Memória, poética e política: o uso e desuso dos objetos

  • Sainy Coelho Borges Veloso Universidade Federal de Goiás - UFG Faculdade de Artes Visuais - FAV Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Performances culturais/EMAC/UFG
Palavras-chave: Exposição Desuso. Performance cultural goiana. Memória. Estética. Política.

Resumo

O artigo sistematiza o percurso poético da artista goiana Selma Parreira, a partir da exposição Desuso (2016), desdobramento de seu projeto Machina: memória e poética do espaço e objetos (2015). Por meio de signos picturais, a artista recorre às memórias de infância, contempla o espaço maquínico – um galpão de uma arrozeira em Anápolis, GO –, espólio de sua família, para aprofundar a investigação em poéticas visuais. Neles se entrecruzam memória, história, tempo/espaço/lugar, estética, performance cultural goiana e política. Para tanto, faço um enfoque interdisciplinar apoiado em Jacque Rancière, Walter Benjamin, Michel de Certeau, Michael Serres, Charles Baudelaire, Henri Bergson, Jacques Lacan, entre outros,  narrativa oral da artista e texto escrito de Nei Clara de Lima.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sainy Coelho Borges Veloso, Universidade Federal de Goiás - UFG Faculdade de Artes Visuais - FAV Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Performances culturais/EMAC/UFG
Possui graduação em Educação Artística pela Faculdade de Artes Dulcina de Moraes (1988); especialização em Linguagens Artísticas e Educação (1991); mestrado em Artes (1998); doutorado em História Cultural (2008), pela Universidade de Brasília e fez pós-doutorado em Cultura y Sociedad na Universidad de San Martín, em Buenos Aires (Argentina), com bolsa CAPES. Atualmente é professora da Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás. Tem experiência na área de Artes Visuais e Educação, atuando principalmente no Ensino de Arte e da Imagem Contemporânea e Pesquisa em Artes Visuais. Participa da linha de pesquisa: Teorias e práticas da performance, do Programa de mestrado e doutorado interdisciplinar em Performances Culturais da Escola de Música e Artes Cênicas - EMAC/UFG. É coordenadora do grupo de pesquisa: Imagem e História Cultural (CAPES) e coordena a pesquisa [EM]CENA[AÇÃO]: corpos em performances culturais.

Referências

AVERGURG, André. Abertura e Integração Comercial Brasileira na década de 90. 1999. In: BNDES. Disponível em: < http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_

pt/Galerias/Arquivos/conhecimento/livro/eco90_02.pdf>. Acesso em: 17 mar. 2016.

BAUDELAIRE, Charles. Sobre a modernidade. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas. I. Magia e técnica, arte e política. Trad. Sergio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1996.

BERGSON, Henri. Matéria e memória: ensaio sobre a relação do corpo com o espírito. Trad. Paulo Neves. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: I. Artes de fazer. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

CHAUI, Marilena S. Os trabalhos da memória: introdução. In: BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembranças de velhos. São Paulo: T. A. Queiroz, 1979.

FOUCAULT, Michel. De outros espaços. Trad. Pedro Moura - Conferência proferida por Michel Foucault no Cercle d'Études Architecturales, em 14 de março de 1967 (publicado igualmente em Architecture, Movement, Continuité, 5, 1984). Disponível em: <http://www.virose.pt/vector/periferia/foucault_pt.html>. Acesso em: 30 mar. 2015.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Quando as imagens tocam o real. Revista Pós, Belo Horizonte, v. 2, n. 4, p. 204-219, nov. 2012.

LACAN, Jacques Marie-Emilie. Escritos. Rio de Janeiro: Zahar Ed., 1998.

LIMA, Nei Clara de. Exposição Desuso da artista plástica Selma Parreira. Texto enviado por e-mail, em 11 abr. 2016.

PARREIRA, Selma. Rodrigues. Entrevista oral concedida a Sainy C. B. Veloso. Goiânia, 2 fev. 2016.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível: estética e política. Tradução: Mônica Costa Netto. São Paulo: EXO Experimental / Editora 34, 2005.

SERRES, Michel. Atlas. Portugal: Instituto Piaget, 1998.

TURNER, Victor (1969). O processo ritual: estrutura e anti-estrutura. Petrópolis: Vozes, 1974.

Publicado
13-08-2017
Como Citar
VELOSO, S. C. B. Memória, poética e política: o uso e desuso dos objetos. ARJ – Art Research Journal / Revista de Pesquisa em Artes, v. 4, n. 1, p. 141-161, 13 ago. 2017.