PRÁTICAS DE REZAS E CURA POPULAR: DISCUTINDO IDENTIDADES

Autores

  • Cícera Apoliana Feliciano Pereira URCA
  • Ricardo Cruz Macedo UFPB

DOI:

https://doi.org/10.21680/1982-1662.2016v1n19ID11783

Palavras-chave:

Cultura popular. Identidades. Benzedores.

Resumo

Ações de cura e magia estiveram presentes e marcaram o imaginário de muitas sociedades e culturas. No Brasil colônia, por exemplo, tais ações relacionaram-se ao expressivo hibridismo étnico e religioso presente na formação social do país. Neste estudo, pretendemos elaborar uma problematização das identidades sociais dos rezadores/benzedores a partir das práticas de rezas realizadas por esses agentes residentes na cidade de Brejo Santo-CE. Os dados foram produzidos através da aplicação de entrevistas narrativas e etnográficas e de observações participantes. Entre outros aspectos, verificamos que o agenciamento das identidades sociais desses agentes atravessa os significados atribuídos às suas práticas de reza que se evidenciam como marcadores sociais sobre eles.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cícera Apoliana Feliciano Pereira, URCA

Graduada em Ciências Sociais pela Universidade do Cariri – URCA – Ceará

Ricardo Cruz Macedo, UFPB

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Regional do Cariri (URCA)

Downloads

Publicado

07-04-2017

Como Citar

FELICIANO PEREIRA, C. A.; CRUZ MACEDO, R. PRÁTICAS DE REZAS E CURA POPULAR: DISCUTINDO IDENTIDADES. Revista Inter-Legere, [S. l.], v. 1, n. 19, p. 96–109, 2017. DOI: 10.21680/1982-1662.2016v1n19ID11783. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/interlegere/article/view/11783. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

ESTUDOS