Direitos humanos no contexto da Educação de Jovens e Adultos

contribuições das percepções de estudantes

  • Marciele Stiegler Ribas Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Ana Maria Eyng Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Romilda Teodora Ens Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Palavras-chave: Direitos humanos. Educação de Jovens e Adultos. Educação em direitos humanos.

Resumo

O presente artigo analisa as percepções dos estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) sobre Direitos Humanos. A pesquisa, de abordagem qualitativa, contou com a participação de 198 estudantes de cinco Centros Estaduais de Educação Básica para Jovens e Adultos (CEEBJA´s) situados no município de Curitiba-Paraná. Nos resultados identificamos denúncias de violações do direito à educação, quanto à precariedade das condições escolares. Os estudantes percebem como inadequados os materiais didáticos, a infraestrutura de suas escolas, e a existência de professores desqualificados, ao mesmo tempo que reivindicam seus direitos: à educação de qualidade, à igualdade, ao respeito, à diferença. Tanto as violações que identificam quanto as reivindicações de direitos, confirmam um cenário de tensões entre uma proposta de Educação em Direitos Humanos (EDH) e práticas escolares excludentes reiteradas. As percepções dos estudantes podem contribuir para a proposição de ações que minimizem as diversas formas de violação de direitos presentes no interior da escola, alertando para as vicissitudes da EJA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANTUNES, Marcelo Moreira. Técnica Delphi: metodologia para pesquisas em educação no Brasil. Revista de Educação, Campinas, v. 19, n. 1, p. 63-71, jan./abr., 2014,.

ARROYO, Miguel Gonzales. A educação de jovens e adultos em tempos de exclusão. In: UNESCO. Construção coletiva: contribuições à educação de jovens e adultos. Brasília: UNESCO/MEC/RAAAB, 2006.

BOURDIEU, Pierre. A escola conservadora: as desigualdades frente à escola e à cultura. Tradução Aparecida Joly Gouveia. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio. Escritos de educação. 14. ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

BOURDIEU, Pierre; CHAMPAGNE, Patrick. Os excluídos do interior. Tradução Magali de Castro. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio. Escritos de educação. 14. ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

BOURDIEU, Pierre; BOLTANSKI, Luc. O diploma e o cargo: relações entre o sistema de produção e o sistema de reprodução. Tradução Magali de Castro. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio. Escritos de educação. 14. ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

BRASIL. Lei nº 12.852, de 5 de agosto de 2013. Institui o Estatuto da Juventude e dispõe sobre os direitos dos jovens, os princípios e diretrizes das políticas públicas de juventude e o Sistema Nacional de Juventude – SINAJUVE. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2013/Lei/L12852.htm. Acesso em: 8 maio 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Resolução nº 1 de 30 de maio de 2012. Diretrizes Nacionais para a Educação em Direitos Humanos. Disponível em: <http://r1.ufrrj.br/wp/cpa/wp-content/uploads/file/CPA/rcp001_12_Direitos_humanos.pdf.>Acesso em: 06 jan. 2015.

BRASIL. Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Ministério da Educação, Ministério da Justiça, UNESCO, 2008. Disponível em: <http://portal.mj.gov.br/sedh/edh/pnedhpor.pdf.> Acesso em: 20 mar. 2015.

BRASIL. Resolução CNE/CEB nº 1, de 5 de julho de 2000. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação e Jovens e Adultos. Diário Oficial [da] União, Poder Executivo, Brasília, DF, 19 jul. 2000. Seção 1, p.18

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm>. Acesso em: 15 jan. 2013.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Texto promulgado em 05 de outubro de 1988. Brasília: Senado Federal: Secretaria Especial de Editoração e Publicações: Subsecretaria de Edições Técnicas, 2010. Disponível em: <http://www.senado.gov.br/legislacao/const/con1988/CON1988_05.10.1988/CON1988.pdf>. Acesso em: 10 jan.2012.

BRUNEL, Carmem. Jovens cada vez mais jovens na educação de jovens e adultos. Porto Alegre: Mediação, 2004.

CAMPOS, Herculano Ricardo; LEAL, Záira Fátima de Rezende Gonzalez; FACCI, Marilda Gonçalves Dias. Direito à educação, formação do adolescente e adoecimento docente no Estado capitalista. Revista Educação em Questão, Natal, v. 54, n. 40, p. 205-230, jan.-abr. 2016. Disponível em: <https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/9854/6982>. Acesso em: 04 jan. 2017.

CANDAU, Vera Maria. Diferenças culturais, cotidiano escolar e práticas pedagógicas. Currículo sem Fronteiras, v. 11, n. 2, p. 240-255, jul./dez. 2011.

CANDAU, Vera Maria. Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 13, n. 37, p. 45-56, jan./abr. 2008.

CAPUCHO, Vera. Educação de jovens e adultos: prática pedagógica e fortalecimento da cidadania. São Paulo: Cortez, 2012.

