Estudos sobre currículo de enfermagem na educação profissional

  • Shirley Afonso Centro Paula Souza
  • Maria Lucia Mendes de Carvalho Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza
Palavras-chave: História de Enfermagem, Educação em Enfermagem, Currículo

Resumo


É importante promover a preservação dos registros da trajetória da educação de nível médio em enfermagem, pois, ainda são escassas as literaturas que tratam sobre a profissão técnica de enfermagem e sua evolução no país e na América Latina. Este estudo é do tipo bibliométrico, com objetivo de quantificar a produção científica a respeito dos currículos educacionais da formação de nível médio em enfermagem desde 1940. As publicações evidentes são encontradas nos anos de 2004, 2018 e 2019, concentrando os estudos nas instituições de língua espanhola e nas Escolas de Enfermagem da Universidade de São Paulo, tanto em São Paulo como em Ribeirão Preto. Tal concentração demonstra carência no desenvolvimento desses estudos em outras universidades e escolas de enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Lucia Mendes de Carvalho, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza

Maria Lucia Mendes de Carvalho - Pós-doutora em Museologia e Patrimônio (MAST/RJ - 2017). Doutora em Engenharia Agrícola (FEAGRI/UNICAMP - 2013). Mestre em Engenharia Química (EPUSP - 1989). Bacharel em Química (IA-USP - 1980). Engenheira Agrícola (FEAGRI/UNICAMP - 1980) e Licenciatura Plena em Quïmica (FE/USP - 1981). Atuou em Centros de Pesquisas de Indústrias Químicas até se aposentar em 1995: Rhodia, Aquatec e Oxiteno. Professora do Mestrado Profissional em Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional, desde 2020, e Coordenadora de projetos no Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, desde agosto de 2001, liderando o Grupo de Estudos e Pesquisas em Memórias e História da Educação Profissional e Tecnológica (GEPEMHEP), desde 2008. Curadora digital de conteúdo do site <www.memorias.cpscetec.com.br>

Referências

  • Venturineli, R.; Picarelli, S. S.; Venturinelli, R. (2017). A Reorganização do Espaço Escolar e suas Implicações Pedagógicas. Revista Acadêmica Integra/Ação, [S.l.], v. 1, n. 1, june. ISSN 2594-4878. Disponível em: http://www.fics.edu.br/index.php/integraacao/article/view/542. Acesso em: 07 dec. 2020.

  • Viñao Frago, A. (1998). Currículo, espaço e subjetividade: a arquitetura como programa. Rio de Janeiro: DP&A.

  • Viñao Frago, A. (2001). Do espaço escolar e da escola como lugar: propostas e questões. In: Viñao Frago, A.; Escolano, A. Currículo, espaço e subjetividade: a arquitetura como programa.2ª ed. Rio de Janeiro: DP&A. p. 60-139.

  • Viñao Frago, A. (2006a). Sistemas Educativos, Culturas Escolares e Reformas: continuidades y cambios. 2ª ed., Madri: Ediciones Morata, S.L.

  • Viñao Frago, A. (2006b). El libro de texto y las disciplinas escolares: una mirada a sus orígenes. In: Escolano, A. (ed.), Currículum editado y sociedad del conocimiento. Texto, multimedialidad y cultura de la escuela, Valencia, Tirant lo Blanch.

  • Viñao Frago, A. (2004). Relatos e relações autobiográficas de professores e mestres. In: Menezes, M. C. (org.). Educação, memória, história: possibilidades, leituras. São Paulo: Mercado de letras.

Publicado
18-12-2020
Como Citar
Afonso, S., & Carvalho, M. L. M. de. (2020). Estudos sobre currículo de enfermagem na educação profissional. History of Education in Latin America - HistELA, 3, e23519. https://doi.org/10.21680/2596-0113.2020v3n0ID23519
Edição
Seção
Artigos