ARQUEOLOGIA E VIDA: UM DEBATE COM FOUCAULT E JACOB

Palavras-chave: François Jacob. Michel Foucault. História da Ciência.

Resumo


Este artigo mostra que a obra A Lógica da Vida de François Jacob pode ser lida conforme uma linguagem arqueológica, no sentido dado por Foucault em A Arqueologia do saber. Para isto, a partir da noção de enunciado em Foucault, foram destacados dois enunciados que serviram de marco para a definição destes campos e suas rupturas: o valor funcional das espécies e a individualização. Este diálogo também foi realizado ao se detectar a finidade entre a reflexão sobre a epistemologia da ciência estabelecida por Foucault em As palavras e as coisas e o debate sobre linguagem e biologia molecular visto em Jacob. Os recortes retirados desta última obra para mostrar esta afinidade foram eleitos e analisados sob uma vertente da arqueologia foucaultiana. Por meio deste argumento, foi destacada a contribuição que Jacob teve para decifrar uma lógica arqueológica do invisível da ciência moderna.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
30-07-2021
Como Citar
DE CARVALHO PEREIRA, A. ARQUEOLOGIA E VIDA: UM DEBATE COM FOUCAULT E JACOB . Revista Saridh – Linguagem e Discurso, v. 3, n. 1, p. 23, 30 jul. 2021.