A virtude no pensamento de jean-jacques rousseau

Autores

  • Felipe Augusto Mariano Pires

DOI:

https://doi.org/10.21680/1984-3879.2022v22n1ID29933

Palavras-chave:

Virtude. natureza. sociedade. Estado.

Resumo

Este trabalho objetivou fazer uma exposição e uma análise da virtude no pensamento de Rousseau. Para isso, partimos da observação de como a virtude era vista na Antiguidade, no Medievo e na transição para a Modernidade. Em seguida, através da observação das fases do homem descritas por Rousseau em seus trabalhos, elencamos as principais características da virtude descritas pelo Citoyen de Genève, já presentes no homem natural e mantidas no período intermediário entre os homens natural e social, mostramos a genealogia dos vícios que levam ao Estado ilegítimo e exploramos as resoluções apontadas pelo filósofo, notadamente, através da educação doméstica e do contrato social. Concluímos que, em Rousseau, a virtude está totalmente ligada à liberdade e à igualdade e representa não uma excelência adquirida pelo homem e que o distingue dos demais, mas a própria excelência da natureza, com a qual todo homem nasce e que está mais próxima da simplicidade e da cidadania.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AQUINO, Tomás de. De Regno: De regimine principum ad regem Cypri. Toronto: The Pontifical Institute of Mediaeval Studies, 1949. Disponível em: <http://dhspriory.org/thomas/DeRegno.htm>. Acesso em: 23 mai. 2011.

______. De Regno: De regimine principum ad regem Cypri. In: Opera Omnia – Sancti Thomae Aquinatis. [s.l.]: [s.e.], 1998. Disponível em: <http://www.documentacatholicaomnia.eu/03d/1225-1274,_Thomas_Aquinas,_De_Regimine_Principum._ad_Regem_Cypri,_LT.pdf >. Acesso em: 14. Jul. 2013.

ARISTÓTELES. A Política. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

______. A Política. Bauru, SP: Edipro, 2009

______. Politics. Oxford: Clarendon Press, 1957. Perseus Project.

CÍCERO, Marco Túlio. Da República. São Paulo: Abril Cultural, 1980. Os Pensadores.

______. Da República. São Paulo: Abril Cultural, 1985. Os Pensadores.

______. De Re Publica. Leipzig: Teubner, 1889. Perseus Project.

HOBBES, Thomas. Leviatã ou Matéria, Forma e Poder de um Estado Eclesiástico e Civil. São Paulo: Abril Cultural, 1979. Coleção Os Pensadores.

LOCKE, John. Segundo Tratado Sobre o Governo Civil. Petrópolis: Vozes, 2001.

LUTERO, Martinho. Comentário de Lutero sobre a 13ª Tese a respeito do Poder do Papa (Enriquecido pelo Autor). In: ______. Obras Selecionadas – Vol. 1. São Leopoldo: Sinodal; Porto Alegre: Concórdia Editora, 1987a. p 267-332.

______. Debate e Defesa do Fr. Martinho Lutero contra as Acusações do Dr. João Eck. In: ______. Obras Selecionadas – Vol. 1. São Leopoldo: Sinodal; Porto Alegre: Concórdia Editora, 1987b. p. 257-266.

______. Debate para o Esclarecimento do Valor das Indulgências. In: ______. Obras Selecionadas – Vol. 1. São Leopoldo: Sinodal; Porto Alegre: Concórdia Editora, 1987c. p. 21-30.

______. Sermão Sobre as Duas Espécies de Justiça. In: ______. Obras Selecionadas – Vol. 1. São Leopoldo: Sinodal; Porto Alegre: Concórdia Editora, 1987d. p 241-248.

MAQUIAVEL, Nicolau. Comentários sobre a Primeira Década de Tito Lívio. Brasília: UNB, 1994.

______. O Príncipe. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

MONTESQUIEU. Do Espírito das Leis. São Paulo: Abril Cultural, 1979. Os Pensadores.

Downloads

Publicado

06-02-2023

Como Citar

MARIANO PIRES, F. A. A virtude no pensamento de jean-jacques rousseau. Saberes: Revista interdisciplinar de Filosofia e Educação, [S. l.], v. 22, n. 1, p. 6–35, 2023. DOI: 10.21680/1984-3879.2022v22n1ID29933. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/view/29933. Acesso em: 16 jul. 2024.