Os livros didáticos de história do Brasil na escola secundária brasileira no século XIX, sob a égide das idéias européias

  • Ariclê Vechia
Palavras-chave: Livro didático. História do Brasil. Ensino secundário.

Resumo

O ensino de História do Brasil na escola secundária brasileira teve início após a fundação do Collegio de Pedro II em 1837. Os livros didáticos de História do Brasil, então adotados, eram, em sua grande maioria, de autores brasileiros, no entanto, o conhecimento veiculado em suas obras tinha como matriz a produção historiográfica européia sobre a História do Brasil, notadamente a de autores ingleses, franceses e alemães. Muito embora até 1822 já existisse uma vasta literatura sobre o Brasil, a produção de obras nacionais, que sistematizassem a documentação inédita e a produção já existente, ou seja, a produção de uma História ”Geral” do Brasil, foi lenta e tardia. Em que pese a visão teórico-metodológica que cada autor de livro didático possa ter dado à sua obra, o conhecimento sobre História do Brasil sob a ótica de europeus foi o difundido para muitas gerações de brasileiros

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ariclê Vechia
Profa. Dra. Ariclê Vechia | Universidade Tuiuti do Paraná | Programa de Pós-Graduação em Educação | Grupo de Estudos e Pesquisa Educação e História Cultura Escolar e Práticas Pedagógicas E-mail: arikele@hotmail.com
Publicado
15-04-2008
Como Citar
Vechia, A. (2008). Os livros didáticos de história do Brasil na escola secundária brasileira no século XIX, sob a égide das idéias européias. Revista Educação Em Questão, 31(17). Recuperado de https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/3907
Seção
Artigos