DO BAR AO PUB: HOMOSSOCIABILIDADE E IDENTIDADE GAY EM CAMPOS DOS GOYTACAZES (RJ)

Autores

  • Joseane de Souza
  • Rafael Simões Mendes Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.21680/1982-1662.2017v1n21ID13538

Palavras-chave:

Consumo. Identidade. Homossexualidades.Lugares

Resumo

O consumo constrói tanto pontes como cercas. Ao pensarmos em todo o histórico de opressão que os homossexuais sofreram ao longo dos tempos nas sociedades ocidentais, percebemos que os contextos e os discursos sobre a homossexualidade mudaram e se adaptaram às sociedades capitalistas e de consumo. Em diversas cidades, e em especial nas capitais brasileiras, todo um mercado voltado para lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros (LGBT) foi construído, possibilitando a emergência de identidades gays atreladas aos bens de consumo. Partindo da relação entre consumo e identidade gay, buscamos averiguar quais são os espaços de consumo e homossociabilidade voltados aos gays na cidade de Campos dos Goytacazes, interior do estado do Rio de Janeiro e polo regional doNorte Fluminense. Para tanto, serão problematizadas questões como: a homofobia sofrida por esses homossexuais; a adaptação dos estabelecimentos noturnos na opinião dos homossexuais; o consumo de lugares e bens e os marcadores sociais de diferença.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joseane de Souza

Doutora em Demografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Professora associada da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

Rafael Simões Mendes Oliveira

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. 

Downloads

Publicado

21-02-2018

Como Citar

DE SOUZA, J.; MENDES OLIVEIRA, R. S. DO BAR AO PUB: HOMOSSOCIABILIDADE E IDENTIDADE GAY EM CAMPOS DOS GOYTACAZES (RJ). Revista Inter-Legere, [S. l.], v. 1, n. 21, p. 82–105, 2018. DOI: 10.21680/1982-1662.2017v1n21ID13538. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/interlegere/article/view/13538. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ PERSPECTIVAS CONTEMPORÂNEAS DE GÊNERO(S) E SEXUALIDADE(S)