NOTAS PARA UMA DIALOGICIDADE DO CORPO

A LINGUAGEM DA DANÇA E DO CINEMA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/1984-3879.2023v23n2ID31930

Palavras-chave:

Cinema, Dança, Dialogicidade do Corpo, Círculo de Bakhtin, Educação Física

Resumo

O objetivo deste artigo é refletir a respeito de uma prática de ensino da dança nas aulas de Educação Física, que é mediada pelo cinema e que destaca a dialogicidade do corpo como um possível campo de investigação dos estudos da filosofia da linguagem. O estudo utiliza uma abordagem de pesquisa-intervenção qualitativa, que inclui um diário de campo e registros imagéticos das aulas como corpus de análise. A pesquisa foi realizada em uma escola da rede municipal de ensino de Campina Grande - Paraíba, especificamente no 5.º ano do ensino fundamental, durante o segundo semestre de 2019. Os resultados e discussões mostram que os enunciados analisados estão imbuídos de ideologias que merecem ser repensadas na perspectiva pedagógica. O filme Billy Elliot (2000) é apresentado como uma importante linguagem capaz de combater estigmas preconceituosos que impedem que os corpos se expressem em seu potencial dançante. Isso realça a necessidade de as instituições educacionais considerarem a potência educativa de outras possibilidades de linguagens. Ao final do artigo, é destacada a dialogicidade do corpo como um campo de investigação profícuo na filosofia da linguagem, uma vez que ao dançar, os aprendizes elaboram uma cadeia de sentidos que se entrelaça com os fios axiológicos da linguagem cinematográfica, mobilizando uma expressividade singularmente situada e transgressora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Batista Santana, Universidade Estadual da Paraíba

Possui Licenciatura em Educação Física, Especialização em Educação Física Escolar e Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação Profissional em Formação de Professores - PPGFP, cursos esses ofertados pela Universidade Estadual da Paraíba, também possui especialização em O Círculo de Bakhtin: Linguagem, Cultura e Sociedade, contém experiência artística como bailarino/educador social pela Companhia de Dança Balé Cidade de Campina Grande/PB. Atualmente, é professor contratado da Universidade Estadual da Paraíba, atuando no curso de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física, também é doutorando do Programa Pós-Graduação em Linguagem e Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, atuando na linha de Práticas Sociais, Históricas e Culturais de Linguagem. Encontra-se inserido no Grupo de Pesquisa e Extensão Corpo, Educação e Linguagens - CEL/DEF/UEPB e no grupo de pesquisa O Círculo de Bakhtin em Diálogo, nesses espaços se interessa pelas temáticas: Relações Dialógicas entre Corpo, Arte, Dança, Linguagens e Educação; Teoria Dialógica da Linguagem na Educação Física escolar; Multiletramentos e Tecnologias Digitais na Educação Física escolar; Prática Pedagógica e Formação de Professores (as) de Educação Física; Práticas Corporais de Aventura na Escola e na Formação de Professores/as de Educação Física. E-mail: prof.daniel@servidor.uepb.edu.br

Fábio Marques de Souza, Universidade Estadual da Paraíba

As palavras e as manifestações artístico-culturais sempre foram uma paixão, permeando a minha constituição pessoal e profissional. Tendo a palavra como elemento estruturante da minha carreira, atuo como Professor Doutor Associado no Departamento de Letras e Artes e no Programa de Pós-Graduação em Formação de Professores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), na linha de pesquisa Linguagens, Culturas e Formação Docente. Oriento pesquisas de Mestrado e Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Linguagem e Ensino (PPGLE-UFCG) nas linhas de pesquisa: 3. Ensino de línguas e formação docente e, 4. Práticas Sociais, Históricas e Culturais de Linguagem. Tenho formação nas áreas de Letras, Línguas Estrangeiras, Tradução, Relações Internacionais e Educação. Para além da palavra, o cinema, arte que agrega outras linguagens, foi o mediador das reflexões desenvolvidas na minha pesquisa de doutorado (USP). No estágio de pós-doutorado (como bolsista PNPD-CAPES-MEC) em Educação Contemporânea (UFPE), dialoguei com a consolidação da minha linha de pesquisa em Tecnologias, Culturas e Linguagens (TECLIN), registrada no diretório de Grupos de Pesquisas do CNPq, no qual sou líder do TECLIN e do Círculo de Bakhtin em Diálogo (UEPB). Atualmente, meus temas de interesse gravitam em torno da: i) Linguística Aplicada: ensino-aprendizagem e mediação; ii) Diplomacia Cultural e Políticas Linguísticas, iv) Teoria Dialógica da Linguagem. 

Ivo De Camargo Junior, Centro Educacional Paulo Freire da Secretaria Municipal de Educação de Ribeirão Preto/SP.

Possui estágio de Pós-Doutorado em Formação de Professores (PPGFP-UEPB). É Mestre e Doutor em Linguística (UFSCar). Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional (Faculdade Metropolitana); Educação Infantil (UFU); Ensino de Filosofia no Ensino Médio (UnB); Educação Empreendedora (UFSJ); Gestão Escolar, Orientação e Supervisão (Faculdade São Luís); Pedagogia Universitária (UFTM); Mídias na Educação (UFSCar). Licenciado em Letras (UNESP/Assis), Filosofia (UFSJ) e Bacharel em História (UNESP/Franca). Doutorando em Educação pela UFSCar e Mestrando em Educação Profissional e Tecnológica ProfEPT/IFSP. É autor dos livros ?Mikhail Bakhtin na Linguagem Cinematográfica? e ?Memória de Futuro em tela: diálogos entre o cinema e Bakhtin?, publicados em 2020. É vice-líder do Grupo de Pesquisas ?O círculo de Bakhtin em diálogo? (DGP-CNPq-UEPB) e Grupo de Estudos Bakhtinianos da UNESP/Assis. Desenvolve pesquisas sobre Mikhail Bakhtin, cinema e outras mídias/linguagens e educação. Trabalha com relações dialógicas, polifonia, Memória de futuro e outros conceitos Bakhtinianos aliados ao audiovisual e à educação. Atua como professor de Língua Portuguesa Efetivo no Centro Educacional Paulo Freire da Secretaria Municipal de Educação de Ribeirão Preto/SP. 

