Genética textual: um estudo dos tipos e funções das rasuras em manuscritos de alunos recém-alfabetizados

Resumo

O presente artigo analisa as rasuras que surgem em processos de produção textual realizados em sala de aula dos quais participam duplas que escrevem colaborativamente. Apoiado na Genética textual, através de uma abordagem enunciativa, este estudo elege como categorias de análise os tipos e as funções de rasuras e tem por objetivos: a) a análise e classificação das rasuras em dois processos de criação textual dos quais participam alunas do 2º ano do ensino básico, de uma escola da cidade de Maceió, AL - Brasil - e alunas do 2º ano do ensino fundamental de uma escola da cidade de Aveiro - Portugal, todas com 7 anos de idade, cujos dados foram captados através do Sistema Ramos, um dispositivo de captura multimodal em tempo e espaço real da sala de aula; b) em segundo lugar, comparar e discutir as nomenclaturas, os tipos e as funções das rasuras já existentes tendo em vista a variação existente na área; e, c) por fim, verificar quais mais ocorrem, comparando alunos brasileiros com alunos portugueses. Uma vez que o protocolo para a coleta de dados utilizado nos dois países foi o mesmo, importa-nos responder quais funções são mais utilizadas e sobre o que incidem as rasuras nos dois grupos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina Felipeto, Universidade Federal de Alagoas Programa de pós graduação em letras e linguística
Prof. da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Alagoas e pesquisadora na área de Aquisição da Escrita.
Dayane Rocha de Oliveira, Universidade Federal de Alagoas

Mestranda em Linguística do Programa de Pós-Graduação em Linguística e Literatura da Universidade Federal de Alagoas.

Publicado
25-01-2021
Como Citar
FELIPETO, C.; ROCHA DE OLIVEIRA, D. Genética textual: um estudo dos tipos e funções das rasuras em manuscritos de alunos recém-alfabetizados. Revista do GELNE, v. 23, n. 1, p. 29-42, 25 jan. 2021.
Seção
Artigos