As variantes lexicais para a montaria feminina: um estudo semântico-lexical em corpora geolinguísticos

  • Celciane Alves Vasconcelos
  • Vanderci de Andrade Aguilera
Palavras-chave: Estudo Diacrônico e Sincrônico, História Social, Variação lexica

Resumo

Este trabalho tem como base um estudo semântico-lexical e geossociolinguístico de variantes pertencentes ao campo da montaria. Propõe-se uma análise das lexias documentadas nas cartas nº 144 do Atlas Prévio dos Falares Baianos (ROSSI, 1963), nº 148 do Atlas Linguístico de Sergipe (FERREIRA et alii,
1987), nº 15 do Esboço de um Atlas Linguístico de Londrina (AGUILERA, 1987) e a de nº 62 do Atlas Linguístico do Paraná (AGUILERA, 1994). A partir da etimologia e da data de lexicalização de cada uma das lexias, buscase, na sequência, relacioná-las ao momento e ao contexto históricos. Por meio
da análise de determinadas variantes relativas à vida do campo, ameaçadas de extinção, pretende-se contribuir para o conhecimento da história da Língua Portuguesa falada no Brasil.


Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
15-03-2016
Como Citar
VASCONCELOS, C. A.; AGUILERA, V. DE A. As variantes lexicais para a montaria feminina: um estudo semântico-lexical em corpora geolinguísticos. Revista do GELNE, v. 14, n. 1/2, p. 347-365, 15 mar. 2016.
Seção
Artigos