Educação Eugênica

as recomendações de Renato Kehl a educadores, pais e escolares

  • Paulo Ricardo Bonfim Fundação B.
Palavras-chave: Eugenia e Educação, Educação Eugênica, Eugenismo, Renato Kehl, História da Educação

Resumo


No estudo da relação entre Eugenia e Educação, na história da educação brasileira, a referência ao médico Renato Kehl logo se impõe pelos esforços empenhados em difundir a ciência eugênica, inclusive, entre educadores e escolares. No Brasil, a eugenia comportou variações significativas em relação às formulações em avanço em outras latitudes, amalgamando-se, por aqui, às discussões sobre educação, higiene e saneamento. O estudo avaliou propostas e iniciativas de Kehl para a educação, principalmente com base em suas publicações, com destaque para os manuais escolares, entre as décadas de 1910 e 1930. A análise de sua trajetória, realizações e recomendações contribuem para uma compreensão mais acurada das influências e articulações na conformação de propostas para a educação no período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

  • Bonfim, P. R. (2017). Educar, higienizar e regenerar: uma história da eugenia no Brasil. Jundiaí: Paco Editorial.

  • Bonfim, P. R., & Kuhlmann Jr. (2014). M. Eugenia e Educação: uma leitura crítica do Boletim de Eugenía (1929-1933). Encontro de Pesquisa em Educação da Região Sudeste (ANPED SE), São João del-Rei, Minas Gerais, Brasil, 11. Recuperado de em: www.anpedsudeste2014.com.br/sistema/download.php?id_arquivo=1914.

  • Diwan, P. (2011). Raça Pura: Uma história da eugenia no Brasil e no mundo. São Paulo: Contexto.

  • Freire, U. (1933). Brasil eugênico (2ª ed.). São Paulo: Casa Siqueira.

  • Kehl, R. F. (1919). Conferencia de propaganda eugenica. Revista do Brasil/Sociedade Eugênica de São Paulo, pp. 67-79.

  • ______. (1925) A fada hygia (2ª ed.). São Paulo/Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves.

  • ______. (1926). Bíblia da saúde (Hygiene). Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves.

  • ______. (1929). A eugenia no Brasil: esboço historico e bibliographico. Actas e Trabalhos do Congresso Brasileiro de Eugenia, Rio de Janeiro.

  • ______. (1937). Educação moral: falando aos jovens da minha terra. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves.

  • ______. (1939). Pais, médicos e mestres. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves.

  • Kinoshita, C. T. (2013). Um D. Quixote científico a pregar para uma legião de panças: Manuais escolares de higiene à sombra da Eugenia (1923-1936) (Dissertação de mestrado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, Brasil.

  • Livraria Francisco Alves (1926). Catálogo. Rio de Janeiro.

  • Meira e Sá, F. S. (1924). Do problema capital, urgente inadiavel do Brasil nas suas duas faces. Primeiro Congresso Brasileiro de Proteção à Infância, Rio de Janeiro, Ri de Janeiro, Brasil, 7º boletim, pp. 434-435.

  • Sobrenome, Nome completo abreviado (ano, mês de publicação). Título do trabalho. Nome

  • completo do evento, cidade, estado, país, número do evento.

  • Oliveira, A. E. (1933). Posse do novo acadêmico Renato Kehl: discursos do paraninfo acadêmico Abel de Oliveira e do recipientario. Rio de Janeiro: Academia Nacional de Medicina, Typ. America.

  • Penna, B. (1929). Eugenia e Eugenismo. Boletim de Eugenía, 10.

  • Rocha, H. H. P. (2003) A higienização dos costumes: Educação escolar e saúde no projeto do Instituto de Hygiene de São Paulo (1918-1925). São Paulo: Fapesp.

  • ______. (2011). Alfabetização e regeneração nas iniciativas de difusão da escola primária em São Paulo. Rev. Pro-Posições, 22 (2) 151-172.

  • Souza, V. S. (2006). A política biológica como projeto: A “eugenia negativa” e a construção da nacionalidade na trajetória de Renato Kehl (1917-1932). (Dissertação em Mestrado em História das Ciências da Saúde). Casa de Oswaldo Cruz – FIOCRUZ, Rio de Janeiro, 2006.

  • Stepan, N. L. (1985). Eugenesia, genética y salud pública: el movimiento eugenésico brasileño y mundial. Revista Latinoamericana de Historia de lãs Ciências y la Tecnología, 2(3), pp. 351-384.

Publicado
28-04-2019
Como Citar
Bonfim, P. R. (2019). Educação Eugênica. History of Education in Latin America - HistELA, 2, e17449. Recuperado de https://periodicos.ufrn.br/histela/article/view/17449
Edição
Seção
Artigos