Educação feminina desvalida em Sergipe

o caso da Escola da Imaculada Conceição (primeiras décadas do século XX)

  • Josineide Siqueira de Santana
Palavras-chave: Escola Imaculada Conceição, História da Educação, Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição, Educação de Órfãs

Resumo


O presente artigo tem como objetivos apresentar a implantação da Escola da Imaculada Conceição; sua contribuição à educação de meninas desvalidas em Sergipe, de modo especial na cidade de São Cristóvão e compreender o processo educativo de meninas órfãs e a atuação da referida instituição de ensino no campo da educação feminina. Os fundamentos teóricos metodológicos deste trabalho estão contidos nos pressupostos da Nova História e História Cultural e tem como fundamentação teórica as pesquisas relacionadas à História da Educação, Educação Feminina e Cultura Escolar Ao estudarmos a criação de uma escola para meninas desvalidas, percebemos que apesar das dificuldades, a educação promovida estava em sintonia com o que se pregava no período e o que almejava a sociedade nas primeiras décadas do século XX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josineide Siqueira de Santana

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Sergipe, Professora Rede Estadual de Educação de Sergipe (SEED).

Referências

A Cruzada. (1954, dezembro 11). Aracaju, Brasil.
Almeida, J. S. (1998). Mulher e Educação: A paixão pelo possível. São Paulo: Editora Unesp.
Costa, R. M. (2003). Fé, Civilidade e Ilustração: as memórias de ex-alunas do Colégio Nossa Senhora de Lourdes (1903-1973) (dissertação de mestrado). Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, Brasil.
Foucault, M. (2009). Vigiar e Punir. Petrópolis: Editora Vozes.
Freitas, A. G. B. (2002). Pesquisando a educação feminina em Sergipe na passagem do século XIX. Revista Semestral do Núcleo de Pós-Graduação da Universidade Federal de Sergipe, 4, 45-65.
Goldmann, M. A. (1951). Madre Maria Imaculada de Jesus. Bibliografia da Primeira Superiora Geral das Irmãs Franciscanas Missionárias da Imaculada Conceição. Bahia: Mensageiro da Fé.
Lei nº 925, de 6 de novembro de 1925. (1925). Regulamenta o Orfanato de São Cristóvão. Aracaju: Arquivo Público do Estado de Sergipe – APES).
Livro de Crônicas da Congregação das Irmãs da Imaculada Conceição da Mãe de Deus (1922-1958). Acervo: Arquivo do Lar da Imaculada Conceição. Aracaju, Brasil.
Lopes, E. M. T., & Galvão, A. M. (2001). História da Educação. Rio de Janeiro: DP&A.
M. Monteiro (Comunicação Pessoal, Novembro 24, 1993).
Melo, V. A. (2007). As Filhas da Imaculada Conceição: um estudo sobre a educação católica (1915-1970) (dissertação de mestrado). Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, Brasil.
Nascimento, J. C. (2004). Memórias do Aprendizado: 80 anos do Ensino Agrícola em Sergipe. Maceió: Edições Cataventos.
Rotina do Orfanato de São Cristóvão. Acervo: Arquivo do Lar da Imaculada Conceição. Aracaju, Brasil.
Sergipe. Livro de Matrícula Frequência Diária e Aparelhagem Escolar (1948-1949) da Escola do Lar da Imaculada Conceição. Acervo: Lar da Imaculada Conceição.
Publicado
11-04-2019
Como Citar
Santana, J. S. de. (2019). Educação feminina desvalida em Sergipe. History of Education in Latin America - HistELA, 2, e17348. Recuperado de https://periodicos.ufrn.br/histela/article/view/17348
Edição
Seção
Artigos