A biblioteca do ensino intuitivo e o ensino de ciências na escola primária brasileira: 1880-1900

  • Karl Michael Lorenz Sacred Heart University de Fairfield
Palavras-chave: História da educação. Ensino de ciências. Livros didáticos. Ensino intuitivo.

Resumo

O trabalho discute a importância do ensino de Ciências na escola primária brasileira no último quartel do século XIX, tendo como foco de análise os livros didáticos de Ciências que surgiram depois da reforma educacional de 1878, do Ministro Carlos Leôncio de Carvalho, e o Parecer de 1883, de Rui Barbosa. O trabalho relata primeiro as idéias prevalecentes no exterior e debatidas no  Brasil sobre o papel e a maneira de ensinar as ciências na escola primária. Segue com uma discussão de livros-didáticos de Ciências Naturais divulgados no Brasil, e, particularmente, da coletânea de livros intitulada Biblioteca do Ensino Intuitivo — As Sciencias Naturaes. Os livros, destinados  para o ensino primário, foram escritos por eminentes autores ingleses e publicados na Inglaterra e nos Estados Unidos sob o título Science Primers. A coletânea foi traduzida para o português e adaptada para o ensino brasileiro na década de 1880 e 1890.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karl Michael Lorenz, Sacred Heart University de Fairfield
Prof. Karl Michael Lorenz, Ed.D.
Sacred Heart University de Fairfield | Connecticut | U.S.A.
Prof. do Curso de Pós-Graduação em Educação
Prof. Visitante do Mestrado em Educação da Universidade Tuiuti do Paraná
Linha de Pesquisa Historia do Ensino de Ciências no Brasil: século XIX
E-mail I lorenzk@sacredheart.edu
Publicado
15-06-2007
Como Citar
Lorenz, K. M. (2007). A biblioteca do ensino intuitivo e o ensino de ciências na escola primária brasileira: 1880-1900. Revista Educação Em Questão, 28(14). Recuperado de https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/4462
Seção
Artigos