Biografia da Professora Raquel Dias Araújo: um olhar sobre a docência universitária e a militância política

  • Lia Machado Fiuza Fialho Universidade Estadual do Ceará http://orcid.org/0000-0003-0393-9892
  • Hannah Franklin dos Santos Universidade Estadual do Ceará
  • Vitória Chérida Costa Freire Universidade Estadual do Ceará
Palavras-chave: Educação de mulher, Docência universitária, Militância política

Resumo


O objetivo desse trabalho é biografar a professora Raquel Dias com ênfase na relação entre a docência universitária e a atuação política (1988-2019). Trata-se de uma pesquisa do tipo biográfica, amparada teoricamente na História Cultural e metodologicamente na história oral de vida. Utiliza como objeto de estudo as oralidades de Raquel Dias, coletadas por meio de entrevistas livres. A narrativa biográfica mostra que Raquel Dias foi uma criança pobre, estudante de escola pública, que alcançou nível elevado de escolarização, doutorado. Seu envolvimento político iniciado nos movimentos estudantis impulsionou o prosseguimento da militância em sindicatos e partidos políticos, que interferiu na sua prática docente tornando-a mais contextualizada, crítica e engajada na luta por justiça social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lia Machado Fiuza Fialho, Universidade Estadual do Ceará

Doutora em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará, Pós-doutorada em Educação pela Universidade Federal da Paraíba. Professora Adjunta do Centro de Educação da Universidade Estadual do Ceará, Professora Permanente do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE/UECE) e do Mestrado Profissional em Planejamento e Políticas Públicas. Editora chefa da coleção Práticas Educativas (EdUECE). Líder do Grupo de Pesquisa Práticas Educativas Memórias e Oralidades.

Hannah Franklin dos Santos , Universidade Estadual do Ceará

Graduanda em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, Brasil.

Vitória Chérida Costa Freire , Universidade Estadual do Ceará

Mestre e doutoranda pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará

Referências

  • Alberti, V. (2005). Manual de História Oral. 3. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV.

  • Andes. (2019). Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior. Recuperado de: https://www.andes.org.br/

  • Araújo, R. D. (2019). Entrevista realizada pelas concedida a (retirado para preservação do anonimato). Fortaleza - CE.

  • Araújo, R. M. B., & Esteves, M. M. F. (2017). A formação docente, inicial e contínua, para o trabalho com adultos em Portugal: o olhar dos professores. Educação & Formação, 2(4), 18-35.

  • Assis, S. G; Constantino, P. (2001). Filhas do mundo: infração juvenil feminina no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ.

  • Barros, J. D’A. (2008). O campo da História: especialidades e abordagens. 5. Ed. Rio de Janeiro: Vozes.

  • Bego, A. M. (2016). Políticas públicas e formação de professores sob a perspectiva da racionalidade comunicativa: da ingerência tecnocrata à construção da autonomia profissional. Educação & Formação, 1(2), 3-24.

  • Borges, V. P. (2008). Grandezas e misérias da biografia. In: Pinsky, C. B. (Org.). Fontes históricas. 2 ed. São Paulo: Contexto, 203-223.

  • Burke, P. (1992). O que é História cultural?. Rio de Janeiro, Jorge Zahar.

  • Burke, P. (2010). A escola dos Annales (1929-1989): a revolução francesa da historiografia. 2. ed. São Paulo: Editora Unesp.

  • Candau, V. M. (1984). Didática em questão. 2 ed. Petrópolis: Vozes.

  • Corrêa, P. S., & Barreto, B. (2017). Exigências para o exercício do ofício de mestre nos grupos escolares no Brasil no contexto da ditadura militar. Educação & Formação, 2(4), 104-123.

  • Dosse. F. (2015). O Desafio Biográfico: escrever uma vida. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo.


  • Farias, J. A. (2007). História do Ceará. 2 ed. Fortaleza: Armazém da Cultura.

  • Fialho, L. M. F., Santos, F. M. B., & Sales, J. A. M. (2019). Pesquisas Biográficas na História da Educação. Cadernos de Pesquisa, 26(3),11-29.


  • Fialho, L. M. F., & Freire, V. C. C. (2018). Educação formativa de uma líder política cearense: Maria Luiza Fontenele (1950-1965). Cadernos De História Da Educação, 17(2), 343-364

  • Fialho, L. M. F., Lima, A. M. S., & Queiroz, Z. F. (2019). Biografia de Aída Balaio: prestígio social de uma educadora negra. Educação Unisinos, 23(1), 48-67.