Referências

ARAÚJO, A. C.. Elementos do pós moderno na representação do esporte no cinema contemporâneo. 2012. 153 f. 2012. Tese de Doutorado. Tese (Doutorado em Comunicação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.

BAGNO, M. Língua, linguagem, linguística: pondo os pingos nos ii. Parábola, 2014.

BAKHTIN, M. Para uma filosofia do Ato Responsável. Trad. Valdemir Miotello e Carlos Alberto Faraco. São Carlos: Pedro e João Editores, 2010.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. 5. Ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. Tradução, posfácio, notas e glossário de Paulo Bezerra. Notas da edição russa de Serguei Botcharov. São Paulo: 34, 2016.

BARRETO, D. Dança: ensino, sentidos e possibilidades na escola. Ed. 2. Campinas: Autores associados, 2005.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto editora, 1994.

BORGES, P. P. Estudos e experimentos em videodança: um trabalho de colaboração entre o artista visual e corporal. 2014. 130 f. Dissertação (Mestrado em Linguística, Letras e Artes) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.

BORTONI-RICARDO, S. M. O professor pesquisador: introdução à pesquisa qualitativa. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

DI CAMARGO Jr., I Jr... Mikhail Bakhtin na linguagem cinematográfica. 1. ed. São Paulo: Mentes Abertas, 2020.

DI CAMARGO, I. Jr., SOUZA, F. M., & SILVA, V. A. (2020). Possible paths for understanding human sciences with Mikhail Bakhtin. Open Minds International Journal. Vol. 1, n.1: p.1-7, Jan, Fev, Mar, Abr/2020. Disponível em: https://doi.org/10.47180/omij.v1i1.13 Acesso em 21 mar. 2023.

DIAS-DA, M. H. G. F. Passagem sem rito: as 5as. séries e seus professores. Papirus, 1997.

ELLIOT BILLY. Direção: Stephen Daldry. Produção: Greg Brenmam e Jonathan Finn, 2000.

FIORIN, J. L.. Introdução ao pensamento de Bakhtin. São Paulo: Ática, 2006.

LOURO, G. L. Corpo, escola e identidade. Educação & Realidade, v. 25, n. 2, 2000.

MATTOS, M. B. Governo Bolsonaro. Neofascismo e autocracia burguesa no Brasil. São Paulo, Usina Editorial, 2022.

MCCAW, D. “Para uma Filosofia do Corpo em Movimento”. In: BRAIT, B; GONÇALVES, J. C. Bakhtin e as Artes do Corpo. São Paulo: Hucitec, 2021, p. 57-82.

PORPINO, K. de O. Dança é educação: interfaces entre corporeidade e estética. Natal: Edufrn, 2018.

ROCHA, M. L.; AGUIAR, K. F. Pesquisa-intervenção e a produção de novas análises. Psicologia: ciência e profissão, v. 23, n. 4, p. 64-73, 2003.

SANTANA, D. B. Corpo, Linguagens e Multiletramentos: Uma Proposta Didática Dialógica para o Ensino da Dança nas Aulas de Educação Física. Dissertação (Mestrado em Formação de Professores). Campina Grande: Universidade Estadual da Paraíba, 2021.

SANTANA, D. B.; DE SOUZA, F. M. Do fazer docente na escola às memórias no curso de formação: o sentir no/pelo corpo como ponto de entrelaçamento. HUMANIDADES E TECNOLOGIA (FINOM), v. 35, n. 2, p. 87-103, 2022. DOI: https://doi.org/10.5281/zenodo.6590542. Disponível em: http://revistas.icesp.br/index.php/FINOM_Humanidade_Tecnologia/article/view/2739/1628. Acessado em 07 de jan. de 2023.

SEVERINO, A. J. S. Metodologia do trabalho científico. 23ª.São Paulo, Cortez, 2007.

SCIALOM, M. LABAN PLURAL: Arte do movimento, pesquisa e genealogia da práxis de Rudolf Laban no Brasil. Summus Editorial, 2017.

VOLOCHINOV, V. N. ; GRILLO, S. V. C. ; AMERICO, E. V. . Marxismo e filosofia da linguagem. Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem (Tradução, ensaio introdutório, glossário e notas). 2a.. ed. São Paulo: Editora 34, 2018. v. 1. 373p.

VOLOCHÍNOV. V. N. [1926]. A palavra na vida e a palavra na poesia: introdução ao problema da poética sociológica. A construção da enunciação e outros ensaios. Organização, tradução e notas de João Wanderlei Geraldi. Edição e supervisão da tradução de Valdemir Miotello. São Carlos, SP: Pedro & João Editores, 2013.

Downloads

Publicado

24-09-2023 — Atualizado em 25-09-2023

Versões

Como Citar

SANTANA, D.; SOUZA, F. .; DI CAMARGO, I. NOTAS PARA UMA DIALOGICIDADE DO CORPO: A LINGUAGEM DA DANÇA E DO CINEMA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Saberes: Revista interdisciplinar de Filosofia e Educação, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 20–44, 2023. DOI: 10.21680/1984-3879.2023v23n2ID31930. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/saberes/article/view/31930. Acesso em: 15 jul. 2024.