Os desafios da empregabilidade dos haitianos na hotelaria de Florianópolis

  • Hurildes Agostinho Instituto Federal de Santa Catarina
  • Tiago Savi Mondo

Resumo

A inserção profissional no mercado de trabalho é sempre uma honra para qualquer trabalhador, nesse sentido, este trabalho teve como objetivo analisar em que condições de empregabilidade os imigrantes haitianos estão em relação à hotelaria de Florianópolis. Esta pesquisa caracteriza-se por ser exploratória, descritiva, quantitativa, do tipo pesquisa de campo. Para a coleta de dados foi utilizado questionário fechado com sete gestores de hotéis de Florianópolis, além disso, analisaram-se 60 currículos de imigrantes haitianos. Sendo que ao final, obtiveram-se os seguintes resultados: os haitianos que estão nos hotéis deixam uma impressão diversificada para alguns gestores e, quase a totalidade é positiva, tanto para o desempenho, vontade de aprender coisas novas, vontade de se firmar no emprego, tirando assim, o turnover da hotelaria e suas habilidades linguísticas, as quais são de grande valia. Já, por outro lado, a pesquisa apontou que somente um gestor fez menção à falta de higiene pessoal desses imigrantes, bem como, em situações nas quais precisava ser chamada a atenção, não aceitavam de bom grado, fazendo com que todos do grupo, também, sentirem-se repreendidos, e isso fez com que dificultasse possíveis contratações. Mas, de forma geral, os resultados foram positivos, colocando essa força de trabalho em evidência no cenário do mercado hoteleiro.

     

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hurildes Agostinho, Instituto Federal de Santa Catarina
  
Tiago Savi Mondo
   

Referências

IMDH. A Atuação Pastoral junto aos Refugiados no Brasil. Brasília: IMDH, 2006. In www.migrante.org.br/textoseartigos.htm acesso em 10 de fev. 2008.

Background on Haiti ( 2010). Haitian Health Cultura A Cultural Competence Primer from Cook Ross Inc.

Beni M. C. Análise estrutural do turismo. São Paulo: SENAC, 1998.

Berry, L. L.; Parasuraman, A.(1995) Serviços de marketing: competindo através da qualidade. São Paulo: Maltese, BRASIL. Ministério do Trabalho e Educação. CNIg. Disponível em:

<http://portal.mte.gov.br/imprensa/estudo-analisa-migracao-haitiana-no-brasil.htm>>. Acesso em: 02 jan.2015.

Cândido, I.; Vieira, E. V. (2003) Gestão de hotéis: técnicas, operações e serviços. Caxias do Sul: EDUCS.

Castelli G.(2003) Administração hoteleira. 9. ed. Caxias do Sul: EDUCS.

Cotinguiba G. C. Pimentel, M.L.(2012) Apontamentos sobre o processo de inserção social dos haitianos em porto velho. Travessia- Revista do Migrante, p.99-106.

CLICRBS. ANoticia. Haitianos chegam ao Estado com formação superior e idiomas.2014. Disponível em:<http://anoticia.clicrbs.com.br/sc/noticia/2014/01/haitianos-chegam-ao-estado-com-formacao-superior-e-idiomas-4404206.html>>. acesso em: 08 maio 2017.

De L. F., Vinicius. Estudo do fluxo de informações em centros de informações

turísticas de Santa Catarina: Programa Portais do Lazer. Florianópolis, 2005. 134f.

Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Santa Catarina,

Florianópolis, 2005.

DIÁRIO CATARINENSE. Prefeito de Florianópolis irá formalizar protesto por chegada de haitiano Disponível em: <http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2015/05/prefeito-de-florianopolis-iraformalizar-protesto-por-chegada-de-haitianos-4767404.html>. Acesso em: 06 out. 2015.

DIAMOND, Jared.(2005) Colapso - Como as sociedades escolhem o fracasso ou o sucesso. Editora RCB.

