

  • Vasconcelos LCA, Prado Júnior RR, Teles JBM, Mendes RF. Autopercepção da saúde bucal de idosos de um município de médio porte do Nordeste brasileiro. Cad. Saúde Pública. 2012;28(6):1101-1110.

  • Batista MJ, Rihs LB, Gonçalo CS, Miyauchi kubo FMM, Amaral RC, Sousa MLR. Treatment needs and self-perception of oral health among adolescents. Rgo - Rev Gaúcha Odontol. 2012;60(3):289-296.

  • Garbin CAS, Garbin AJI, Moimaz SAS, Gonçalves PE. A saúde na percepção do adolescente.Physis (Rio J.). 2009;19(1):227-238.

  • Elias MS, Cano MAT, Mestriner Jr W, Ferriani, MGC. A importância da saúde bucal para adolescentes de diferentes estratos sociais do município de Ribeirão Preto. Rev Latino-Am Enfermagem. 2001;9(1):88-95.

  • Barbosa TB, Junqueira SR, Frias AC, Araujo ME. Interferência da saúde bucal em funções biológicas e sociais segundo a percepção de adolescentes brasileiros. Pesq Bras Odontoped Clin Integr. 2013;13(2):171-76.

  • Moreira RS, Nico LS, Sousa MLR. Factors associated with subjective need for dental treatment in elderly Brazilians. Cad. Saúde Pública. 2009;25(12):2661-2671. ISSN 0102-311X.

  • Manhães ALD, Costa AJL. Acesso a e utilização de serviços odontológicos no Estado do Rio de Janeiro, Brasil, em 1998: um estudo exploratório a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Cad. Saúde Pública. 2008;24(1):207-218. ISSN 1678-4464.

  • Sheiham A, Tsakos G. Oral health needs assessments. In: Pine C, Harris R, editors. Community oral health. Mew Malden: Quintessence Publishing; 2007.

  • Machado LP, Camargo MBJ, Jeronymo JCM, Bastos GAN. Uso regular de serviços odontológicos entre adultos e idosos em região vulnerável no sul do Brasil. Rev Saúde Pública. 2012;46(3):526-533.

  • Noro LRA, Roncalli AG, Mendes Júnior FIR, Lima KC, Teixeira AKM. Toothache and social and economic conditions among adolescents in Northeastern Brazil. Ciênc. Saúde coletiva. 2014; 9(1):105-113.

  • Pau A, Croucher RE, Marcenes W. Demographic and socio-economic correlates of dental pain among adults in the United Kingdom, 1998. Br Dent J 2007; 202(9):E21.

  • Palazzo LS, Bérla JU, Tomasi E. Adolescentes que utilizan servicios de atención primaria: ¿Cómo viven? ¿Por qué buscan ayuda y cómo se expresan? Cad Saúde Pública. 2003;19(6): 1.655–1665.

Publicado
27-12-2016
Como Citar
SANTOS, L. M.; NORO, L. R. A.; RONCALLI, A. G.; TEIXEIRA, A. K. M. AUTOPERCEPÇÃO SOBRE SAÚDE BUCAL E SUA RELAÇÃO COM UTILIZAÇÃO DE SERVIÇOS E PREVALÊNCIA DE DOR DE DENTE. Revista Ciência Plural, v. 2, n. 2, p. 14-27, 27 dez. 2016.
Seção
Artigos