TENDÊNCIA CRESCENTE DE VIOLÊNCIA HOMICIDA NA REGIÃO METROPOLITANA DE NATAL-RN, BRASIL

  • André Luiz Barbosa de Lima UFRN/Doutorando
  • Kenio Costa de Lima UFRN/Professor
  • Lívia Teixeira de Souza Maia Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães/Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz/Doutoranda
  • Tamires Carneiro de Oliveira UFRN/Doutoranda
Palavras-chave: Homicídio, Coeficiente de mortalidade, Estudos de series temporais, Análise de situação.

Resumo


Introdução: Na última década, a Região Metropolitana de Natal-RN sofreu impactos substanciais da violência, sobretudo a partir do aumento do número de homicídios. Objetivo: O estudo objetivou analisar a tendência temporal de violência homicida na Região Metropolitana de Natal-RN, entre os anos de 2000 e 2010, como eixo metodológico da análise de situação de saúde. Métodos: Foi realizado um estudo observacional de séries temporais sobre a tendência de mortes por homicídio, utilizando-se o método de regressão linear por mínimos quadrados generalizados (correção de Prais-Winsten) e mínimos quadrados ordinários. Ademais, foram obtidas as razões de incremento anual para cada município. Por fim, para avaliar a existência de autocorrelação serial, foi procedida a estatística de Durbin-Watson, com nível de significância α=0,05. Resultados: Houve 2.723 óbitos por homicídios na Região Metropolitana de Natal. Os homicídios foram mais prevalentes entre os homens, principalmente na faixa etária de 20 a 39 anos de idade (62,0%). Houve uma tendência linear crescente nos coeficientes de mortalidade dos municípios de Natal, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Monte Alegre e Ceará-Mirim. No período estudado, foi crescente a violência homicida na Região Metropolitana de Natal, onde os municípios em processo de urbanização mais intenso, dinâmicos e integrados ao polo metropolitano tiveram tendência crescente mais expressiva e os maiores coeficientes de mortalidade por homicídio, especialmente Natal e São Gonçalo do Amarante. Conclusões: Neste sentido, conclui-se que são necessárias a implantação e a implementação de políticas de segurança pública, defesa social e educação, que garantam o empoderamento econômico e a estabilidade comunitária, considerando-se o perfil das vítimas da violência homicida neste território.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Luiz Barbosa de Lima, UFRN/Doutorando
Odontologia/Programa de Pós Graduação em Saúde Coletiva
Kenio Costa de Lima, UFRN/Professor
Odontologia/Programa de Pós Graduação em Saúde Coletiva
Lívia Teixeira de Souza Maia, Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães/Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz/Doutoranda
Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães/Saúde Coletiva
Tamires Carneiro de Oliveira, UFRN/Doutoranda
Odontologia/Programa de Pós Graduação em Saúde Coletiva
Publicado
21-07-2015
Como Citar
LIMA, A. L. B. DE; LIMA, K. C. DE; MAIA, L. T. DE S.; OLIVEIRA, T. C. DE. TENDÊNCIA CRESCENTE DE VIOLÊNCIA HOMICIDA NA REGIÃO METROPOLITANA DE NATAL-RN, BRASIL. Revista Ciência Plural, v. 1, n. 2, p. 19-28, 21 jul. 2015.
Seção
Artigos