Políticas públicas, desenvolvimento e o papel do Estado no atual contexto brasileiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/1982-1662.2023v6n37ID34929

Resumo

A discussão sobre desenvolvimento passa a ter importância, do ponto de vista político e social, após a segunda guerra mundial. Assim, a abordagem teórica do desenvolvimento é dividida no período de 1945 a 1975, e no período pós anos 70, de acordo com Niederle e Radomsky (2016), abrangendo a concepção que o aborda apenas pelo aspecto econômico, considerando-o como sinônimo de crescimento; as que o descrevem como um processo de mudança qualitativa na sociedade, a partir de uma análise mais ampla, buscando demonstrar e analisar transformações nas condições sociais, econômicas, ambientais e culturais; e a abordagem pautada na expansão das capacidades, segundo a qual, o desenvolvimento é a expansão das liberdades individuais, por meio do combate as privações sociais, econômicas e políticas. De acordo com Sen (2010), a introdução da ideia de liberdade no processo de desenvolvimento é fundamental por duas razões: a primeira é a avaliatória, isto é, deve-se avaliar o progresso, tendo como parâmetro o aumento das liberdades das pessoas; a segunda é que o desenvolvimento está sujeito à condição de agente das pessoas. Não existe uma compreensão universal do conceito de desenvolvimento, porém, corroborando com alguns autores, acreditamos que o único desenvolvimento possível de ocorrer de fato, é o desenvolvimento das pessoas, ou seja, o desenvolvimento humano. O dossiê se propõe a receber artigos que objetivem refletir sobre as políticas públicas enquanto promotoras do desenvolvimento, através de um processo de mudança qualitativa na sociedade, e não entendendo-o apenas pelo seu viés econômico e centrado em indicadores quantitativos. Nesse contexto, salienta-se a importância do Estado na promoção do desenvolvimento em todas as suas dimensões, especialmente o desenvolvimento das condições de vida das pessoas e de suas capacidades de serem agentes, isto é, promotor do desenvolvimento humano. Dessa forma, o dossiê reunirá contribuições que realizem análises amplas e focalizadas nas transformações das condições sociais, econômicas, ambientais e culturais que políticas públicas são capazes de promover, dentro de diferentes escopos de estudos, metodologias e suportes teóricos, com foco na reflexão, análise e avaliação do papel do estado brasileiro na criação e implementação de políticas públicas e como promotor dos objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS). 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleidijane Siqueira Santos, UFAL

Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGCS-UFRN), na área de concentração Território, Desenvolvimento e Políticas Públicas. Mestre em Administração e Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (PADR-UFRPE) e Bacharel em Ciências Econômicas, com ênfase em Economia Rural, pela mesma instituição. É professora associada da Universidade Federal de Alagoas-UFAL, pesquisadora colaboradora do grupo de pesquisa Observatório Transdisciplinar de Pesquisas em Turismo.

Renata Mayara Moreira de Lima, UFAL

Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGCS-UFRN), na área de concentração Política, Desenvolvimento e Sociedade. É pesquisadora colaboradora do Observatório Transdisciplinar de Pesquisas em Turismo (UFAL) e do Competurhs: Competitividade, Marketing e Inovação em Turismo, Hospitalidade e Serviços (UFAL) e membro da Rede de Pesquisa em Turismo Religioso do Nordeste (REPETUR).

José de Lima Albuquerque, UFRPE

Professor Titular da Área de Administração Aplicada do Departamento de Administração da Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE e professor do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Gestão em Educação a Distância - Mestrado - UFRPE. Ainda integra o corpo docente do Mestrado profissional em Administração Pública, da Rede PROFIAP - UFRPE e é coordenador do PROFIAP/UFRPE (Mestrado Profissional em Administração Pública da Rede Nacional PROFIAP).

Referências

DYE, Thomas R. Understanding public policy.12th ed. Upper Saddle River, N. J.: Prentice Hall, 2008.

FURTADO, Celso. O mito do desenvolvimento econômico. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

HEIDEMAN, Francisco G. Do sonho do progresso às políticas de desenvolvimento. In: HEIDEMANN, Francisco G; SALM, José Francisco (Org.). Políticas Públicas e desenvolvimento: bases epistemológicas e modelos de análise. 2. ed. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2010.

JOBERT, Bruno; MULLER, Pierre. L´Etat en action. Paris: Presses Universitaires de France, 1987.

NIERDELE, P. A.; RADMOMSKY, G.F.W. Introdução às teorias do desenvolvimento. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2016. Disponível em: www.ufrgs.br/cursopgdr/downloadsSerie/derad101.pdf. Acesso em: 26 nov. 2019.

ROSA, Júlia Gabriel Lima da; LIMA, Luciana Leite; AGUIAR, Rafael Barbosa de. Políticas Públicas: introdução. Porto Alegre: Jacarta, 2021.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

SOUZA, Celina. Políticas públicas: uma revisão da literatura. Sociologias, Porto Alegre, n. 16, 2006.

SOUZA, Marcelo Lopes de. A teorização sobre o desenvolvimento em uma época de fadiga teórica, ou: sobre a necessidade de uma “teoria aberta” do desenvolvimento socioespacial. Revista Território, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 5-23, 1996.

SOUZA, Marcelo Lopes de. Algumas notas sobre a importância do espaço para o desenvolvimento social. Revista Território, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, jul./dez. 1997.

VEIGA, José Eli Da. Desenvolvimento sustentável: o desafio do século XXI. 3. ed. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.

Downloads

Publicado

20-12-2023

Como Citar

SIQUEIRA SANTOS, C.; MOREIRA DE LIMA, R. M.; DE LIMA ALBUQUERQUE, J. Políticas públicas, desenvolvimento e o papel do Estado no atual contexto brasileiro. Revista Inter-Legere, [S. l.], v. 6, n. 37, p. c34929, 2023. DOI: 10.21680/1982-1662.2023v6n37ID34929. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/interlegere/article/view/34929. Acesso em: 18 jul. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)