Do desenvolvimento global ao desenvolvimento local: novas perspectivas do desenvolvimento do turismo

  • Thiliane Meguis Universidade Federal do Pará
  • kassia Farias
  • Pablo Viana
  • Juliana Hamoy
Palavras-chave: Desenvolvimento. Participação. Turismo de base comunitária.

Resumo

Verifica-se que o debate em torno dos conceitos e modelos de desenvolvimento são cada vez mais frequentes atualmente já se percebe maior preocupação voltada principalmente para o bem estar social. Nesse sentido o Turismo de Base Comunitária (TBC) será destacado como um paradigma para o desenvolvimento do turismo sustentável, que objetiva a participação social, ressaltando a sua escala “de baixo para cima”, onde a população local é o ator fundamental desse processo. Para maior compreensão deste assunto consideram-se as seguintes questões: o que é desenvolvimento afinal? Como alcança-lo? Para quê? Este trabalho buscará discutir sobre a importância das ações descentralizadoras de participação e democracia para o desenvolvimento do turismo. Acredita-se, que quando as pessoas criam o hábito de se relacionar por diversas razões sociais ela é capaz de promover um bem estar econômico, social e ambiental para os seus envolvidos, que vão além do mero crescimento econômico. Para isso, os assuntos abordados neste trabalho perpassam pela compreensão de desenvolvimento e crescimento econômico, tido por diversos pesquisadores como antônimos, até o entendimento do desenvolvimento local/endógeno. Após está análise teórica, verificar-se-á as suas relações com o desenvolvimento do turismo, em especial o turismo de base comunitária (TBC), bem como, a importância da formulação e implementação de políticas públicas que estejam de acordo com a realidade local. Utiliza-se como método a pesquisa qualitativa, de caráter descritivo para a compressão crítica dos textos, referente aos conceitos destacados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AZEVEDO, S.; ANASTASIA, F. Governança, “Accountability” e Responsividade: reflexões sobre a institucionalização da participação popular em experiências desenvolvidas em Minas Gerais. Revista de Economia Política, v. 22, n. 1, 85, 2002.

BARQUEIRO, A. V. Desarrollo endógeno y globalizacion. Transformaciones globales, instituicíones y política de desarrollo local. Editorial Homo Sapien, Rosario, 2001.

BRANDÃO, C. A. Território e desenvolvimento: as múltiplas escalas entre o local e o global. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2007.

BRESSER-PEREIRA, L. C. O processo histórico do desenvolvimento econômico. EESP/FGV. Disponível em , acesso em 12 de ago. 2014.

BONETI, L. W. Políticas públicas por dentro. - Ijuí – RS: Unijuí, 2006.

CRUZ, R. de C. A. da. Turismo, produção do espaço e desenvolvimento desigual. Para pensar a realidade brasileira. In: BARTHOLO, R; SANSOLO, D; BURSZTYN, I. (orgs.). Turismo de base comunitária: diversidade de olhares e experiências brasileiras. Brasília: Letra e Imagem, 2009. p. 92-107.

ESCOBAR . A. Más allá del tercer mundo. Globalizacíon y diferencia. Bogotá: ICANH, 2005

FREI, F. et al. Cálculo e implementação do índice de desenvolvimento da gestão municipal (IDGM) no município de Itabaiana/SE. In: IPEA 2010. Planejamento e Politica públicas V.1-, n.1, Jun. 1989. Brasilia.

FIGUEIREDO. S. L. et. al. Turismo em foco: globalização e políticas públicas. In: AZEVEDO, F. F. et. al. (ORG). Turismo em foco. Belém: NAEA, 2013. p. 11-27.

FURTADO. C. Os desafios da nova geração. Revista de Economia Política n.24. p. 483- 486, 2004..

GASTAL, S.; MOESCH, M. M. Turismo, políticas públicas e cidadania. São Paulo: Aleph, 2007 (Coleção ABC do turismo).

HALL, C. M. Planejamento Turístico. Políticas, processos e relacionamentos. São Paulo: Contexto, 2001. p. 37-68.

IRVING, M de A. Reinventando a reflexão sobre turismo de base comunitária. Inovar é possível. In: BARTHOLO, R; SANSOLO, D; BURSZTYN, I. (orgs.). Turismo de base comunitária: diversidade de olhares e experiências brasileiras. Brasília: Letra e Imagem, 2009. p. 108- 121.

MATTOS, F. F.; IRVING, M. de A.. Nos rumos do ecoturismo e da inclusão social: O caso da Resex Marinha do Delta do Parnaíba (MA/PI). In Caderno Virtual de Turismo. Dez,2005.

MATUS, C. O planejamento é democrático? Adeus Senhor Presidente.. Recife: Editora Litteris, 1989. P.154-160.

SACHS. I. Desenvolvimento includente, sustentável, sustentado. Rio de Janeiro: SEBRAE, 2004.

SCHNEIDER, V. Redes de políticas públicas e a condução de sociedades complexas. Revista Civitas, Porto Alegre, v. 5, n. 1, jan./jun. 2005, p. 29-58.

TOMAZZONI, Edegar L. Turismo e desenvolvimento regional: dimensões, elementos e indicadores. Caxias do Sul, RS: Educs, 2009.

Publicado
01-07-2015
Como Citar
MEGUIS, T.; FARIAS, KASSIA; VIANA, P.; HAMOY, J. Do desenvolvimento global ao desenvolvimento local: novas perspectivas do desenvolvimento do turismo. Revista de Turismo Contemporâneo, v. 3, n. 1, 1 jul. 2015.
Seção
Artigos