Turismo rural: perspectivas teóricas e agenda de pesquisa

Autores

  • Cristian Bagega FAI Faculdades
  • Nathalia Berger Werlang FAI Faculdades

DOI:

https://doi.org/10.21680/2357-8211.2017v5n2ID12864

Palavras-chave:

Turismo Rural. Complementação de Renda. Desenvolvimento. Bibliometria.

Resumo

O presente estudo tem por objetivo realizar uma pesquisa e mapeamento bibliométrico das publicações sobre Turismo Rural, com o propósito de apresentar dados e indicadores a respeito do tema. A metodologia aplicada para desenvolver a pesquisa foi qualitativa, descritiva, exploratória e análise de conteúdo. A análise dos 59 artigos publicados sobre o Turismo Rural, localizados na base de dados do site Spell, em março de 2017, proporcionou os seguintes resultados: a maioria dos estudos utilizou método qualitativo; os artigos, em sua maior parte, foram elaborados por dois ou três autores; a grande maioria dos autores possui somente uma publicação na área; a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) são as IES de destaque na produção científica sobre o Turismo Rural; os artigos da amostra foram produzidos em maior número no ano de 2011; a Revista Rosa dos Ventos – Turismo e Hospitalidade – é o periódico que se destaca entre as publicações sobre a matéria; a complementação de renda é o tema mais relacionado com o Turismo Rural. Por conta desta pesquisa, tornou-se possível verificar que os estudos científicos sobre Turismo Rural no Brasil são recentes e, por essa razão, não existem muitos trabalhos a respeito; todavia, o desenvolvimento de propriedades rurais por meio do turismo constitui-se um campo muito vasto e crescente. Este estudo visa  auxiliar futuras pesquisas, estimulando o debate sobre o tema, em regiões que buscam o desenvolvimento de atividades turísticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Andrade, D. (2012). Turismo rural: análise dos resultados de um projeto de extensão no âmbito da comunidade. Revista Acadêmica do Observatório de Inovação do Turismo, 7(2), 69-80.

Araújo, J. G. F. (2010). Potencialidades do turismo no espaço rural: desenvolvimento, conceitos e tipologia. In: Santos, E. O., & Souza, M. (Orgs.). Teoria e prática do turismo no espaço rural, 23-32. Barueri, SP: Manole.

Azevedo, R. M. M., & Rodrigues, C. G. O. (2015). Políticas públicas e turismo rural: um estudo acerca das possibilidades e limitações no município de Apodi (RN). Caderno Virtual de Turismo, 15(2), 131-145.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Brasil. (2010). Secretaria Nacional de Políticas de Turismo. Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico. Coordenação Geral de Segmentação. Turismo rural: orientações básicas. (2a. ed.). Brasília: Ministério do Turismo.

Candiotto, L. Z. P. (2010). Elementos para o debate acerca do conceito de turismo rural. Turismo em Análise, 21(1), 3-24.

Carlini Júnior, R. J., Silva, F. J., & Lisboa Filho, W. (2004). A pluriatividade na Zona da Mata de Pernambuco: o turismo rural como uma viável alternativa econômica. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 6(16), 7-14.

Elesbão, I. (2010). Impactos socioeconômicos do turismo no espaço rural. In: Santos, E. O., & Souza, M. (Orgs.). Teoria e prática do turismo no espaço rural. Barueri, SP: Manole, 150-169.

Fontana, R. F. (2010). Inovação no planejamento do turismo e da hospitalidade no espaço rural. In: Santos, E. O., & Souza, M. (Orgs.). Teoria e prática do turismo no espaço rural, 259-275. Barueri, SP: Manole.

Fucks, P. M., & Souza, M. (2010). Turismo no espaço rural e preservação do patrimônio, da paisagem e da cultura. In: Santos, E. O., & Souza, M. (Orgs.). Teoria e prática do turismo no espaço rural, 96-108. Barueri, SP: Manole.

Gallani, M. A., Giuliani, A. C., Pizzinatto, N. K., & Correa, D. A. (2006). O turismo rural da cidade de Piracicaba e sua expansão utilizando-se as ferramentas do planejamento estratégico contempladas no Projeto Piracicaba. Revista Ciências Administrativas, 12(2), 186-190.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisas. (4a. ed.). São Paulo: Atlas.