Dutra, C. F.(2016) Além do Haiti: uma análise da imigração haitiana para o Brasil. Rio de Janeiro: Lumen Juris,

EMBRATUR. Faturamento do turismo nacional no último trimestre de 2016 supera em 37% estimativas do setor. Disponível em: <http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/7621-faturamento-do-turismo-nacional-no-%C3%Último-trimestre-de-2016-supera-em-37-estimativas-do-setor.html>. Acesso em: 24 nov. 2017

Fernandes, D.; DE C.(2003) Maria da Consolação Gomes. A imigração dos haitianos

para os países da América do Sul: desafios de política migratória no trajeto e no destino.

Francisco, W.de C.(2017)“O Terremoto no Haiti”; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/geografia/o-terremoto-no-haiti.htm>. Acesso em 29 de novembro de 2017.

Germani, G,(1974) Sociologia da modernização: estudos teóricos, metodológicos e aplicados a América Latina. São Paulo: Mestre Jou.

Gil, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. São Paulo: Atlas, 1999.

Gioppo, Christiane. Eugenia: a higiene como estratégia de segregação. Curitiba, 1996.

Grupo de Apoio ao Imigrante e Refugiado de Florianópolis e Região (GAIRF). Novos Imigrantes e Refugiados na Região da Grande Florianópolis: Observações preliminares sobre suas experiências e demandas. Florianópolis, 2015.

Hoffman K. D.; Bateson, J. E. G. Princípios de marketing de serviços: conceitos estratégias e casos. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2003.

HORA DE SANTA CATARINA. Clic Rbs. "Nosso povo é filho de imigrantes e precisa ser generoso com o tema", diz Ângela Albino sobre estrangeiros em SC. Disponível em: <http://horadesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2015/05/nosso-povo-e-filho-deimigrantes-e-precisa-ser-generoso-com-o-tema-diz-angela-albino-sobre-estrangeiros-em-sc4767699.html>. Acesso em: 06 out. 2015.

Ministério do Trabalho e Emprego - MTE [http://portal.mte.gov.br/geral/estatisticas.htm]. Disponibilidade: 30/06/2013.

Janeiro

May, Tim.(2004) Pesquisa social: questões, métodos e processos. 3. ed. Porto Alegre: Artmed.

Minustah ( 2010): As motivações e as consequências de uma operação liderada pelo Brasil. Fortaleza: Monografia, p.74.

Petrocchi, M.(2003) Agências de turismo: planejamento e gestão. São Paulo: Futura.

Pereira, A.H. R.(2007) O Componente Militar da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti. Military Review, edição brasileira, jan-fev, pp.02-13.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO - PNUD. “Haiti” na estrada para à resistência às catástrofes, 2014. Disponível em: /content/haiti/fr/home/ourperspective/ourperspectivearticles/2014/05 /26/Haiti-sur-le-chemin-de-la-resilience-aux-desastres/>. Acesso em: 10 Jun. 2014.

Prospere R; Martin A.G.(2011) A questão ambiental no Haiti; um desafio na reconstrução do País. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental. REGET-CT/UFSM. V.3, n.3.

Richardson, R. J. et al.(1999) Métodos quantitativos e qualitativos. Pesquisa social: métodos e técnicas, v.3, p.70-89, 1999.

Singer, P. (2008) Economia política da urbanização. 2º ed. São Paulo: Contexto, 2008.

Singh, Bhawan; Cohen, M. J.(2014) Climate change resilience the case of Haiti. University of Montréal/Oxfam América. Oxfam Research Reports. Mar.

Villen, P.(2012) Polarização do mercado de trabalho e a nova imigração internacional no Brasil. In: SEMINÁRIO DO TRABALHO: TRABALHO E POLÍTICAS SOCIAIS NO SÉCULO XXI, 2012,

Marília. Anais. Marília: UNESP, 2012. Disponível em: <http://www.estudosdotrabalho.org/> Acesso em: 10 jan. 2015.

Zamberlam, Jurandir et al.(2014) Os novos rostos da imigração no Brasil - Haitianos no Rio Grande do Sul. Porto Alegre. Solidus.

Publicado
27-12-2018
Como Citar
AGOSTINHO, H.; MONDO, T. S. Os desafios da empregabilidade dos haitianos na hotelaria de Florianópolis. Revista de Turismo Contemporâneo, v. 6, n. 2, p. 189-210, 27 dez. 2018.
Seção
Artigos