A escrita no ensino médio: uma análise comparativa de produções escolares maranhenses

  • Mariana Aparecida de Oliveira Ribeiro Universidade Federal do Maranhão

Resumo

Neste artigo apresentaremos uma discussão sobre a autoria na produção de alunos do Ensino Médio do estado do Maranhão. Essa discussão é resultado da realização do projeto coletivo A produção nas aulas de Língua Portuguesa: estilo e objeto de ensino, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA – Edital Universal/ Processo 00090/2016). Trata-se de uma pesquisa etnográfica com enfoque qualitativo que contemplou a observação e a coleta de dados em escolas públicas localizadas na cidade de São Luís, Bacabal e Codó. A pergunta de pesquisa da qual partimos foi: em que medida o trabalho de escrita nas aulas de produção textual tem levado os alunos a produzirem textos autorais? Para responder essa pergunta, partimos de uma discussão inicial sobre os conceitos teóricos fundamentais para essa pesquisa, como o de autoria, singularidade, estilo e subjetividade empregando autores como Foucault (1969; 1983); Chartier (1990); Possenti (2002); Lacan (1961;1975-1976); e Benveniste (1988). Realizamos, ainda, a análise de duas produções textuais de alunos concluintes do ensino médio e, por meio de uma análise comparativa, dessas produções pudemos constatar que a escolha pelo gênero dissertação escolar interviu negativamente na expressão da subjetividade nos textos analisados. Contudo, foi possível perceber indícios de autoria em um dos textos analisados e esses se fizeram presente, na escolha de um projeto enunciativo claro, manifesto por meio dos lexemas modais e da organização de discursos outros. Por fim, foi possível perceber como a discussão sobre as marcas linguísticas-discursivas de subjetividade é importante instrumento para a discussão sobre autoria.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
04-08-2020
Como Citar
DE OLIVEIRA RIBEIRO, M. A. A escrita no ensino médio: uma análise comparativa de produções escolares maranhenses. Revista do GELNE, v. 22, n. 2, p. 143-158, 4 ago. 2020.
Seção
Artigos