A educação no diário de uma imigrante britânica e em outros escritos na província do Paraná

  • Ana Maria Rufino Gillies Universidade Estadual do Centro-Oeste
Palavras-chave: Escrita autobiográfica. Educação e gênero. Brasil e Inglaterra no século XIX.

Resumo

Este artigo discute a experiência de uma imigrante britânica que viveu na Província do Paraná entre os anos de 1868 e 1888, onde atuou como professora a partir de 1874. Para acompanhar sua trajetória, foram consultados relatórios administrativos e correspondências escritos por membros dos governos imperial e provincial, relativamente à colônia do Assungui, para onde ela, o marido, os filhos e outros imigrantes foram enviados em 1868; periódicos da província; memórias escritas por seu neto Albert; cartas escritas por ela e pelo marido e um diário mantido por ela entre os anos de 1880 e 1882. Desse conjunto documental, problematizamos a educação em face de uma escrita autobiográfica, assim como as condições enfrentadas para ensinar na colônia: a falta de livros e de locais adequados, a dificuldade para receber do governo as suas ‘gratificações’; os requisitos para ensinar na capital, a inconstância do alunato particular, o debate acercado que ensinar para as mulheres no Brasil e na Inglaterra; as seleções de leituras para educar-se e a educação dos filhos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARTIÈRES, Philippe. Arquivar a própria vida. Tradução Dora Rocha.Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 21, p.9-34, jul. 1998.

BRASIL. Decreto n° 1.144 de 11 de setembro de 1861. (Coleção de Leis do Império do Brasil, p. 21, v. 1, p. 1, 1861) Disponível em:http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-1144-11-setembro-1861-555517-publicacaooriginal-74767-pl.html. Acesso em: 14 jan. 2017.

BRASIL. Decreto nº 3.068 de 17 de abril de 1863. (Coleção de Leis do Império do Brasil, p. 85, v. 1, 1863). Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-3069-17-abril-1863-555008-publicacaooriginal-74026-pe.html. Acesso em: 14 jan.2017.

D’ASSUMPÇÃO, Pamphilo. Questões Sociais. Novidades da Época. Dezenove de Dezembro, Curitiba, p. 2-3, 14 abr. 1886.

DELAMONT, Sara. The contradictions in ladies’ education. In: DELAMONT, Sara; DUFFIN, Lorna (Eds). The Nineteenth-Century Woman: her cultural and physical world. London, 1978, p. 134-163. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=hvOt0RvQwMgC&pg=PA134&lpg=PA134&dq=sara+delamont+the+contradictions+in+ladies+education&source=bl&ots=s05dRHU8Af&sig=9KLh3rgvOs3SbifFYo_c0K2tWEU&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwiMlLnFx4XQAhWFEpAKHRoPCV0Q6AEIKDAC#v=onepage&q=sara%20delamont%20the%20contradictions%20in%20ladies%20education&f=false. Acesso em: 30out.2016.

D. CAROLINA TAMPLIN.Dezenove de Dezembro, Curitiba, p.4, 17 abr.1880.

A MULHER (De Relance). Dezenove de Dezembro, Curitiba, p. 3, 3 jan.1884.

AS MULHERES. Dezenove de Dezembro, Curitiba, p. 3, 19 fev.1884.

SEMELHANÇAS DA MULHER COOM A NATUREZA. Dezenove de Dezembro, Curitiba, p. 2, 26 mar.1884.

QUESTÕES SOCIAIS. Novidades da Época. Dezenove de Dezembro, Curitiba, p. 2-3, 14 abr.1886.

A FAMÍLIA – Lições de Philosophia moral – A vida da família. Dezenove de Dezembro, Curitiba, p. 2, 19 maio1884.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador. Tradução Ruy Jungmann. Rio de Janeiro: Zahar, 1993.

GILLARD, Derek. Education in England: a brief history. In: Education in England. The history of our schools, 2011.Disponível em: http://www.educationengland.org.uk/history/chapter02.html. Acesso em: 30 out.2016.

GILLIES, Ana Maria Rufino. Henrique de Beaurepaire Rohan: razão e sensibilidade no século XIX.Curitiba, 1998. 109f. Monografia (Graduação em História) − Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, 1998.

GILLIES, Ana Maria Rufino.Políticas públicas e utensilagem mental:uma análise das reformas propostas por Henrique de Beaurepaire Rohan em 1856 e 1878. 2002. 130 fls. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2002.

GILLIES, Ana Maria Rufino. As memórias de um senhor britânico sobre sua infância na colônia do Assunguy (Paraná), Inglaterra e Canadá na segunda metade do século XIX: migrações, memórias e identidades. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA – ANPUH, 26; 2011,São Paulo. Anais... São Paulo: Universidade de São Paulo,2011.

