Eventos culturais como propulsores da atividade turística: o papel da Escola de Música da UFRN no destino Natal-RN

  • Fernanda Gabriella Silva Queiroz Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Wilker Ricardo de Mendonça Nóbrega Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Resumo

O turismo no município de Natal – Rio Grande do Norte, localizado no nordeste do Brasil, ainda é basicamente voltado apenas para o binômio “Sol e Mar”. Tendo em vista que para um destino turístico ser competitivo é necessário diversificar a oferta turística. O segmento de eventos tem estimulado o desenvolvimento socioeconômico no Brasil e no mundo, contribuído para o fomento da economia e geração de empregos. Diante do exposto, o presente estudo analisou como os eventos realizados pela Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, no Auditório Onofre Lopes (AOL), podem contribuir na composição da oferta do turismo cultural do município de Natal-RN. A pesquisa foi do tipo exploratória-descritiva, com abordagem quantitativa. A coleta de dados realizou-se através de um questionário com perguntas fechadas com escala de opinião. O universo da pesquisa atingiu 194 pessoas entrevistadas que estavam assistindo os concertos e recitais no referido local, entre os meses de abril e junho de 2013. O estudo concluiu que o público é formado por indivíduos da grande Natal, com  pouca presença de turistas, mas que é avaliado pelos seus frequentadores como um potencial atrativo turístico.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Gabriella Silva Queiroz, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Bacharel em Turismo - UFRN.
Wilker Ricardo de Mendonça Nóbrega, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Professor do Departamento de Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - DETUR/UFRN

Coordenador da Pós-Graduação em Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - PPGTUR/ UFRN

Referências

Andrade, Renato Brenol. Manual de eventos. Caxias do Sul: EDUCS, 1999.

______. Manual de eventos. 2. ed. ampl. Caxias do Sul: EDUCS, 2002.

Barbosa, A. Dantas. A literatura do cordel como uma opção de turismo cultural em Natal. In: Maia, L. F. dos Santos. Turismo: cultura, lazer e possibilidades de intervenções. Ed. Gráfica do Banco do Nordeste do Brasil. Natal, 2004.

Bigné, E. Font, X. Andreu, L. Marketing de destinos turísticos: análisis y estratégias de desarrollo. Madrid: ESIC, 2000.

Canton, A. Evento, um potencializador de negócios. In: ANSARAH, M; PANOSSO, A (Org.). Segmentação do mercado turístico: estudos, produtos e perspectivas. Barueri, SP: Manole, 2009. Cap. XI, p. 197-212.

Dencker, Ada de Freitas Maneti. Pesquisa em turismo: planejamento, métodos e técnicas. 9. ed. São Paulo: Futura, 2007.

Fernandes, Fernanda. Perspectivas de trabalho para o profissional de eventos. Revista Turismo, [S.l.], jun. 2004. Disponível em <http://www.revistaturismo. com.br/artigos/prof-eventos.html>. Acesso em: 4 abr. 2013.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Rio Grande do Norte - Natal - Infográficos: dados gerais do município. [200-?]. Disponível em:<http://cidades.ibge.gov.br/painel/painel.php?lang=&codmun=240810&search=rio-grande-do-norte|natal|infograficos:-dados-gerais-do-municipio>. Acesso em: 5 ago. 2014.

Lima, H. M. de Lisandra Morais. O Auto da Liberdade: manifestação de lazer e cultura em Mossoró/RN. In: MAIA, L. F. dos Santos. Turismo: cultura, lazer e possibilidades de intervenções. Ed. Gráfica do Banco do Nordeste do Brasil. Natal, 2004.

Mariz, Marlene da Silva. História do Rio Grande do Norte. Ed. Sebo Vermelho, Natal,2005.

Matias, Marlene. Organização de eventos. 3. ed, São Paulo: Manole, 2002.

______. Organização de eventos: procedimentos e técnicas. 5. ed. Barueri, SP: Manole, 2010.

Ministério do Turismo. Secretaria Nacional de Políticas de Turismo. Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico. Coordenação Geral de Segmentação. Marcos Conceituais. Brasília, DF, [200-]. Disponível em: <http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/o_ministerio/publicacoes/downloads_publicacoes/Marcos_Conceituais.pdf>. Acesso em: 5 mai. 2014.

Queiroz, Fernanda Gabriella Silva. Auditório Onofre Lopes: levantamento de Pautas - janeiro a novembro de 2011. Natal, RN, 2011. Relatório gerencial da Coordenação de Eventos da Escola de Música da UFRN. Arquivo de computador em Microsoft Word.

______. Utilização do Auditório Onofre Lopes 2012. Natal, RN, 2012. Arquivo de computador em Microsoft Word. Relatório gerencial da Coordenação de Eventos da Escola de Música da UFRN. Arquivo de computador em Microsoft Word.

Rio Grande do Norte. Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças. Coordenadoria de Estudos Socioeconômicos. Instituto de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente. Perfil do Rio Grande do Norte. Natal, RN, [200-]. Disponível em:<http://www.seplan.rn.gov.br/arquivos/download/PERFIL%20DO%20RN.pdf>. Acesso em: 5 mai. 2014.

Schiffman, L.; Kanuk, L. Comportamento do consumidor. 6. ed. [Rio de Janeiro]: LTC Editora, 2000.

Souza, Itamar. Nova história de Natal. Ed. Departamento Estadual de Imprensa. Natal,2008.

“Top 10” do ranking ICCA por país e cidades das Américas e do Brasil. 2012. Disponível em: <http://www.abeoc.org.br/2012/05/%E2%80%9Ctop-10%E2%80%9D-do-ranking-icca-por-pais-e-cidades-das-americas-e-do-brasil/>. Acesso em: 4 abr. 2013.

Trindade, S. L. Bezerra. Subsídios para o estudo da história do Rio Grande do

Norte. Ed. Sebo Vermelho. Natal, 2005.

Zanella, Luiz Carlos. Manual de organização de eventos: planejamento e operacionalização. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

Publicado
31-12-2014
Como Citar
QUEIROZ, F. G. S.; NÓBREGA, W. R. DE M. Eventos culturais como propulsores da atividade turística: o papel da Escola de Música da UFRN no destino Natal-RN. Revista de Turismo Contemporâneo, v. 2, n. 2, 31 dez. 2014.
Seção
Artigos