Questões étnico-raciais nas propostas de língua inglesa da Base Nacional Comum Curricular

Autores

  • Joel de Jesus Junior CEUNES/UFES

Resumo

O presente artigo concentra-se nas propostas de Língua Inglesa da Base Nacional Comum Curricular, a fim de verificar a presença de questões étnico-raciais nas competências e habilidades desse componente curricular e, desta forma, propor reflexões para a formação dos estudantes em agentes críticos e reflexivos a partir dessa temática. A pesquisa utiliza a ferramenta Localizar Texto do software Adobe Reader para buscar as palavras relacionadas a questões étnico-raciais nas competências e habilidades de Língua Inglesa. Os resultados revelam que as questões étnico-raciais são tratadas de maneira neutra, indefinida e restritas a dois anos do Ensino Fundamental. O artigo parte das contribuições de Ribas (2018) sobre a Língua Inglesa na BNCC e apoia-se em Bakhtin (2004), Rajagopalan (2009) e Street (2014) para tratar do ensino de línguas sob a ótica social. Ferraz (2018), Celani (1999), Jordão (2004) norteiam o diálogo sobre a educação linguística em Língua Inglesa. Duboc (2012) e Apple (2002) dão subsídios para a reflexão sobre currículo. Souza Santos (2018), Hooks (2013) e Gomes (2011) amparam a discussão sobre as questões étnico-raciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

13-12-2021

Como Citar

DE JESUS JUNIOR, J. Questões étnico-raciais nas propostas de língua inglesa da Base Nacional Comum Curricular. Revista Saridh – Linguagem e Discurso, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 15, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/RevSaridh/article/view/26762. Acesso em: 9 dez. 2022.