Kloster, S., & Cunha, L. A. G. (2014). Desenvolvimento territorial e turismo rural: as relações possíveis. Desenvolvimento em questão, 12(27), 66-94.

Lane, B. (2014). Turismo rural de segunda geração: prioridades e questões de pesquisa. Turismo rural: antecedentes. In: Cristovão, A. et al. (Orgs.). Turismo rural em tempos de novas ruralidades, 15-48. Porto Alegre: Ed. da UFRGS.

Lima Filho, D. O., Tredezini, C. A. O., Maia, F. S., & Santos, A. M. (2007). O turismo rural como alternativa econômica para a pequena propriedade rural no Brasil. Turismo: Visão e Ação, 9(1), 69-82.

Lunardi, R., Souza, M., & Perurena, F. (2015). O trabalho de homens e mulheres no turismo rural em São José dos Ausentes: o “leve” e o “pesado”. Turismo: Visão e Ação, 17(1), 179-209.

Maia, E. M. M. (2016). Turismo rural na agricultura familiar: um estudo de caso no assentamento Tijuca, Boa Vista em Quixadá (CE). Caderno Virtual de Turismo, 15(1), 1-19.

Manosso, F. C., Salomé, M. V., & Carvalho, A. T. (2010). Turismo rural na região Norte do Estado do Paraná: conceito e prática. Caderno Virtual de Turismo, 10(1), 24-35.

Marconi, M. A., & Lakatos, E. M. (2004). Fundamentos de metodologia científica. (4a. ed.). São Paulo: Atlas.

Pato, M. L. J. (2015). O modesto contributo do turismo rural no Douro, Portugal: um estudo baseado nos promotores e na oferta turística. Turismo em Análise, 27(3), 624-643.

Pedron, F. A., Almeida, J. A., & Souza, M. (2008). Avaliação do planejamento do turismo rural no roteiro Nostra Colonia, Jaguari - RS. Turismo: Visão e Ação, 10(2) 263-285.

Reis, J. M. D., & Teixeira, J. (2016). Festas tradicionais no entorno da Estrada Boiadeira no Paraná: um potencial para o turismo rural. Turismo em Análise, 27(2), 364-387.

Santos, A. S., & Pires, P; S. (2010). Políticas públicas de turismo rural: uma alternativa necessária. In: SANTOS, E. O., & SOUZA, M. (Orgs.). Teoria e prática do turismo no espaço rural, 60-79. Barueri, SP: Manole.

Silva, A. R.L., Machado, A. B., & Catapan, A. H. (2014). Contribuição da comunicação digital na educação a distância: um mapeamento bibliométrico. In: BIEGING, P., & BUSARELLO, R. I. (Orgs.). Interatividade nas TICs. São Paulo: Pimenta Cultura, cap. 9, 169-189. Recuperado em 02 de maio, 2017, de https://www.pimenta cultural.com/interatividade-nas-tics.

Silva, M. A. C., & Souza, M. (2015). Motivações e benefícios socioeconômicos do turismo rural pedagógico para os empreendedores e a comunidade rural: o caso do Projeto Viva Ciranda e Roteiro Caminhos Rurais. Turismo: Visão e Ação, 17(3), 630-657.

Silva, M. R., Hayashi, C. R. M., & Hayashi, M. C. P. I. (2011, junho). Análise bibliométrica e cientométrica: desafios para especialistas que atuam no campo. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação. Ribeirão Preto, 2(1), 110-129. Recuperado em 02 de maio, 2017, de http://www.revistas.usp.br/incid/ article/view/42337/46008.

Souza, M., Elesbão, I., & Schaidhauer, M. (2011). Os benefícios do turismo rural: caminhos de pedra. Rosa dos Ventos - Turismo e Hospitalidade, 3(2), 216-227. Bento Gonçalves, RS.

Tulik, Olga.(2003). Turismo rural. (2a. ed.). São Paulo: Aleph, (Coleção ABS do Turismo).

Downloads

Publicado

20-12-2017

Como Citar

BAGEGA, C.; WERLANG, N. B. Turismo rural: perspectivas teóricas e agenda de pesquisa. Revista de Turismo Contemporâneo, [S. l.], v. 5, n. 2, 2017. DOI: 10.21680/2357-8211.2017v5n2ID12864. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/turismocontemporaneo/article/view/12864. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos