Repercussões Turísticas e Sociais da Revitalização de Áreas Portuárias – A Estação das Docas em Belém/PA

Autores

  • Amada Gama Tavares
  • Ilana Barreto Kiyotani

Palavras-chave:

Revitalização de Portos, Turismo, Paisagem, Complexo Cultural Estação das Docas.

Resumo

Áreas portuárias são alvos comuns de investimentos para reestruturação de paisagens, como estratégia de recuperar e valorizar o espaço. Este artigo considera o Complexo Cultural Estação das Docas, formulado a partir de um projeto de revitalização do antigo porto de Belém/PA. O objetivo é analisar suas repercussões turísticas e socioculturais. Para tanto, utilizou-se a pesquisa exploratória, através de dados secundários de documentos públicos referentes à revitalização do porto, e a pesquisa bibliográfica para a compreensão do tema proposto. Faz-se uma exposição teórica a respeito de políticas públicas de recuperação de paisagens e uma contextualização sobre revitalização de áreas portuárias. Após uma apresentação sobre a Estação das Docas, é feita uma análise das repercussões nos contextos sociocultural e turístico, com devidas conclusões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amada Gama Tavares

Departamento de Comunicação e TurismoGraduanda do 9º período de Bacharelado em Turismo pela Universidade Federal da Paraíba.

Ilana Barreto Kiyotani

Professora do Departamento de Comunicação e Turismo da UFPB. Mestre em Geografia pela UFPB; Especialista em Análise Ambiental pela UFPR e Bacharel em Turismo pela UFPB

Downloads

Publicado

24-02-2014

Como Citar

TAVARES, A. G.; KIYOTANI, I. B. Repercussões Turísticas e Sociais da Revitalização de Áreas Portuárias – A Estação das Docas em Belém/PA. Revista de Turismo Contemporâneo, [S. l.], v. 1, n. 1, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/turismocontemporaneo/article/view/5039. Acesso em: 7 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)