GILLIES, Ana Maria Rufino. O diário de uma imigrante britânicano Paraná(1860-1890): memórias, trabalho e sociabilidades. Curitiba: SAMP, 2014.

HALL, Catherine. Sweet home. In: PERROT, Michelle (Org.). Tradução Denise Bottmann e Bernardo Joffily.São Paulo: Companhia das Letras, 1991.(História da Vida Privada, 4:da Revolução Francesa à Primeira Guerra).

HUGHES, Kathryn. Gender roles in the 19th century. In: Discovering Literature: romantics and Victorians. s.d.Disponível em: British Libary. https://www.bl.uk/romantics-and-victorians/articles/gender-roles-in-the-19th-century. Acesso em: 30 out. 2016.

JANET, Paulo. A FAMÍLIA – Licções de Philosophia Moral. A vida da família. Dezenove de Dezembro, Curitiba, p. 2-3, 19 maio.1884.

MARSH, Jan. Gender Ideology & Separate Spheres in the19th Century. s.d.Disponível em: http://www.vam.ac.uk/content/articles/g/gender-ideology-and-separate-spheres-19th-century/. Acesso em: 30 out.2016.

OLIVEIRA, Maria Cecília Marins de. Os imigrantes e o ensino na Província do Paraná.EDUCAR, Curitiba, v. 5, n. 1/2, p. 51-79, jan./dez. 1986.

PARANÁ. Departamento de Arquivo Público (Curitiba, Paraná). Gratificação mensal ao colono Carlos Alberto Templin, servindo como médico na Colonia Assungui, Curitiba.A.P. 408, v. 10, 1873, p. 98.

PARANÁ. Departamento de Arquivo Público (Curitiba, Paraná). Carlos Alberto Tamplin, colono do Assungui, não tem documentos que comprovem pagamento que requer.Curitiba. AP 448, v. 20, 1874, p.157.

PARANÁ. Departamento de Arquivo Público (Curitiba, Paraná). Pedido de Mme. Tamplin de objetos p/a escola da Col. Assungui. A.P. 460, v. 5, 1875, p. 178.

Parishof Old St. Pancra’s. s.d. Disponível em: http://www.posp.co.uk/st-pancras-old-church/. Acesso em: 15 jan. 2017.

PICARD, Liza. Education in Victorian Britain.Victorian Britain. s.d. Disponível em: https://www.bl.uk/victorian-britain/articles/education-in-victorian-britain. Acesso em: 30 out. 2016.

PROCHASKA, Frank Kimmel. Woman’s ‘Nature and Mission’. In: Women and Philanthropy in Nineteenth− Century England. Oxford: Clarendon Press; New York: Oxford University Press, 1980. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=Uk-flYAL5lkC&pg=PA4&lpg=PA4&dq=sara+delamont+the+contradictions+in+ladies+education&source=bl&ots=8X8_-ciTQH&sig=Eu2iU-4674lCDVST1CV8XYhg8d4&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwiMlLnFx4XQAhWFEpAKHRoPCV0Q6AEIIzAB#v=onepage&q=sara%20delamont%20the%20contradictions%20in%20ladies%20education&f=false. Acesso em 30out.2016.

RELATÓRIO sobre a Colônia Assunguy, apresentado a ambas as casas do Parlamento por Ordem de Sua Majestade. Londres-1875. In: Monumenta. Imigração para o Brasil. Curitiba: Aos Quatro Ventos, 1998.

REMY-HÉBERT, Brigitte. The first women’s movements. Suffragist struggles in the 19th and early 20th centuries. s.d.Disponível em: http://www.jfki.fu-berlin.de/academics/SummerSchool/Dateien2011/Papers/juncker_remy.pdf. Acesso em: 30out.2016.

SCOTT, Joan Wallach. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. In: Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 71-99,jul./dez. 1995.

TAMPLIN, Caroline. LETTER. Rio Turvo, Colonia Assungui, Paraná, May 14th 1871.

TAMPLIN, Caroline.Diary for 1881. Curitiba, 27 nov. 1880.

TAMPLIN, Caroline. Diary for 1881. Curitiba, 29 nov. 1880.

TRINDADE, Etelvina Maria de Castro. Clotildes ou Marias: mulheres de Curitiba na Primeira República. Curitiba: Fundação Cultural, 1996.

Publicado
26-07-2017
Como Citar
Gillies, A. M. R. (2017). A educação no diário de uma imigrante britânica e em outros escritos na província do Paraná. Revista Educação Em Questão, 55(44), 51-73. https://doi.org/10.21680/1981-1802.2017v55n44ID12191
Seção
Artigos