  • Fialho, L. M. F., & Sa, E. C. V. (2018). Educadora Henriqueta Galeno: a biografia de uma literata e feminista (1887- 1964). História da Educação, 22(55), 169-188.

  • Fialho, L. M. F., Sousa, N. M. C., & Diaz, J. M. H. (2020). Rosa Maria Barros Ribeiro: memórias da trajetória formativa para docência. Revista Cocar, (8), 371-387.

  • Fialho, L. M. F., & Carvalho, S. O. C. (2017). História e memória do percurso educativo de Célia Goiana. Série-Estudos, Campo Grande, 22(45), 137-157.

  • Flick, U. (2009). Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed.

  • Florêncio, L. R. S., Fialho, L. M. F., & Almeida, N. R. O. (2017). Política de Formação de Professores: A ingerência dos Organismos Internacionais no Brasil a partir da década de 1990. Holos, 5, 303-312.

  • Freire, P. (1996). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra.

  • Genú, M. A. (2018). Abordagem da ação crítica e a epistemologia da práxis pedagógica. Educação & Formação, 3(9), 55-70.

  • Gramsci, A. (1978). Concepção dialética da história. 3 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

  • Halbwachs, M. (2004). A memória coletiva. São Paulo: Centauro.

  • Lara, A. M. (2016). Políticas de redução da desigualdade sociocultural. Educação & Formação, 1(3), 140-153.

  • Le Goff, J. (2003). História e memória. 5 ed. Campinas: Unicamp.

  • Leite, M. L. M. (1984). Outra face do feminismo: Maria Lacerda de Moura (1887-1945). São Paulo: Ática.

  • Levi, G. Usos da biografia. (2016). In: Amado, J., & Ferreira, M. M, (org.). Usos & abusos da História Oral. 8 ed. Rio de Janeiro: editora FGV, 167-182.

  • Lima, A., & Azevedo, M. L. (2019). Processo de institucionalização da política nacional e estadual de formação docente: proposições e resistências no Paraná. Educação & Formação, 4(12), 124-147.

  • Lopes, A. C. (2019). Legislação e processos educativos: A constituição da escola primária no Piauí (1845 a 1889). Educação & Formação, 4(10), 50-65.


  • Loriga, S. (2011). O pequeno x: da biografia à história. Belo Horizonte: Autêntica.

  • Mororó, L. P. A (2017). Influência da formação continuada na prática docente. Educação & Formação, 2(4), 36-51.

  • Paulo Netto, J. (2014). Pequena História da Ditadura Brasileira (1964-1985). São Paulo: Cortez.

  • Perrot, M. (2017). Os excluídos da história: operários, mulheres e prisioneiros. Trad. Denise Bottmann. 7 ed. Rio de Janeiro/ São Paulo: Paz e Terra.

  • Poerner, A. J. (1979). O poder jovem: história da participação política dos estudantes brasileiros. 2. Ed. revisada, ilustrada e ampliada. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

  • Rosso, S. D., Cruz, H. L., & Rêses, E. S. (2011). Condições de emergência do sindicalismo docente. Revista Pro-Posições, Campinas, 22(2), 111-131.

  • Saviani, D. (2003). Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 8 ed. São Paulo: Autores Associados.

  • Saviani, D. (2011). História das ideias pedagógicas no Brasil. 3 ed. São Paulo: Autores Associados.

  • Smyth, E., & Hamel, T. (2016). The history of initial teacher education in Canada: Québec and Ontario. Educação & Formação, 1(1), 88-109.

  • Soares, C., & Viana, T. (2016). Jovita Alves Feitosa: memórias que contam a história da educação nas prisões cearenses. Educação & Formação, 1(1), 140-158.

  • Tiburi, M. (2018.) Feminismo em comum: para todas, todes e todos. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos.

  • Vasconcelos, L. M., Fialho, L. M. F., & Machado, C. J. S. (2018). Facetas da (im)potência viril na Revista Careta: educação e masculinidades no Estado Novo (1937-1945). Acta Scientiarum Education, 40 (4), 1-12.

  • Vilas-Boas, S. (2014). Biografismo: reflexões sobre as escritas da vida. 2 ed. São Paulo: Editora Unesp.

Publicado
13-05-2020
Como Citar
Fialho, L. M. F., Santos , H. F. dos, & Freire , V. C. C. (2020). Biografia da Professora Raquel Dias Araújo: um olhar sobre a docência universitária e a militância política. History of Education in Latin America - HistELA, 3, e20562. Recuperado de https://periodicos.ufrn.br/histela/article/view/20562
Edição
Seção
Artigos