Estudo piloto: um processo importante de adaptação e refinamento para uma pesquisa quase experimental em aquisição de l2

  • Rafael Zaccaron Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC http://orcid.org/0000-0001-7796-501X
  • Raquel Carolina de Souza Ferraz D'Ely Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
  • Donesca Cristina Puntel Xhafaj Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Palavras-chave: Estudo Piloto, Planejamento, Planejamento Estratégico, ASL

Resumo

Com o objetivo de refletir sobre os processos de mudança pelos quais um projeto de pesquisa e um pesquisador iniciante passam ao conduzir estudo piloto, espera-se que o presente trabalho possa somar-se ao corpo de pesquisa em Linguística Aplicada, no caso, o ensino de Inglês como segunda língua no Brasil. Dessa forma, o enfoque dessa análise volta-se para o método, com seus instrumentos e procedimentos, e os dados advindos de um estudo piloto de uma pesquisa de mestrado desenvolvida em um contexto escolar. Por fim, a reflexão sobre esse movimento aponta para benefícios no que toca o refinamento de instrumentos e procedimentos, bem como o amadurecimento do pesquisador que coloca o plano de pesquisa em prática nesse momento. Assim, todos esses processos, do planejamento à análise dos dados do piloto, somam-se a fim de contribuir para que a coleta de dados definitiva ocorra de maneira adequada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Zaccaron, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Inglês - UFSC. Seus interesses de pesquisa incluem aprendizagem e escrita colaborativa, produção oral em segunda língua e o ensino embasado em tarefas.
Raquel Carolina de Souza Ferraz D'Ely, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Raquel D'Ely – Mestre (1983) e doutora(2006), em Letras/Lingüística Aplicada pela UFSC, é professora  dessa instituição desde 2010, e tem atuado em EaD desde 2008 e realizou seu pós doutorado pela Universidade Federal do Ceará em 2016. Tem experiência em Linguística Aplicada, cujos temas de interesse são: ensino e aprendizagem de L2 numa perspectiva cognitiva, com foco no Ensino Baseado em tarefas para ambientes instrucionais e virtuais, e formação de professores.
Donesca Cristina Puntel Xhafaj, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Donesca Xhafaj tem bacharelado, mestrado e doutorado na área de ensino/aprendizagem de língua estrangeira pela Universidade Federal de Santa Catarina. Desde 2014 é docente no Centro de Comunicação e Expressão – Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras na área de Inglês dessa mesma instituição. Além de atividades de docência, pesquisa e extensão, no momento também coordena a área de Inglês no Departamento. Seus interesses de pesquisa incluem consciência metalinguística, foco na forma, aprendizagem e escrita colaborativa, produção oral em língua estrangeira e o ensino embasado em tarefas.  

Referências

BAILER, Cyntia; TOMITCH, Leda Maria Braga; D’ELY, Raquel Carolina Souza. Planejamento como processo dinâmico: a importância do estudo piloto para uma pesquisa experimental em linguística aplicada. Revista Intercâmbio, v. XXIV: 129-146, 2011. São Paulo: LAEL/PUCSP. ISSN 2237-759x.

BALEGHIZADEH, S. The effect of pair work on a word-building task. ELT Journal. 64 (4), 2010 p.405-413.

BENISS, A. and BAZZAZ, V. The impact of pushed output on accuracy and fluency of Iranian EFL learners’ speaking. Iranian Journal of Language Teaching Research. 2(2), 2014 p. 51-72.

CANHOTA, C. Qual a importância do estudo piloto? In: SILVA, E. E. (Org.). Investigação passo a passo: perguntas e respostas para investigação clínica. Lisboa: APMCG, 2008. p. 69-72.

D’ELY, R. A focus on learners’ metacognitive processes: the impact of strategic planning, repetition, strategic planning plus repetition, and strategic planning for repetition on L2 oral performance (Unpublished doctoral dissertation). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil, 2006.

DORNYEI, Z. Research Methods in Applied Linguistics: Quantitative, qualitative and mixed methodologies. UK: Oxford University Press, 2007.

ELLIS, R. Task-based language learning and teaching. Oxford: Oxford University Press, 2003.

FARIAS, P. Task-Test: what lies beyond implementing a task-based assessment? Comparing learners' performance and unveiling learners' perception in a testing situation (Unpublished undergraduate dissertation). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil, 2014.

FOSTER, P. & OHTA, A. S. Negotiation for meaning and peer assistance in second language classrooms. Applied Linguistics, 26 (3), 2005 p. 402-430.