CUNHA, Maria Amália de Almeida. O conceito “capital cultural” em Pierre Bourdieu e a herança etnográfica. Perspectiva, Florianópolis, v. 25, n. 2, p. 503-524, jul./dez. 2007.

DI PIERRO, Maria Clara. Um balanço da evolução recente da educação de jovens e adultos no Brasil. In: UNESCO. Construção coletiva: contribuições à educação de jovens e adultos. Brasília: UNESCO/MEC/RAAAB, 2006.

DI PIERRO, Maria Clara. A educação de jovens e adultos no Plano Nacional de Educação: avaliação, desafios e perspectivas. Educação & Sociedade, Campinas, v. 31, n. 112, p. 939-959, jul.-set. 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302010000300015. Acesso em: 24 mai. 2012.

ESTUDANTE 28. Entrevista. Curitiba (Paraná), 25 jun. 2015.

ESTUDANTE 32. Entrevista. Curitiba (Paraná), 25 jun. 2015.

ESTUDANTE 34. Entrevista. Curitiba (Paraná), 25 jun. 2015.

ESTUDANTE 43. Entrevista. Curitiba (Paraná), 30 jun. 2015.

ESTUDANTE 49. Entrevista. Curitiba (Paraná), 30 jun. 2015.

ESTUDANTE 52. Entrevista. Curitiba (Paraná), 30 jun. 2015.

ESTUDANTE 58. Entrevista. Curitiba (Paraná), 22 jun. 2015.

ESTUDANTE 67. Entrevista. Curitiba (Paraná), 22 jun. 2015.

ESTUDANTE 76. Entrevista. Curitiba (Paraná), 22 jun. 2015.

ESTUDANTE 103. Entrevista. Curitiba (Paraná), 3 jul. 2015.

ESTUDANTE 108. Entrevista. Curitiba (Paraná), 24 jun. 2015.

ESTUDANTE 124. Entrevista. Curitiba (Paraná), 19 jun. 2015.

ESTUDANTE 135. Entrevista. Curitiba (Paraná), 19 jun. 2015.

ESTUDANTE 138. Entrevista. Curitiba (Paraná), 6 jul. 2015.

ESTUDANTE 139. Entrevista. Curitiba (Paraná), 6 jul. 2015.

ESTUDANTE 144. Entrevista. Curitiba (Paraná), 6 jul. 2015.

ESTUDANTE 146. Entrevista. Curitiba (Paraná), 6 jul. 2015.

EYNG, Ana Maria. Educação em Direitos Humanos no currículo escolar: o projeto político pedagógico como espaço de garantia ou violação de direitos. In: EYNG, Ana Maria (Org.). Direitos Humanos e violências nas escolas: desafios e questões em diálogo. Curitiba: Editora CRV, 2013. p. 29-58.

EYNG, Ana Maria. A formação do homem no processo pedagógico e sua fundamentação antropo-filosófica: um estudo de caso. Dissertação (Mestrado em Educação), Curitiba, 1995. (Mimeo).

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 24. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

HADDAD, Sérgio; DI PIERRO, Maria Clara. Escolarização de Jovens e Adultos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 13, n. 37, p. 108-130, maio/ago. 2000. Disponível em: < http://educa.fcc.org.br/scielo.php?pid=S1413-24782000000200007&script=sci_abstract>. Acesso em: 9 abr. 2013.

HADDAD, Sérgio; XIMENES, Salomão. A educação de pessoas jovens e adultas e a nova LDB: um olhar passado dez anos. In: BRZEZINSKI, Iria. (Org.). LDB dez anos depois: reinterpretação sob diversos olhares. São Paulo: Cortez, 2008.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Dados do IBGE de 2014, considerando todas as faixas etárias. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/. Acesso em: 3 mar. 2015.

IBGE. Síntese dos indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira, 2015. Disponível em: <http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv95011.pdf> Acesso em: 18. abr. 2016.

INEP. Censo escolar da educação básica 2013: resumo técnico. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Brasília: INEP, 2014.

LEVEFRE, Fernando; LEVEFRE, Ana Maria. Pesquisa de representação social: um enfoque qualiquantitativo a metodologia do discurso do sujeito coletivo. 2. ed. Brasília: Liber Livro Editora, 2012.

SANTOS, Boaventura de Souza. Se Deus fosse um ativista dos direitos humanos. São Paulo: Cortez, 2013.

SILVA, Maria Abadia. Qualidade social da educação pública: algumas aproximações. Cadernos Cedes, Campinas, v. 29, n. 78, p. 216-226, maio/ago. 2009.

Publicado
26-07-2017
Como Citar
Ribas, M. S., Eyng, A. M., & Ens, R. T. (2017). Direitos humanos no contexto da Educação de Jovens e Adultos. Revista Educação Em Questão, 55(44), 99-120. https://doi.org/10.21680/1981-1802.2017v55n44ID12195
Seção
Artigos