FOSTER, P. TONKYN, A. & WIGGLESWORTH, G. Measuring Spoken Language: A Unit for All Reasons. Applied Linguistics, 21, 2000, p. 354-75. doi:10.1093/applin/21.3.354

HYDE, M. Pair work – a blessing or a curse?: an analysis of pair work from pedagogical, cultural, social and psychological perspectives. System, Vol. 21, No. 3, 1993 p. 343-348.

LEVELT, W. J. M. Speaking: From intention to articulation. Cambridge, MA: The MIT Press, 1989. p. 543.

LYNCH, T. MACLEAN, J. Exploring the benefits of repetition and recycling of a classroom task. Language Teaching Research. n. 4/3 p. 21-250, 2000.

LYNCH, T. MACLEAN, J. A case of exercising: Effects of immediate task repetition on learners’ performance. In BYGATE, M., SKEHAN, P., & SWAIN, M. (Eds.), Researching pedagogic tasks second language learning, teaching and testing. Harlow: Pearson Education, 2001. p. 141-162.

LONG, M.H. Focus on form in task-based language teaching. In LAMBERT, R. L. and E. SHOHAMY, E. (Eds.), Language policy and pedagogy, 2000 p. 179-192. Amsterdam: Benjamins.

MACKEY, A.; GASS, S. Common data collection measures. In: ________. Second Language Research: methodology and design. Mahwah: Lawrence Erlbaum, 2005. p.43-99.

MEHNERT, U. The effects of different lengths of time for planning on second language performance. Studies on second Language Acquisition, 20, 1998 p.83-108.

MICHEL, M. Complexity, Accuracy and Fluency in L2 Production. In: LOEWEN, S., SATO, M. The Routledge Handbook of Instructed Second Language Acquisition. New York: Routledge, 2017 p. 50-68.

ORTEGA, L. Planning and focus on form in L2 oral performance. Studies in Second Language Acquisition, 1999.

SCHMIDT, R. "Attention." In P. Robinson (Ed.), Cognition and second language instruction. 2001 p. 3-32. Cambridge University Press.

SILVA, L. H.; OLIVEIRA, A. A. S. Contribuições do projeto piloto à coleta de dados em pesquisas na área de educação. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação. v. X, 1: 225-245, 2015. Araraquara: UNESP/Universidad de Alacalá. ISSN 2446-8606

STORCH, N. Relationships formed in dyadic interaction and opportunity for learning. International Journal of Educational Research. 37: 2002 p. 305–322

SWAIN, M. Communicative Competence: Some roles of Comprehensible Input and Comprehensible Output in its Development. In: GASS, S. & MADDEN, C. (Eds.), Input in second language acquisition. 1985 p. 235–253, Rowley, MA: Newbury House.

SWAIN, M. The output hypothesis and beyond: Mediating acquisition through collaborative dialogue. In: LANTOLF, J. P. (ed.) Sociocultural Theory and Second Language Learning. 2000 p. 97-114). Oxford: Oxford University Press.

SWAIN, M. Integrating language and content teaching through collaborative tasks. The Canadian Modern Language Review, 58 (1), 2001 p. 44-63.

SWAIN, M. LAPKIN, S. The evolving sociopolitical context of immersion education in Canada: Some implications for program development. International Journal of Applied Linguistics, 15(2), 2005 p. 169–18

TAVAKOLI, P. ,SKEHAN, P. Strategic planning, task structure, and performance testing. In R. Ellis (Ed.), Planning and task performance in a second language 2005 p. 239 – 277). Amsterdam: Benjamins.

XHAFAJ J, D. C. P. MUCK, K.E. D'ELY, R.C.S.F. The impact of individual and peer planning on the oral performance of advanced learners of English as a foreign language. Linguagem & Ensino (UCPel. Impresso) , v. 14, 2011 p. 39-65.

XHAFAJ J, D. One is good, two is better: Investigating the impact of peer-planning in the oral performance of intermediate L2 English learners. (Unpublished undergraduate dissertation). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil, 2013.

Publicado
01-06-2018
Como Citar
ZACCARON, R.; D’ELY, R. C. DE S. F.; XHAFAJ, D. C. P. Estudo piloto: um processo importante de adaptação e refinamento para uma pesquisa quase experimental em aquisição de l2. Revista do GELNE, v. 20, n. 1, p. 30-41, 1 jun. 2018.
Seção
Artigos